Sisu 2020 segundo semestre: saiba como participar!

Você ainda tem uma segunda chance para o Sisu 2020. Fique atento ao edital e aos prazos de inscrição!

Entrar em uma universidade pública é um sonho para muitos jovens e uma forma de conquistar um diploma de nível superior para quem não tem condições de pagar pelos estudos.

Após realizar a prova de Enem, que ocorre anualmente, sua nota pode ser utilizada para o mais importante processo seletivo do governo federal que é o Sisu.

Como já aconteceu a primeira edição de 2020, se você não conseguiu passar no curso que desejava ou perdeu os prazos de inscrição, fique ligado que traremos agora tudo que precisa saber para entrar no segundo semestre!

Data do Sisu 2020 segundo semestre

A segunda edição costuma acontecer no mês de junho e as datas definitivas são conhecidas pelo edital publicado no mês de maio.

Preste bastante atenção aos prazos, já que, depois de sua divulgação, dificilmente eles são mudados. Por essa razão, entre no site do Sisu periodicamente e acompanhe as informações na internet.

São apenas 4 dias, nos quais você deve informar o seu número de inscrição e a senha do Enem do ano imediatamente anterior, ou seja, de 2019. 

Como fazer a inscrição do Sisu 2020 segundo semestre?

A nota do Enem é o primeiro requisito para se inscrever no Sisu. Para poder concorrer, os candidatos precisam ter alcançado uma pontuação mínima de 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação.

Todo processo acontece online e as etapas devem ser acompanhadas no site do processo seletivo. 

É só seguir os seguintes passos:

  • Entrar no site do Sisu, que fica dentro do portal do MEC.
  • Clicar em “Fazer Inscrição”.
  • Na tela que aparece, inserir seu número de inscrição e sua senha mais recente do Enem.
  • Confirmar os seus dados de contato (caso seja a primeira vez que esteja concorrendo, inserir os seus dados).
  • Na tela “Minha Inscrição”, você pode escolher dois cursos, um em primeira e outro em segunda opção. Esse será também o local onde você acompanhará seu desempenho durante todo o processo.
  • Escolha a modalidade de inscrição. O Sisu permite a inscrição em ampla concorrência, cota de escola pública, cota racial, cota de portador de necessidades especiais e de renda, combinada com essas outras modalidades, que também podem ser combinadas entre si se o candidato se encaixar em mais de uma delas.
  • Confira todos os dados e confirme a inscrição.

O que precisa para a inscrição do Sisu 2020 segundo semestre

No momento da inscrição, você só precisa fornecer os seus dados. No entanto, confira se eles estão corretos e, dependendo da modalidade escolhida, saiba que terá que comprovar sua situação por meio de documentações com validade legal.

Você receberá automaticamente uma classificação parcial, que é obtida com a sua nota em relação aos demais candidatos. A concorrência é bastante alta.

Então, se não der para alcançar a vaga que deseja, pode mudar de opção até o final do processo seletivo, pesquisando as instituições e as notas de corte em cada uma delas para o seu curso. 

O que você precisa também é acompanhar sempre a sua página de inscrição. O sistema não faz nenhuma mudança automática ou remanejamento de vagas, todo processo de escolha e as alterações devem ser feitas pelos candidatos. 

Se faltaram alguns pontinhos para aquela vaga na sua região, arrisque e busque novos horizontes.

Não consegui vaga pelo Sisu, e agora?

Fique tranquilo, sabemos que o Sisu é bastante disputado e você não deve se frustrar por causa disso. Existem outras opções para cursar o ensino superior sem pagar ou pagando bem menos do que imagina.

As faculdades particulares oferecem bolsas parciais (50%) e integrais (100%) para outro programa do governo que é o ProUni. Para concorrer, é preciso:

  • Nota igual ou superior a 450 pontos no Enem e redação sem zerar.
  • Comprovação de renda familiar de até 1,5 salários mínimos por integrante para bolsa integral e de 3 salários mínimos para bolsa parcial.
  • Ter concluído o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em escola particular.

Esse programa visa beneficiar estudantes de baixa renda e seu processo seletivo também acontece totalmente online, duas vezes ao ano. A concorrência é grande, apesar de ser um pouco menor que a do Sisu.

Outra opção é o ingresso direto nas faculdades particulares. Muitas delas oferecem vantagens para os candidatos que obtiveram uma boa nota no Enem, como poder entrar sem prestar nenhum vestibular.

A pontuação exigida é menor. Com apenas 300 pontos e redação sem zerar, é possível concorrer a vagas e bolsas de estudos nessas instituições. Além disso, essa nota não precisa ser da última edição do Enem, sendo válidas todas as edições anteriores, desde 2010.

Só um detalhe: essas bolsas podem chegar até 100%, iguais as do Sisu e ProUni. Bom demais! Veja abaixo onde você pode começar sua graduação em 2020!

Onde estudar com a nota do Enem?

Chega de preocupação e de esperar para melhorar a sua vida. Ter um curso superior hoje é fundamental para o crescimento pessoal e profissional.

Só não se esqueça de escolher faculdades reconhecidas pelo MEC. Para isso, damos uma forcinha e algumas opções para você:

Essas instituições possuem cursos presenciais e a distância em milhares de cidades do Brasil e o seu diploma terá validade em todo o território nacional.

Entre em seus sites, confira todas as vantagens e a possibilidade de conseguir uma daquelas bolsas de estudos que nós falamos aí em cima! 

Veja também:

Entenda como entrar na lista de espera do Sisu

Entenda quando e onde sai o edital do Enem 2020

Não queremos nem saber qual é a desculpa para não começar sua graduação em 2020. Então, comente agora qual curso vai prestar e onde pretende estudar!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin