Verbos: o que é, conjugações, tempos e flexões. Saiba tudo!

Nascer, comer, amar, abraçar, beijar, tocar, divertir, chorar, beber, correr, dormir, brigar, desculpar, passear, pensar, olhar, ouvir, cansar, morrer… Os verbos estão conosco a cada momento da nossa vida, do início ao fim. São, sem dúvida, uma das estruturas fundamentais da nossa língua.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

E tamanha importância é comprovada pelas várias formas de se conjugar um verbo. Muita gente se desespera ao ver as tabelas com todas as flexões verbais existentes, mas, acredite: tudo é prática e estudo! Que tal começar agora?

Vamos ajudar você a entender definitivamente o que é um verbo, quais são os tipos de flexões existentes, os tempos e modos verbais e como diferenciar um verbo regular de um irregular.

Qual a definição de verbo?

O Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa Online Michaelis nos oferece duas definições muito boas do que é um verbo, no sentido gramatical. Vamos conferi-las:

  • Classe de palavras que semanticamente denotam ação, processo ou estado e que, sintaticamente, funcionam como núcleo do predicado nas sentenças.
  • A palavra que exprime, por flexões, algumas categorias como o tempo (que identifica a ação, o processo ou estado em relação ao momento em que é enunciado), a pessoa (que indica aquele que fala, a quem se fala e de quem se fala), o número (que indica se há um ou vários sujeitos), a voz (que indica o papel agente, paciente ou ambos do sujeito na enunciação da ação), o modo (que indica a maneira de conceber e de enunciar o processo) e o aspecto (indica se a ação é habitual, momentânea, progressiva etc.).

O que são flexões verbais?

As flexões verbais são as formas que os verbos variam, ou seja, flexionam. Na Língua Portuguesa existem várias formas de um verbo ser flexionado: em número (singular ou plural), em pessoa (1ª, 2ª, 3ª), em voz (ativa, passiva, reflexiva) e em modos e em tempos, como veremos nos tópicos a seguir.

Quais são as flexões de número e pessoa?

As flexões de número e pessoa nos ajudam a entender que é o sujeito gramatical relacionado ao verbo expressado. Existem duas divisões de número e três divisões de pessoas. As flexões de número e pessoa precisam existir juntas para fazer sentido. Confira na tabela:

Singular Plural
eu nós
tu vós
ele/ela eles/elas

Leia também: 8 habilidades que o futuro estudante de Letras deve ter 

Quais são as flexões de vozes?

Os verbos podem ser expressos em três tipos de vozes diferentes:

  • voz ativa
  • voz passiva
  • voz reflexiva

Na voz ativa, o sujeito é o agente da ação expressa pelo verbo. Na voz passiva, o sujeito é o paciente da ação expressa pelo verbo. Na voz reflexiva, o sujeito pratica e sofre a ação verbal, sendo agente e paciente ao mesmo tempo.

  • Lucas terminou a tarefa. (voz ativa)
  • A tarefa foi terminada por Lucas. (voz passiva)
  • José se cortou com uma faca. (voz reflexiva)

Quais são os modos verbais do português?

Podemos flexionar os verbos em três modos verbais:

  • Indicativo
  • Subjuntivo
  • Imperativo

Eles nos ajudam a entender a circunstância em que o verbo está sendo aplicado. Vamos aos exemplos diretos.

  • O modo indicativo expressa algo certeiro, uma realidade para um acontecimento.
  • O modo subjuntivo expressa incertezas, dúvidas, hipóteses, desejos.
  • O modo imperativo expressa ordens, pedidos ou conselhos.

Quais são os tempos verbais do português?

Precisamos dividir os tempos verbais da Língua Portuguesa dentro dos três modos verbais simples que citamos anteriormente. A partir dessas das onze definições na tabela a seguir, podemos conjugar os verbos conforme a nossa necessidade de expressão.

TEMPOS E FORMAS VERBAIS
Indicativo Subjuntivo Imperativo
Presente Presente (que eu…) Afirmativo
Pretérito Perfeito Pretérito Imperfeito (se eu..) Negativo
Pretérito Imperfeito Futuro (quando eu…)
Pretérito Mais-que-perfeito
Futuro do Presente
Futuro do Pretérito

Os tempos verbais nos ajudam a entender e/ou indicar quando uma ação acontece, aconteceu, acontecerá ou deveria (ou não) acontecer.

  

Além dos exemplos citados acima, também existem as formas nominais simples (infinitivo, particípio e gerúndio), formas nominais compostas e tempos verbais compostos. Os compostos são feitos com a junção de dois verbos (ter + verbo).

O que são conjugações verbais?

Salvo algumas exceções, os verbos da língua portuguesa no infinitivo (no formato “puro”, sem nenhuma flexão) sempre possuem uma das três terminações expostas a seguir:

verbos terminados em…
1ª conjugação ar
2ª conjugação er
3ª conjugação ir

Quando os verbos são regulares, eles seguem a mesma forma de conjugação de acordo com seus pares em todas as flexões verbais, mantendo seu radical e alterando apenas o seu final.

Por exemplo, os verbos “comer”, “beber” e “responder”. Os três pertencem à 2ª conjugação (final “er”). Os radicais deles são “com”, “beb” e “respond”.

Repare agora, no exemplo a seguir, como eles repetem o mesmo final em diferentes flexões na primeira pessoa do singular (eu) e não possuem seu radical alterado:

Verbo no infinitivo: comer beber responder
Presente (indicativo) eu como eu bebo eu respondo
Pretérito perfeito (ind) eu comi eu bebi eu respondi
Futuro do presente (ind) eu comerei eu beberei eu responderei

O que são verbos regulares e irregulares?

Os verbos regulares seguem as indicações de suas conjugações para todos os tempos verbais, sem mudar sua estrutura. Os verbos irregulares são aqueles que nos dão um pouco mais de trabalho, pois precisam ser alterados para serem conjugados corretamente.

Exemplos de verbos regulares e irregulares
Verbos regulares amar,  comer, falar, estudar, cantar, beber, gostar, brincar, abrir, viver, comprar, jogar, passar, receber, escolher, entreter, responder, crescer, perdoar, fechar, almoçar, enviar, desistir, mostrar, ensinar, acreditar, informar.
Verbos irregulares adequar, aderir, agredir, atrair, atribuir, caber, cair, cobrir, competir, compor, concluir, conferir, conseguir, construir, consumir, crer, cuspir, dar, depor, diferir, digerir, distrair, divertir, dizer, dormir, engolir, entupir, enxaguar, expor, fazer, ferir, fugir, haver, incendiar, ir, ler, manter, mediar, medir, mentir, obter, odiar, ouvir, pedir, perder, poder, pôr, querer, refletir, rir, ruir, saber, sair, satisfazer, seguir, sentir, ser, servir, sorrir, sortear, subir, sumir, ter, trair, trazer, valer, ver, vestir, vir.

Veja como, diferentemente do exemplo no tópico anterior, um verbo irregular, pode apresentar diversas anomalias (no radical e na terminação) em tempos diferentes:

Verbo no infinitivo: comer (regular) trazer (irregular) caber (irregular)
Presente (indicativo) eu como eu trago eu caibo
Pretérito perfeito (ind) eu comi eu trouxe eu coube
Futuro do presente (ind) eu comerei eu trarei eu caberei

Onde estudar após fazer o Enem?

Agora que você já sabe bastante conteúdo sobre verbos, temos  certeza que estará mais preparado para arrasar na prova de Linguagens do Enem! Mas… e depois da prova? O que fazer com a sua nota?

verbosO Enem abre as portas do Ensino Superior para milhares de jovens todos os anos, por programas como o SiSU, ProUni e FIES. E não para por aí! Algumas faculdades dispensam toda essa burocracia dos programas do governo e permitem o seu ingresso direto na vaga desejada, apenas apresentando a sua nota no ENEM.

Neste tipo de ingresso você também pode garantir também uma bolsa de estudo durante todo o curso. Muito legal, né? É por isso que vamos dar uma mãozinha e indicar algumas faculdades reconhecidas pelo MEC que contam com essas vantagens incríveis:

Leia mais:

Descubra como montar um bom grupo de estudos

Entenda como ter um ótimo plano de estudos para o Enem

Você tem dificuldade para conjugar os verbos corretamente? Qual dos tempos que citamos anteriormente você acha o mais difícil? Conte nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin