dcsimg

Vale a pena fazer concurso público?

Concurso público é uma ótima forma de ingressar no mercado de trabalho com ótimos salários. Confira os pontos positivos e negativos dos cargos públicos.

concurso

Ingressar em um emprego mediante concurso público é a ambição de muitas pessoas, isso se deve ao fato de que o salário oferecido na maioria dos cargos é bastante superior ao funcionalismo privado e, além disso, boa parte das vagas pode ser ocupada apenas com o ensino médio completo.

Porém, existem alguns pontos negativos que devem ser levados em conta ao escolher o rumo de sua carreira. Abaixo esclarecemos alguns pontos importantes para a prévia avaliação, dentre positivos e negativos, que podem auxiliar na sua tomada de decisão se ainda vale ou não a pena fazer concurso público em algum momento da vida.

Pontos Positivos

Confira alguns pontos positivos na escolha de concursos públicos.

Estabilidade

Essa é uma das maiores vantagens de um concurso público. O funcionário aprovado tem garantia de estabilidade no cargo, ou seja, não pode ser demitido a qualquer momento e sem motivos.

Segundo o Artigo 41 da Constituição Federal, após três anos de exercício das atividades do cargo, ele garante a estabilidade, esse é o chamado estágio probatório. Nesse caso, a demissão ocorre apenas em casos extremos de falhas.

Remuneração

Outro fator determinante é a remuneração, a média salarial dos cargos em concursos públicos é bem superior ao funcionalismo privado, principalmente em cargos que não exigem formação superior. Além disso, os horários são estabelecidos e dificilmente há necessidade de cumprir horas extras.

Experiência

Em concursos públicos, na maioria das vezes, não é cobrado nenhuma experiência no mercado de trabalho dos candidatos. Ou seja, a avaliação é baseada apenas no resultado obtido na prova de conhecimentos.

Benefícios

Outra vantagem é que além de um bom salário, diversos benefícios são oferecidos. Podemos citar o: vale-alimentação, vale-refeição, vale-transporte, além de muitos outros.

Pontos Negativos

Porém nem tudo são vantagens nos concursos, essa escolha também proporciona algumas desvantagens. Confira duas delas.

Tempo de Preparação

Ingressar em um cargo pelo concurso público não é uma tarefa muito fácil. É preciso muita dedicação, anos de estudos, paciência e boa vontade. Por ser aberto a praticamente todas as pessoas, sem restrições, é comum que os concursos sejam muito concorridos e a dificuldade é grande.

Por isso, o tempo utilizado para a preparação adequada é grande e nem sempre é possível conciliar com uma faculdade, por exemplo. É preciso dedicação total aos estudos e essa é uma tarefa muito difícil. No último ano, mais de 12 milhões de pessoas participaram de concursos pelo Brasil.

Estagnação

Outra desvantagem é a questão da estagnação na carreira. Dependendo do cargo ingressado é difícil conseguir subir na carreira e alcançar um lugar de mais respeito dentro da organização. O importante é saber lidar com essa situação e conseguir planejar da melhor forma o futuro.

Como funciona o processo de seleção para os cargos?

Os concursos públicos são processos de seleção realizados para preencherem as vagas em cargos públicos. A prova tem caráter de seleção impessoal, baseado única e exclusivamente no resultado obtido nas provas e em outras avaliações previstas em edital.

A seleção visa proporcionar a qualquer pessoa uma carreira segura, estável, com bons rendimentos e benefícios. Os cargos oferecidos variam e podem exigir algum grau de formação.

Fique por dentro dos concursos mais concorridos e dos menos procurados:

Concursos mais concorridos

  1. Senado Federal: Na última edição do concurso para o Senado, foram registradas 157.939 inscrições para 246 vagas disponíveis, que representa 642,02 candidatos concorrendo uma vaga.
  2. Receita Federal: No último concurso realizado pela Receita Federal, foram registrados mais de 158 mil inscritos para 1.150 vagas dentre os cargos de Auditor Fiscal e Analista Tributário.
  3. Tribunal de Contas da União (TCU): Na última edição registrou-se 28.769 inscritos para 29 vagas de nível médio e quase 11 mil inscritos para as 70 vagas de nível superior.
  4. Ministério Público da União: No último concurso realizado em 2010, mais de 750 mil inscritos concorreram a 590 vagas para os níveis médio e superior.
  5. Polícia Federal: No último concurso realizado, foram confirmadas quase 120 mil inscrições para preenchimento de 600 vagas.

Concursos menos concorridos

  1. BNDES: Esse concurso pode ser considerado de baixa concorrência, pois a seleção é para cadastro de reserva e exigem formação bastante específica para cada cargo.
  2. Ancine / Aneel / Anatel: Os concursos de agências reguladoras costumam ser pouco concorridos, pois exigem formação em curso superior e também conhecimentos do poder executivo, como diversas leis específicas, o que afasta muitos participantes.
  3. Secretaria de Planejamento do Estado do Rio: Nesse caso, a baixa concorrência se deve ao fato de serem oferecidas poucas vagas, o que leva a um desânimo no momento da inscrição temendo ser excessivamente concorrido.
  4. Agência Nacional de Águas: A concorrência também é pequena, pois o cargo oferecido é de consultor, exigindo conhecimentos avançados em determinados tópicos.
  5. Finep: é um concurso pouco concorrido devido às inúmeras exigências do edital.

[Procurando Crescer na Carreira? Encontre uma Faculdade ou Especialização!]

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin