dcsimg

Saiba tudo sobre bolsas de estudo para entrar na faculdade

Chegou a hora de fazer faculdade mas o dinheiro anda curto? Aqui você vai conhecer algumas opções para estudar pagando menos – ou inclusive nada!

Conseguir uma bolsa de estudos para a faculdade é o sonho de muita gente. A boa notícia é que, atualmente, não é tão difícil realizar esse desejo: existem cada vez mais oportunidades abertas aos estudantes.

Além do famoso programa do governo federal, o ProUni, há iniciativas municipais, estaduais e também privadas: praticamente toda faculdade particular brasileira mantém programas de benefícios financeiros aos alunos.

Isso sem falar nas possibilidades de descontos e financiamentos. Em resumo: hoje em dia, conseguir um diploma universitário pagando menos está ao alcance de muitos. Aqui, vamos contar tudo para você!

Confira agora mesmo tudo sobre as melhores oportunidades de bolsas de estudo públicas e privadas!

Como funcionam as bolsas de estudo?

Podemos comparar as bolsas de estudos a um desconto dado aos alunos no pagamento das mensalidades. O percentual descontado pode variar. As bolsas mais baixas costumam ser de 5% ou 10%, enquanto as mais abrangentes chegam aos 100% (com uma bolsa dessas você estuda totalmente de graça!).

Os critérios para a concessão variam. Muitas delas utilizam algum destes dois ou uma combinação deles:

  • Mérito acadêmico: alunos que se destacam no vestibular, nas notas do Enem ou no desempenho durante o curso.
  • Baixa renda: alunos em situação de fragilidade financeira, que não teriam como fazer uma faculdade particular sem a ajuda da bolsa.

Bolsas de estudo públicas para entrar na faculdade

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) é uma iniciativa do governo federal. As bolsas do ProUni podem ser de 50% ou de 100% e são válidas para cursos presenciais e a distância de universidades particulares de todo o país.

O benefício é distribuído a quem preenche requisitos socioeconômicos e acadêmicos: é preciso comprovar baixa renda e também ter atingido determinado número de pontos no último Enem.

As bolsas de 50% são destinadas aos que têm renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa. Se a renda for de até um salário mínimo e meio por pessoa, o candidato pode concorrer a uma bolsa integral (100%).

O critério para distribuir as bolsas de estudo é a nota do Enem. Quanto mais pontos o estudante tiver obtido, maiores são as chances de conseguir o benefício. O desempenho mínimo no Enem para poder se inscrever no ProUni é pelo menos 450 pontos na média geral das provas, sem ter zerado a redação.

As inscrições, gratuitas, abrem duas vezes ao ano e devem ser feitas no site do programa, onde você também encontra todas as informações detalhadas.

Bolsas estaduais e municipais

É preciso ficar de olho, pois os estados e municípios também costumam manter programas de apoio universitário por meio de bolsas de estudo. As oportunidades, é claro, vão depender do estado e do município onde você mora.

Só para citar alguns exemplos: o governo do estado de São Paulo, desde 2003, oferece o programa Escola da Família. Nele, os estudantes universitários se comprometem a colaborar como professores e monitores nos finais de semana em escolas da rede pública. Em contrapartida, recebem bolsa de 100% para a faculdade.

O governo do estado de Pernambuco também conta com um programa para fortalecer a formação universitária no interior do estado. Para isso, distribui bolsas por meio do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (PROUPE), principalmente para as áreas de Ciências, Tecnologia, Engenharias, Matemática e Computação

Os municípios também oferecem inúmeros programas. Em uma pesquisa rápida, encontramos muitas oportunidades em cidades de vários estados.

Tudo é questão de ir atrás, ficando atento à imprensa e aos sites oficiais dos governos e prefeituras.

Bolsas de estudos oferecidas pelas faculdades

Além dos programas públicos, as próprias universidades normalmente oferecem bolsas de estudos.

No Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA), por exemplo, você vai encontrar benefícios para militares (Bolsa Convênio Militares), para funcionários públicos (Bolsa Convênio Servidores) e para os estudantes que trabalham em empresas conveniadas com a faculdade.

A Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) de Minas Gerais mantém o programa Bolsa Melhores Colocados, que premia os candidatos mais bem posicionados do vestibular com bolsas de até 100%.

Já a Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) tem inúmeros programas. A Bolsa Graduação Enem concede descontos na mensalidade proporcionais ao desempenho no exame. A partir de 300 pontos já começam os benefícios (10%). Quem fez mais de 750 pontos ganha bolsa integral!

A bolsa 100% por Mérito Acadêmico também é uma iniciativa a UNICSUL. Ela é destinada aos candidatos que acertam pelo menos 75% da prova do vestibular tradicional. Com menos de 75% de acerto, você pode ainda ganhar bolsas que vão de 30% a 50%.

Outra iniciativa da UNICSUL é a Conexão Melhor Idade: são bolsas de 30% a 60%, válidas para cursos presenciais e a distância, destinadas a quem já passou dos 60 anos.

As instituições que que fazem parte do grupo da UNICSUL, como a Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), a Universidade de Franca (UNIFRAN) e o Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) trabalham com os mesmos programas.

Além disso, todas as faculdades que acabamos de citar também participam de programas do governo, como o ProUni e o FIES.

Bolsas de estudos de sites especializados

Existem alguns sites especializados na oferta de bolsas de estudos em faculdades particulares de todo o Brasil, como o Neora.

O sistema costuma ser assim: as faculdades comunicam aos sites as vagas remanescentes (aquelas que sobraram depois dos processos seletivos). Após negociação, essas vagas são oferecidas pela internet com descontos que podem chegar a até 70% das mensalidades.

A pesquisa pelas bolsas é simples e há muita possibilidade de encontrar uma oferta que se encaixe naquilo que você quer estudar.

Descontos e financiamentos

Além das bolsas de estudo, outros benefícios são os descontos e financiamentos.

Os descontos podem ser aplicados, por exemplo, aos alunos que pagam as mensalidades em dia – nesses casos, o abatimento costuma ser de cerca de 10%. São comuns também os descontos para funcionários ou familiares de funcionários de empresas parceiras.

Quanto aos financiamentos, faculdades como a Anhanguera e a Pitágoras de Minas Gerais adotam o programa Parcelamento Estudantil Privado (PEP), que financia até 70% das mensalidades enquanto você estuda, e a dívida só tem que ser paga depois da formatura.

As instituições do grupo da UNICSUL, como a UNICID, a UNIFRAN e o UDF trabalham com dois o CREDUCSUL e o Crédito Universitário PraValer.

Mas o mais famoso programa de financiamento talvez seja mesmo o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), uma iniciativa do governo federal. Ele é voltado para alunos de baixa renda que prestaram o Enem e obtiveram pelo menos 450 pontos na média geral das provas, com nota acima de zero na redação.

As universidades citadas acima também participam do FIES. Os financiamentos valem apenas para os cursos presenciais.

Veja também:

Entenda como funcionam as notas de corte do ProUni

Acha que tem boas chances de conseguir uma bolsa? Já sabe qual curso quer fazer? Conte tudo para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin