dcsimg

Assistente Social: Conheça a profissão e veja onde estudar

O curso de Serviço Social é bem popular no Brasil e a profissão tem crescido rapidamente. Descubra todas as possibilidades agora mesmo!

A função clássica do assistente social é buscar formas de ajudar pessoas em situação complicada.

Eles podem, por exemplo, prestar auxílio para solucionar o problema de indivíduos desabrigados, refugiados, vítimas das drogas, em condição de extrema pobreza, marginalizados, abandonados, etc.

A meta é sempre melhorar a vida desses cidadãos, integrá-los socialmente, batalhar por benefícios e direitos e prover assistência. É uma profissão nobre e mais do que necessária nos dias de hoje.

Essa capacidade de cuidar do outro tem elevado o status do assistente social. Agora, muitas empresas e indústrias buscam esses profissionais para ajudar a lidar melhor com seus colaboradores e com a comunidade onde estão inseridas.

Quem quer seguir nessa carreira vai encontrar centenas de faculdades à disposição que, juntas, oferecem mais de 170 mil vagas por ano – com a possibilidade de estudar a distância.

Quer saber mais? Então fique aqui com a gente que vamos contar tudo!

A profissão de assistente social

O assistente social tem uma área ampla de trabalho.

Ele pode lidar com formulação de políticas públicas que garantam o direito à cidadania e à qualidade de vida das populações que mais precisam, criar programas assistenciais, fazer a gestão de projetos sociais, aplicar treinamentos organizacionais e tocar ações de prevenção de riscos diversos.

Entre as áreas mais comuns de atuação estão as de educação, saúde, habitação, pessoas com deficiência, apoio a crianças e adolescentes, recursos humanos, idosos e previdência.

Os empregos se espalham principalmente pelo serviço público, organizações não governamentais, clínicas, hospitais, escolas e empresas do terceiro setor.

Há cada vez mais oportunidades em empresas e indústrias. Nesses locais, o assistente social tem um papel importante em setores como recursos humanos, treinamento e projetos diretos com a comunidade.

Um campo que também se expande é o da docência de nível superior. Com o crescimento do número de faculdades que oferecem o curso de Serviço Social, aumenta também a demanda por profissionais do setor, especialmente aqueles que têm formação de alto nível – com especialização, mestrado e doutorado.

As oportunidades de trabalho se espalham em todo o país. Regiões com maior vulnerabilidade social são as que mais precisam de assistentes sociais. Fique ligado.

O Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) estima que, atualmente, cerca de 120 mil assistentes sociais estejam em atividade no país.

O curso que forma assistentes sociais

O curso de Serviço Social, que forma assistentes sociais, está disponível em cerca de 350 faculdades em todo o país. Dessas, mais de 80% são privadas.

Juntas, elas oferecem quase 180 mil vagas por ano!

A graduação dura quatro anos e é oferecida em grau de bacharelado, que forma profissionais para atuar num campo mais amplo.

O curso é essencialmente teórico e vai exigir uma carga considerável de leituras, discussões e produção de textos por parte dos alunos. O estágio é obrigatório.

Uma bela vantagem do curso de Serviço Social é que a graduação também é super popular no formato a distância. Portanto, quem busca mais comodidade e flexibilidade para estudar poderá contar com uma extensa rede de faculdades (principalmente particulares) onde buscar uma vaga.

Na modalidade a distância, as aulas acontecem em uma plataforma digital onde o aluno encontra um farto material à disposição: aulas em vídeo, apostilas, textos, animações, etc.

Lá, as disciplinas estão bem organizadas e tudo segue uma metodologia que exige dedicação e planejamento por parte do aluno e, ao mesmo tempo, permite que ele estude em seu próprio tempo, de onde quiser – desde que esteja conectado à internet.

Na maioria dos cursos de Serviço Social EAD, os alunos só precisam comparecer à faculdade ou ao polo de apoio poucas vezes ao longo do semestre. Em algumas faculdades é possível optar também pelo formato semipresencial, que conta com encontros presenciais mais frequentes, às vezes semanais.

O diploma de Serviço Social EAD vale tanto quanto o presencial, desde que a faculdade seja reconhecida e autorizada pelo Ministério da Educação (MEC).

Onde estudar para se formar como assistente social

Quer tentar vaga no curso de Serviço Social em universidade pública? Então estude bastante para conseguir superar uma concorrência média que chega a 21 candidatos por vaga.

Se o seu negócio é estudar em uma faculdade particular, temos uma excelente notícia: é muito mais fácil de entrar.

Como as instituições privadas respondem por mais de 95% de todas as vagas oferecidas no país, a concorrência é muito mais tranquila.

O segredo para se dar bem nessa situação é escolher uma faculdade reconhecida e bem avaliada pelo MEC – e isso vale tanto para os cursos presenciais quanto a distância.

Aproveite que você já está aqui para conhecer algumas faculdades bem legais que oferecem o curso de Serviço Social em diversas modalidades.

Veja também:

Quanto ganha um Assistente Social?

Está a fim de fazer Serviço Social? Conte para a gente se você prefere estudar presencialmente ou a distância!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin