dcsimg

Saiba que nota você precisa tirar no ENEM para conseguir FIES

Descubra qual pontuação do Enem é necessária para conseguir um financiamento estudantil pelo FIES!

Ter um diploma de curso superior pode fazer diferença na hora de buscar um bom emprego ou conseguir aquela promoção tão desejada. E alguns profissionais, como engenheiros, médicos e enfermeiros, só podem exercer suas atividades se concluírem um curso de graduação na área.

Mas nem todo mundo tem condições de passar na universidade pública, ou bancar a mensalidade da faculdade particular. A boa notícia é que, com a nota do Enem, é possível conseguir um financiamento estudantil pelo FIES e começar a pagar a dívida só depois de formado.

Se você tem planos de estudar em uma universidade privada utilizando o benefício do FIES, saiba que as regras do programa mudaram e ter participado do Enem passou a ser requisito obrigatório para quem completou o ensino médio a partir de 2010.

Descubra qual a nota você deve tirar no Enem para se inscrever no programa e conseguir um financiamento pelo FIES!

Qual a nota mínima para se inscrever no FIES

Quem pretende se candidatar a um financiamento do FIES deve cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter renda familiar mensal bruta de até dois salários mínimos e meio por pessoa.
  • Ter participado de alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e obtido nota mínima de 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação.

Uma nota baixa em uma das provas não elimina o candidato, desde que, calculando a média das provas o resultado seja de, no mínimo, 450 pontos.

O que não pode acontecer é zerar na redação. Mesmo que o candidato tenha conseguido uma excelente média nas provas, nota zero na redação deixa o estudante de fora da disputa pelo FIES.

Perceba que é possível apresentar a nota do Enem de qualquer edição a partir de 2010, ou seja, não é preciso ter feito o último exame para se inscrever no programa, basta ter a nota mínima exigida.

Quem já possui o FIES não precisa se adequar às novas regras. Se você conseguiu um financiamento antes do segundo semestre de 2015 sem a nota mínima no Enem, continuará a usufruir do benefício normalmente.

Qual a nota necessária para conseguir o FIES

O mínimo de 450 pontos é apenas para se inscrever no programa. Para conseguir de fato o financiamento, muitas vezes é preciso mais que isso. Quanto maior for sua nota no Enem, maiores serão suas chances de ser aprovado no FIES.

A nota de corte para ser selecionado não é única para todas as vagas disponíveis. Cada curso, de cada instituição de ensino, terá uma nota de corte diferente. O que irá determinar esta pontuação é a quantidade de vagas, o número de inscritos e o desempenho deles no Enem.

Alguns cursos costumam ser muito concorridos e, por isso, tendem a ter uma nota de corte mais alta, como é o caso de Medicina e engenharias. Em outros casos, a procura é bem menor e a nota de corte chega a ficar bem perto do mínimo exigido.

As notas de corte não são divulgadas antes do período de inscrição no FIES. Isto porque não é possível determinar esta nota antes de saber exatamente quais estudantes estão concorrendo a determinada vaga.

Porém, é possível saber se você tem chances de conseguir o financiamento durante o período de inscrições. O processo é todo feito pela internet e, a partir do segundo dia, o sistema calcula uma nota de corte parcial, considerando os inscritos naquela vaga até o momento.

A cada dia estas informações vão mudando conforme novas inscrições vão ocorrendo. Você pode ficar atento a estas notas e mudar de ideia se achar que não conseguirá ser aprovado. O sistema permite que o aluno mude sua opção de curso quantas vezes quiser até o encerramento das inscrições.

Universidades que aceitam o FIES

Só podem participar do FIES as instituições de ensino superior reconhecidas pelo MEC e que possuam avaliação positiva.

O número de financiamentos concedidos é limitado e a distribuição das vagas privilegia algumas áreas de ensino (Formação de Professores, Saúde e Engenharia), determinadas regiões do País (Norte, Nordeste e Centro-Oeste, exceto Distrito Federal) e os cursos mais bem conceituados pelo MEC.

Cursos com conceitos 5 (nota máxima) e 4 no Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior) têm prioridade quanto ao número de financiamentos concedidos.

Veja também:

Conheça as novas regras do FIES em 2015

Você pretende buscar um financiamento pelo FIES? Para qual curso você vai se candidatar? Deixe seu comentário aqui!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin