dcsimg

Descubra como ganhar uma bolsa de estudos do governo

Quer saber como ganhar uma bolsa de estudo do governo? Venha conosco que te mostraremos como!

Infelizmente, não são todos os estudantes que podem arcar com os grandes custos que as faculdades têm. Apesar do crescimento no número de faculdades privadas, ainda existem muitas instituições e cursos com valores altíssimos, o que impossibilita que muitos estudantes, mesmo aqueles que já trabalham, iniciem ou continuem os seus estudos.

Uma das formas de iniciar ou continuar os estudos sem ter que arcar com os valores é tentar uma bolsa de estudo por algum programa do governo federal e é disso que falaremos agora!

Bolsa para ensino superior – ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni), duas vezes no ano, reúne diversas bolsas de estudo para faculdades particulares.

Essas bolsas podem ser integrais (100%) ou parciais (50%). A bolsa é até o fim do curso, porém o aluno precisa passar por uma seleção criteriosa para consegui-la.

Antes de falarmos sobre os critérios, para o estudante se candidatar a uma vaga do ProUni, primeiro é necessário que ele tenha feito o último Enem antes do exame, tenha obtido o mínimo de 450 pontos em cada prova do exame e não tenha zerado a redação. Esse estudante também não pode ter diploma de ensino superior.

Critérios de renda:

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para as bolsas parciais de 50%, a renda familiar bruta mensal precisa ser de até três salários mínimos por pessoa.

Outros critérios:

Podem participar os estudantes que, além dos critérios acima, atendam a pelo menos uma das condições abaixo:

  • ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública.
  • ter cursado o ensino médio completo em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola.
  • ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola privada.
  • ser pessoa com deficiência.
  • ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrado o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesses casos não há requisitos de renda.

Para alunos que já estão com o curso em andamento, o ProUni também oferece as bolsas remanescentes, duas vezes ao ano. Para participar, é necessário que o aluno tenha feito o Enem em algum ano, desde 2010, e siga alguns critérios que estão disponíveis no site do ProUni.

Faculdades reconhecidas pelo MEC que oferecem bolsas pelo ProUni:

Bolsas para pós-graduação no Brasil e exterior – CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é uma fundação do Ministério da Educação (MEC) que tem o intuito de oferecer bolsas de estudo de pós-graduação no Brasil e no exterior.

Bolsas da Capes no Brasil:

  • Dinter Novas Fronteiras
  • Programa de Demanda Social (DS)
  • Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap)
  • MINTER e DINTER – CAPES/SETEC
  • Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP)
  • Programa Institucional de Qualificação Docente para a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (PIQDTec)
  • Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD/CAPES)
  • Plano Nacional de Pós-Doutorado (PNPD)
  • Programa de Apoio a Projetos Institucionais com a Participação de Recém-Doutores (Prodoc)
  • Programa de Formação Doutoral Docente (Prodoutoral)
  • Programa de Excelência Acadêmica (PROEX)
  • Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (PROSUP)
  • Programa Professor Visitante Nacional Sênior (PVNS)
  • Programa Professor Visitante Sênior (PVS)

Bolsas da Capes no Exterior:

  • Doutorado
  • Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE)
  • Pesquisa pós-doutoral
  • Estágio sênior
  • Apoio a Eventos no Exterior (AEX)
  • Programa de Áreas Estratégicas e Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia
  • Grande Prêmio CAPES de Teses

Mais informações no site da Capes.

Bolsas para nível médio, graduação, pós-graduação e pesquisa – CNPq

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) tem uma série de programas de bolsas para alunos do ensino médio, graduação, pós-graduação e pesquisadores, tanto no Brasil como no exterior. O CNPq é uma agência de fomento à pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Além dos programas abaixo, o CNPq oferece bolsas para pequenas e médias empresas investirem na formação de pessoal qualificado e implementarem projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação.

Bolsas do CNPq no Brasil:

– Ensino Médio:
Iniciação Científica Júnior (ICJ)

– Graduação:
Iniciação Científica (IC)

– Pós-graduação:
Mestrado (GM)
Doutorado Pleno (GD)
Doutorado Sanduíche no País (SWP)

– Pesquisa:
Pós-Doutorado Júnior (PDJ)
Pós-Doutorado Sênior (PDS)
Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (DCR)
Pesquisador Visitante (PV)
Pesquisador Visitante Especial (PVE)
Produtividade em Pesquisa (PQ)
Pesquisador Sênior (PQ-Sr)
Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT)
Apoio Técnico (AT)
Atração de Jovens Talentos (BJT)

Bolsas do CNPq no Exterior:

– Graduação:
Graduação Sanduíche (SWG)

– Pós-graduação:
Doutorado Pleno (GDE)
Doutorado Sanduíche (SWE)

– Pesquisa:
Pós-Doutorado (PDE)
Estágio Sênior (ESN)
Treinamento no Exterior (SPE)
Desenvolvimento Tecnológico e Inovação no Exterior Junior em TIC’s (DEJ)
Desenvolvimento Tecnológico e Inovação no Exterior Sênior em TIC’s (DES)

Mais informações no site do CNPq.

Veja também:

Os cursos a distância mais baratos

Você está à procura de bolsas de estudo? Conte pra gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin