dcsimg

Saiba tudo sobre o curso de Engenharia de Software

Criar sistemas e programas de computador é o trabalho básico do Engenheiro de Software. Entenda aqui como funciona o curso!

Os programas de computador estão cada vez mais presentes em nosso cotidiano, mas pouca gente entende a fundo com tudo isso funciona. Nesse panorama, o Engenheiro de Software detém um conhecimento muito valorizado hoje em dia.

Junto à criatividade, o profissional precisa aplicar uma grande capacidade de abstração para conceber, analisar e desenvolver programas adequados às necessidades das pessoas e empresas. Para isso, é importante uma boa formação.

Não há tanta oferta de cursos no país, mas é possível encontrar graduações muito bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC), principalmente nas universidades públicas.

Veja agora mesmo como funciona o curso de Engenharia de Software, as matérias estudadas e opções de universidades. Conheça também alternativas de graduação na área!

Como é o curso de Engenharia de Software?

O curso de Engenharia de Software é um bacharelado com duração de cinco anos.

Durante a graduação, o aluno vai conhecer a fundo as técnicas e práticas de desenvolvimento de softwares e programas computacionais para uma ampla gama de aplicações em diferentes tipos de situações e dispositivos, como sistemas de informação de empresas, portais de internet, jogos digitais, telefones móveis, entre outros.

O crescente mercado de Tecnologia da Informação (TI) também vai exigir que o estudante formado tenha conhecimentos científicos suficientes para projetar e fazer o gerenciamento e a manutenção dos softwares.

O esforço durante o curso costuma valer a pena. A profissão vem se valorizando no Brasil e no mundo, e as oportunidades para os bons profissionais são muitas. Há possibilidade de altos salários, principalmente nos grandes polos tecnológicos e em empresas multinacionais.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES), o Brasil está em nono lugar no ranking dos maiores mercados mundiais para o software, ficando atrás somente de grandes potências como os Estados Unidos, China, Japão, Reino Unido, Alemanha, França, Canadá e Índia. Na América Latina, o Brasil é o primeiro mercado.

O que se estuda no curso de Engenharia de Software?

As grades curriculares apresentam algumas variações de acordo com a faculdade. Mas, de modo geral, as principais matérias do curso de Engenharia de Software são:

  • Arquitetura de Software
  • Cálculo Diferencial e Integral
  • Desenvolvimento de Sistemas para Dispositivos Móveis
  • Desenvolvimento de Sistemas Web
  • Design e Interação
  • Engenharia de Linguagens
  • Estrutura de Dados
  • Fundamentos e Arquitetura dos Computadores
  • Fundamentos Matemáticos da Computação
  • Gerenciamento de Software
  • Gestão de Projetos
  • Introdução à Organização e Arquitetura dos Computadores
  • Introdução a Sistemas Operacionais
  • Introdução às Técnicas de Programação
  • Linguagem de Programação
  • Lógica Aplicada à Engenharia de Software
  • Manutenção de Software
  • Modelagem de Software
  • Planejamento e Gerenciamento de Projetos
  • Probabilidade
  • Processos de Software
  • Práticas de Programação
  • Projeto Detalhado de Software
  • Projetos de Interface de Usuários
  • Redes de Computadores
  • Resolução de Problemas Matemáticos para TI
  • Segurança e Auditoria de Sistemas
  • Tecnologia da Informação e Sociedade
  • Vetores e Geometria Analítica

Nos últimos semestres, o curso inclui também os Estágios Supervisionados e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Onde posso estudar Engenharia de Software?

Há cerca de 50 instituições no país credenciadas pelo MEC que oferecem a graduação em Engenharia de Software.

Alguns dos cursos mais bem avaliados estão em universidades públicas e também podem ser encontrados na modalidade a distância (EAD). Veja:

  • Universidade de Brasília (UNB)
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA)
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Quais são as outras graduações na área de software?

Com a evolução da informática, surgiram muitos cursos superiores, acompanhando a demanda do mercado. No campo da Engenharia, há também o curso de Engenharia da Computação.

A diferença básica é que o engenheiro da computação está mais focado no trabalho com o hardware, projetando e construindo computadores e sistemas periféricos. O mercado de trabalho é igualmente amplo.

Engenharia da Computação é um curso com muito mais oferta nas faculdades brasileiras. Dois bons exemplos de instituições de grande porte e com graduações bem avaliadas pelo MEC são a Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) de Minas Gerais e o Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA).

Mas a área não para por aí. Outros cursos superiores para quem quer trabalhar com TI são os de Ciência da Computação, Sistemas de Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Banco de Dados, Tecnologia da Informação e Sistemas para Internet.

Você poderá encontrá-los em faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC como:

Cada uma dessas graduações tem perfis diferentes. É uma boa ideia pesquisar todas essas possibilidades antes de tomar a sua decisão sobre qual curso fazer.

Veja também:

8 cursos para quem gosta de tecnologia

O que achou da Engenharia de Software? Já tem certeza que seu curso é esse ou pode mudar de ideia? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin