Descubra o que é o P-Fies e veja como conseguir sua vaga

Quem busca uma oportunidade de financiar os estudos para começar o sonho de cursar o ensino superior certamente conhece o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Criado em 2001, o Fies já foi reformulado diversas vezes e uma novidade instituída em 2018 foi a adição do P-Fies, que é uma modalidade diferente de financiamento que pode oferecer ainda mais oportunidades para mais estudantes. 

Vale destacar que o P-Fies não atrapalha o Fies tradicional, mas é uma alternativa ao financiamento tradicional que possibilita a abertura de novas vagas, diferentes possibilidades de financiamento estudantil com condições especiais e juros baixos, e também conta com regras específicas.

Saiba mais: Encontre bolsas de estudo de até 80%

Antes de nos aprofundarmos sobre todas possibilidades, descubra como funciona o P-Fies e como conseguir sua vaga através do programa. 

O que é P-Fies?

O P-Fies é o Programa de Financiamento Estudantil, que introduz outras possibilidades de financiamento para estudantes que precisam de auxílio para o pagamento das mensalidades do seu curso de ensino superior em faculdades particulares.

A maior diferença é a instituição que auxilia no financiamento: no Fies, isso acontece através do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Já no P-Fies, é possível contratar o financiamento junto a bancos privados. 

O programa é mais uma alternativa de ingresso ao ensino superior, com diferenças pontuais em relação ao programa de financiamento público para ajudar a custear o ensino universitário

Qual a diferença entre Fies e P-Fies? 

Entre as principais diferenças, vale destacar:

  • Com o Fies tradicional, os juros do financiamento são zero e você só pode fazer o contrato com a Caixa Econômica Federal e com o Banco do Brasil. 
  • Com o P-Fies, você pode contratar o financiamento junto a bancos privados, que definem a taxa de juros, forma de pagamento e mais detalhes contratuais.

Um outro fator que deve ser considerado é a diferença entre a renda familiar mensal bruta do candidato solicitada para participar do financiamento: para o Fies, essa renda tem que ser de até 3 salários mínimos por pessoa, e para o P-Fies precisa constar entre 3 e 5 salários mínimos. 

Veja também: Entenda como funciona o FIES

Além disso, no Fies tradicional há lista de espera e também maior procura devido à popularidade do programa entre estudantes. No P-Fies não há lista, somente a chamada única.

O que preciso para me inscrever no P-Fies?

Para se inscrever no P-Fies, é preciso:

  • Comprovar a exigência de renda familiar mensal bruta entre 3 e 5 salários mínimos;
  • Ter feito qualquer uma das provas do Enem de 2010 para cá;
  • Ter tido como nota do Enem uma média de mínimo 450 pontos;
  • Não ter tirado nota zero na redação.

Leia mais: Saiba que nota você precisa tirar no Enem para conseguir FIES

Quanto custa o P-FIES?

A inscrição para o Programa de Financiamento Estudantil é gratuita, porém existem taxas bancárias e parcelas de coparticipação. Além disso, há o pagamento posterior – cujos valores variam de acordo com o contrato que o estudante tiver assinado. 

Descubra o que é o P-Fies e veja como conseguir sua vaga - Guia da Carreira

Quantas vagas tem no P-Fies?

As vagas do P-Fies variam em número a cada ano. No primeiro semestre de 2018, a primeira vez em que vagas foram postas à disposição dos candidatos, o total do programa foi de 75 mil vagas ofertadas.

No entanto, esses números costumam variar anualmente de acordo com as determinações do edital do MEC. Atente-se e fique de olho no edital para se manter atualizado.

Quem já está inscrito no Prouni pode solicitar P-Fies?

Sim. Mesmo se você já possuir bolsa parcial do Prouni, não há qualquer impedimento para que você solicite o P-Fies, que poderá te garantir o suporte para quitar a parcela restante da mensalidade. 

Mas fique atento, pois você precisa atender as condições de renda familiar e das notas mínimas exigidas em alguma das edições do Enem a partir de 2010.  

Quando acontecem as inscrições no P-Fies?

Geralmente, o P-Fies ocorre no primeiro e no segundo semestre de cada ano, em datas que o MEC costuma divulgar através de editais publicados no Diário Oficial da União, com antecedência de alguns dias. 

O MEC é o órgão que estabelece também os prazos para todas as providências que o candidato terá de tomar para se candidatar ao programa. Portanto, é muito importante ler o documento com atenção aos detalhes.

As datas para 2022 ainda não foram divulgadas, por isso fique de olho no site do MEC e do P-Fies para que você não perca os prazos de inscrição. 

Como fazer a inscrição para o P-Fies?

A inscrição é feita exclusivamente no site oficial do P-Fies, dentro do prazo estabelecido pelo MEC. Primeiramente, é necessário que você se cadastre no site Fies Seleção. Depois, é preciso fazer a escolha dos cursos de seu interesse, de acordo com as vagas disponíveis.

Se você for pré-selecionado, terá que se apresentar à CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) da faculdade ou universidade da vaga concorrida. Em seguida, é necessário levar todos os documentos solicitados até o banco de sua escolha para contratar o financiamento estudantil.

Como conseguir vaga no P-Fies?

Você pode ter sido classificado pelo programa, mas só vai é possível obter o benefício do P-Fies se pelo menos um banco privado tiver pré-aprovado seu financiamento. 

No geral, a seleção para o P-Fies é muito parecida com a do Fies: disputam a vaga somente os candidatos que tiverem feito as mesmas escolhas de local da faculdade, cidade e campus, bem como de turno e de curso.

A classificação, tendo por base a nota do Enem, é automatizada. Você terá mais oportunidade de obter o benefício do P-Fies se tiver obtido mais pontos nas provas. Se houver empate, o sistema levará em conta a maior nota das provas, nessa ordem:

  • Redação;
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Onde estudar com as notas do Enem?

Existem diversas faculdades que aceitam o Fies e o P-Fies como possibilidades para cursar o ensino superior. Aliás, se o estudante até mesmo já tentou o Fies e o P-Fies e não obteve sucesso, não é preciso se desesperar: algumas das melhores instituições de ensino privado do país também oferecem parcerias, convênios e descontos de mensalidade que podem chegar a até 100% do valor da mensalidade. 

Além disso, muitas universidades privadas aceitam a nota do Enem como forma de ingresso também, e várias oferecem alguns dos cursos mais populares entre estudantes em modalidades diversas (presencial, semipresencial e a distância), o que aumenta ainda mais o leque de opções para cada aluno adaptar de acordo com sua realidade. 

Gostou? Para facilitar sua vida, selecionamos algumas opções de faculdades particulares com reconhecimento do MEC abaixo para você conferir:

Algumas das faculdades listadas acima, aliás, aceitam o ingresso direto com a nota do Enem e contam com alguns dos cursos mais procurados por estudantes de todo o país, como Engenharias, Odontologia, Psicologia, Educação Física, Pedagogia, Nutrição e muito mais. Também possuem cursos em todas as modalidades: presencial, semipresencial e a distância. Dá para personalizar sua escolha conforme sua necessidade! Existe ainda a possibilidade de conseguir descontos nas mensalidades.

Mas e aí, vai tentar um financiamento estudantil através do P-Fies? Comente abaixo por quais formas de ingresso no ensino superior você vai optar.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin