dcsimg

Como se inscrever no ProUni 2016

Veja tudo o que você precisa saber para fazer a inscrição no ProUni em 2016!

prouni_small

Se você é um dos milhões de interessados em ganhar uma bolsa de estudos em faculdades particulares bem avaliadas para dar uma turbinada na carreira, fique de olho no Programa Universidade para Todos (ProUni).

Essa iniciativa do Governo Federal concede bolsas parciais (50%) e integrais (100%) a estudantes de baixa renda em faculdades reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) de todas as regiões brasileiras.

Em 2016, o ProUni vai abrir inscrições duas vezes: em janeiro e em junho. São centenas de milhares de vagas e o critério para selecionar os interessados é a nota do Enem 2015.

Você não vai querer deixar escapar essa oportunidade, não é mesmo?

Então, fique de olho no guia de perguntas e respostas que preparamos para você saber tudo o que precisa para participar do ProUni 2016!

Quando posso me inscrever para o ProUni 2016?

As inscrições do ProUni 2016 para quem pretende concorrer a uma bolsa de estudos no primeiro semestre acontecem entre os dias 19 e 22 de janeiro de 2016.
São apenas quatro dias, por isso não dá para bobear! O sistema é totalmente informatizado e não tem nenhum tipo de prorrogação no prazo das inscrições.

Quanto custa me inscrever no ProUni 2016?

A participação no ProUni é totalmente gratuita, você não vai pagar nada para se inscrever.

Onde posso me inscrever para o ProUni 2016?

As inscrições para o ProUni só podem ser feitas pela internet, em um único lugar: o portal oficial do ProUni.

Que documentos preciso para me inscrever no ProUni 2016?

Na hora de se inscrever no ProUni, pela internet, você vai precisar informar alguns dados sobre você e seu grupo familiar (as pessoas da sua família que moram com você na mesma casa). Porém, para fazer esse cadastro e participar da disputa por uma bolsa você não vai precisar mostrar nenhum documento.

No entanto, caso seja selecionado, precisará comparecer à universidade para a qual você passou, levando os documentos exigidos para comprovar alguns dados que você preencheu na inscrição, como endereço e renda, por exemplo. Cada faculdade pode exigir seu próprio conjunto de documentos para fazer essa comprovação – a lista aparece no site do Sisu quando você se inscreve.

Como faço para me inscrever no ProUni 2016?

O processo de inscrição do ProUni 2016 é bem simples. No período determinado pelo MEC, basta seguir o passo a passo:

  • Acesse o site do ProUni.
  • Informe seu número de inscrição e senha do Enem 2015.
  • Inclua um endereço de e-mail e um telefone (eles precisam ser válidos).
  • Informe todos os dados cadastrais solicitados (seus e do seu grupo familiar).
  • Selecione até duas opções entre as vagas disponíveis, escolhendo para cada uma o curso, o local de oferta (cidade, campus, unidade da faculdade), o turno (matutino, vespertino, noturno ou integral), o tipo de bolsa (parcial ou integral) e a modalidade de concorrência (cotas ou ampla concorrência).
  • Siga as orientações da tela para confirmar sua inscrição.

Como acompanhar a inscrição do ProUni 2016?

Sabia que você pode aumentar – e muito! – suas chances de ganhar uma bolsa do ProUni enquanto durarem as inscrições?

É que durante esse período é possível acompanhar a nota de corte para o curso que você escolheu. A nota de corte é a menor pontuação no Enem com a qual é possível entrar em uma vaga do ProUni no mesmo curso, faculdade, local de oferta, turno e modalidade de concorrência.

O sistema do ProUni divulga a nota de corte e você pode comparar essa informação com o seu próprio desempenho para avaliar se tem ou não chance de entrar naquela vaga. Se a sua pontuação for mais baixa do que a nota de corte, significa que provavelmente você não conquistaria um lugar naquela opção. Mas não desanime! Você pode mudar suas escolhas quantas vezes quiser enquanto durarem as inscrições. O sistema do ProUni vai considerar apenas a última opção que você salvou para calcular o resultado final.

A essa altura você já deve estar consultando o seu Boletim de Desempenho do Enem para lembrar sua nota, certo? Então veja a seguir que nota você precisa tirar no Exame para passar no ProUni 2016!

Que nota preciso tirar no Enem para passar no ProUni 2016?

Se você tirou 450 pontos na média geral das provas do Enem 2015, não zerou na redação e preenche os demais requisitos (veja mais detalhes a seguir), pode se inscrever no ProUni 2016.

Porém, dependendo do curso que escolher, muito provavelmente essa nota mínima não será suficiente para garantir uma vaga. As notas de corte mudam todo semestre, dependendo de fatores como o curso, a faculdade, a modalidade de concorrência, etc.

Historicamente, cursos mais concorridos, como os de Medicina, Direito e algumas Engenharias, podem exigir até mais de 800 pontos para passar. E outros, dependendo da faculdade, podem exigir entre 450 e 780, como é o caso de Administração.

Na dúvida, o jeito mais seguro de saber se você tem ou não chance de passar no ProUni com o desempenho que alcançou no Enem é mesmo se inscrevendo no ProUni.

Quem pode se inscrever no ProUni 2016?

Para participar do ProUni 2016, você não pode ter diploma de curso superior e é obrigatório ter feito o Enem 2015, com pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.

Além disso, precisa cumprir pelo menos um dos requisitos abaixo:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública, ou em escola da rede privada como bolsista integral.
  • Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada como bolsista integral.
  • Ser pessoa com deficiência.
  • Ser professor efetivo da rede pública de ensino, concorrendo a bolsas em cursos de licenciatura. Nesse caso não é preciso cumprir requisitos de renda.

O ProUni é um programa que ajuda pessoas que não têm condições financeiras de pagar uma faculdade privada. Por isso, existe um limite máximo de renda para participar:

  • 1,5 salário mínimo: é o limite máximo de renda familiar bruta mensal por pessoa para concorrer a uma bolsa integral (100% da mensalidade).
  • 3 salários mínimos: é o limite máximo de renda familiar bruta mensal por pessoa para concorrer a uma bolsa parcial (50% da mensalidade).

Veja também:
Descubra como entrar no ProUni com a nota do Enem

Vai se inscrever no ProUni em 2016? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin