dcsimg

Descubra como conseguir Fies 100%

Descubra tudo sobre o FIES e saia na frente na hora de pedir o seu financiamento estudantil!

O Financiamento Estudantil (FIES) passou por muitas mudanças. Com isso, os procedimentos para conseguir um financiamento de 100% do curso ficaram um pouco mais complexos, mas agora vamos tirar todas as suas dúvidas sobre este programa e te mostrar como conseguir o tão sonhado diploma.

Como funciona o FIES

O FIES é um programa do governo federal, que financia todo o curso superior do estudante. Logo no início do programa, o aluno interessado deveria apenas requisitar o financiamento junto à faculdade, em qualquer período do ano e do curso, mas hoje é necessário passar por uma seleção feita pelo próprio programa.

Com essas alterações, é possível conseguir o FIES a juros baixos ou até mesmo juro zero, o que facilita a vida de muitos estudantes.

Principais regras do FIES

As mudanças que ocorreram no FIES, tiveram a intenção de ampliar o número de estudantes com o financiamento, principalmente aqueles que possuem a renda familiar baixa. Veja essas principais mudanças:

  • Renda familiar: a renda familiar bruta mensal para participar do programa passou a ser de até cinco salários mínimos por pessoa.
  • Juros zero: em 2018, cerca de 100 mil vagas no programa foram a juros zero e os demais juros variaram de 3% a 6,5%, aproximadamente. Agora isso vai se manter e a quantidade de vagas a juros zero pode até aumentar.
  • Pessoas carentes: uma parte do FIES passou a ser destinada a pessoas que moram nas regiões mais carentes do país.
  • Prazo para pagamento: agora os candidatos passaram a ter que pagar as parcelas logo após a formatura ou ingresso num emprego, mas a parcela da dívida não deve extrapolar 10% do valor bruto do salário.
  • Limite de mensalidade: Antes o FIES tinha limite do valor da mensalidade financiada, o que dificultava o financiamento para quem deseja fazer Medicina, Direito ou outros cursos com mensalidades mais altas. Agora não tem mais esse limite e o estudante pode financiar qualquer curso presencial.

Como se inscrever para o FIES 100%

Sabemos o quanto é difícil manter um curso superior, então a melhor opção é conseguir um financiamento 100%, para não ter nenhuma preocupação durante o curso.

As inscrições para o FIES 100% ocorrem duas vezes ao ano e é feito pelo site do programa. Após sair a lista dos aprovados, o candidato deverá seguir alguns procedimentos para conseguir concluir o seu cadastro e finalizar a sua contratação. Veja:

  • Cadastro no SisFIES – nessa primeira etapa, os candidatos terão 10 dias para preencher um questionário socioeconômico e fazer a comprovação de renda.
  • Apresentação dos documentos na CPSA – feito o cadastro no SisFIES, o estudante deverá levar toda a documentação solicitada para a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da faculdade onde ele obteve o financiamento. Lá, eles vão fazer a validação das informações e concederão a documentação necessária para obter o financiamento bancário.
  • Formalização do financiamento estudantil – após as etapas do SisFIES e CPSA, o aluno terá um prazo para se dirigir a uma agência bancária conveniada ao FIES para dar prosseguimento ao financiamento. Ele terá que levar a documentação pessoal e de um fiador, que pode ser uma pessoa, um grupo ou um fundo segurador.

Tipos de FIES

Outra mudança que houve foi a escolha do tipo de financiamento que o candidato deverá fazer. Antes os financiamentos não eram divididos, mas agora eles se dividem em três categorias para facilitar e entrada de muitos candidatos que antes tinham maior dificuldade.

Veja quais são as três novas categorias do FIES:

  • FIES 1 esse é o financiamento com juros zero! Destinado aos estudantes que possuem a renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.
  • FIES 2 – esta categoria é para estudantes das regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte do país. Os financiamentos passaram a ter juros de 3%, mas os candidatos deverão comprovar renda familiar bruta mensal de três a cinco salários mínimos por pessoa.
  • FIES 3 – esse é para todas as regiões do país e possui os juros maiores que 3%. Nele também o estudante terá que comprovar renda familiar bruta mensal de três a cinco salários mínimos por pessoa.

Exigências para se inscrever no FIES 100%

  • Ter feito qualquer Enem a partir de 2010 e obtido, na mesma edição do Exame, pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.
  • Ter renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa para disputar o FIES 1.
  • Ter renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa para disputar o FIES 2 ou 3.
  • Não ter obtido o FIES antes.
  • Não estar em débito com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC).

Outros tipos de financiamentos

Por conta das grandes mudanças do FIES que, em alguns casos, não facilitam tanto a vida dos estudantes, algumas faculdades particulares resolveram trabalhar com outros financiamentos próprios e sem burocracia.

Essas faculdades, além de fazerem a seleção diretamente com a nota do Enem (que pode ser de qualquer edição, desde 2010), ajuda muitos estudantes a alcançarem o seu diploma com pouquíssimos requisitos. É uma boa opção para aqueles que não se encaixam nas regras do novo FIES.

Trouxemos algumas das principais faculdades, que são reconhecidas pelo MEC e que trabalham com diversos tipos de bolsas e financiamentos sem burocracia:

Veja mais:

Notas de corte SISU

Saiba tudo sobre o financiamento estudantil PEP Pitágoras

Vai fazer o FIES? Então, conte pra gente aqui nos comentários para qual curso você vai concorrer!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin