dcsimg

Descubra como funciona a segunda chamada do Sisu

Você se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada, mas não foi selecionado? Nem tudo está perdido! Veja como funciona a segunda chamada do Sisu.

Sabia que foram disponibilizadas mais de 235 mil vagas em universidades públicas para serem preenchidas via Sistema de Seleção Unificada (Sisu)?

Se você se inscreveu nesse processo seletivo, mas não foi chamado de primeira, acalme-se: ainda há chances de conseguir a tão sonhada vaga. Acompanhe a história da Beatriz e descubra o que fazer para participar da segunda chamada do Sisu e ficar mais perto de estudar em uma faculdade pública.

Por dentro do Sisu

A Beatriz fez a prova do último Enem e se inscreveu no Sisu para tentar uma vaga na Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ela escolheu os seguintes cursos:

  • 1a opção: Letras – Português/Francês
  • 2a opção: Letras – Português/Italiano

No dia da divulgação do resultado, Beatriz acessou o sistema e descobriu que não foi selecionada na chamada regular, mas poderia participar da lista de espera. Ela clicou no botão e o sistema do Sisu registrou o seu interesse.

Assim que fez isso, muitas dúvidas surgiram:

  • “Será que tenho chances de conseguir uma vaga?”
  • “Devo ir à Faculdade de Letras da UFRJ?”
  • “Se eu não for selecionada nem na lista de espera, posso participar do próximo Sisu?”
  • “Quando tenho que fazer a matrícula?”
  • “Onde acompanho a chamada da lista de espera?”

Você provavelmente tem dúvidas parecidas sobre a segunda chamada do Sisu, não é mesmo? Vamos acabar de vez com todas elas para você não perder uma chance de conseguir uma vaga:

Como funciona a segunda chamada do Sisu

A primeira coisa que você precisa saber é: o Sisu não tem segunda chamada, apenas uma lista de espera.

Como assim? Aquela opção de cadastro que aparece depois da chamada regular é uma lista de espera que o Sisu organiza. Esse documento é encaminhado para as universidades participantes preencherem as vagas não ocupadas.

Depois que você sinaliza seu interesse clicando no botão “Participar da lista de espera”, deve obrigatoriamente acompanhar o processo seletivo diretamente no site da faculdade escolhida.

E foi exatamente isso que a Beatriz fez. Depois que indicou interesse em participar da lista para o curso de Letras – Português/Francês, ela acessou o site de vestibular da UFRJ para conferir todas as informações sobre esse processo seletivo.

O segredo dessa etapa, se você não sabe qual site acessar, é buscar no Google por “acesso à graduação sigla da universidade”. Por exemplo:

  • Acesso à graduação UFRJ
  • Acesso à graduação UFF
  • Acesso à graduação UFPB
  • Acesso à graduação UFPR

Fazendo isso, você acha o site certo rapidamente e evita perder tempo acessando links errados.

As chamadas da lista de espera na universidade

Agora que você já sabe como acessar o site de vestibular da universidade que pretende estudar, deve acompanhar todas as notícias sobre esse processo.

Voltando ao exemplo da Beatriz: quando ela entrou no site da UFRJ, descobriu que precisava ler o “Edital Complementar de Vagas da Lista de Espera do Sisu” e conferir todas as regras, rotinas e procedimentos necessários para concorrer a uma vaga.

Cada universidade participante do Sisu tem regras próprias em relação ao processo seletivo da lista de espera. O que isso significa? Simples: que você deve ficar de olho no site da instituição para não deixar de ler nenhum comunicado e cumprir todas as exigências.

É nessa fase que muitos candidatos perdem a chance de conseguir uma vaga em uma universidade! Portanto, não se esqueça de acompanhar o processo, não fique com preguiça de ler o edital, atenda aos requisitos dentro do prazo e torça bastante.

Dependendo da sua nota do Enem, é possível ingressar na faculdade pela lista de espera. As universidades fazem diferentes chamadas (às vezes, mais de 5) dentro do período de 2 meses — e você pode ser um dos classificados.

O que fazer se você não for selecionado

O Sisu é uma importante porta de entrada à graduação, mas você tem outras alternativas caso não seja classificado nas chamadas da lista de espera.

Procure saber se é possível concorrer a uma bolsa ProUni integral ou parcial em uma faculdade particular. As inscrições do Programa Universidade para Todos iniciam logo após a divulgação do resultado do Sisu.

Além disso, verifique também se você pode recorrer ao financiamento do curso pelo FIES (Programa de Financiamento Estudantil).

Por fim, confira os cursos oferecidos em faculdades particulares reconhecidas pelo MEC. Muitas dessas instituições oferecem um ensino de excelência aos seus alunos a um valor amigável, que cabe dentro do seu orçamento e muitas vezes é possível conseguir algum tipo de bolsa de estudos.

Selecionamos algumas faculdades que vale a pena conhecer:

Veja também:

Entenda a diferença entre Sisu, ProUni e FIES

Saiba tudo sobre o Quero Bolsa e veja como obter uma bolsa de estudos

Pronto! Agora que você já está mais informado sobre o funcionamento do Sisu, está pensando em participar da próxima chamada? Então conta para a gente em qual curso pretende se inscrever! Deixe seu comentário no espaço logo abaixo.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin