Existem profissões que ganham bem e trabalham pouco?

Atuar em algumas das profissões que ganham bem e trabalham pouco é um dos desejos de muitos trabalhadores e de jovens que estão começando ou estão decidindo por qual carreira querem seguir a vida profissional.

A busca por alguma dessas profissões sempre vai ser algum fator na hora de tomar essa decisão de escolher a carreira, ou até mesmo daquela pergunta que toda criança já ouviu: “o que você quer ser quando crescer?”. Muitos vão responder que querem ter um salário alto e mesmo assim trabalhar pouco.

No entanto, trabalhar pouco não quer dizer que a pessoa não deva se dedicar muito com a sua profissão e ter grandes responsabilidades ao longo das horas de trabalho. Por mais que possa ser reduzida ao longo da semana, essa jornada profissional também exige um empenho para que o cargo seja executado e traga os bons desempenhos necessários.

Também, não é de um dia para o outro que a pessoa vai ingressar em uma profissão de poucas horas de trabalho e muitos reais na conta todo mês. O processo para isso demanda uma boa formação na faculdade, dedicação aos estudos, boa experiência na profissão e boa visibilidade no mercado de trabalho.

Conheça profissões que ganham bem e trabalham pouco

Há algumas profissões em que as horas de trabalho são reduzidas do que as mais tradicionais horas de trabalho por semana (que costumam ficar entre 40h e 44h entre segunda-feira e sábado).

Para identificar quais são essas carreiras, é possível verificar nos dados oficiais de remuneração no Brasil. E foi esse levantamento que o site “Salário”, especializado em pesquisas sobre remuneração profissional no Brasil, fez.

São profissões que recebem salários altos e que possuem a jornada de trabalho de até 35h por semana, levantados a partir dos dados oficiais do Ministério do Trabalho dos primeiros oito meses de 2020.

Confira algumas dessas profissões que ganham bem e trabalham pouco:

Animador de televisão

Os animadores de televisão é o artista que cria ilustrações em vídeo para serem veiculadas em vídeos, séries, filmes e programas de TV. O salário médio desse profissional no Brasil é de R$ 17.479,00 por mês em uma jornada semanal de 35 horas, o que representa uma remuneração de quase R$ 100 por hora.

Procurador autárquico

O procurador autárquico é o profissional que representa as autarquias e fundações estaduais. Seu salário mensal está na casa dos R$ 10.937,12, em média, para uma jornada de trabalho de 35 horas por semana, valor que representa R$ 62,50 por hora trabalhada.

Professor no ensino superior

Professores de universidades costumam ter altos salários e uma carga horária reduzida, que costuma variar entre 20 e 35 horas por semana. Um professor de Artes Cênicas ganha, em média, R$ 8.801,26 por mês, um professor de Farmácia e Bioquímica ganha em média R$ 6.104,06, em média, enquanto um professor de Zootecnia recebe R$ 5.799,92, em média.

Pesquisador em Física

Pesquisadores de institutos e centros de pesquisa e universidades que trabalham com o estudo do campo da Física recebem uma média salarial mensal de R$ 8.745,20 com uma carga horária de 33 horas semanais.

Professor de francês

Um professor da língua francesa no Brasil trabalha em média 23h por semana e recebe um salário de R$ 7.845,53 por mês.

Matemático

Um profissional da Matemática trabalha em média 35h por semana para ter uma remuneração mensal de R$ 7.273,53.

Cirurgião e outras especialidades da Medicina

A Medicina é uma área muito desejada e concorrida no Brasil. Um dos fatores são as ótimas remunerações que as diversas especialidades dessa área da saúde oferecem. Por exemplo, um cirurgião geral trabalha 20h por semana para ganhar R$ 5.447,02 por mês. Mas há especialidades com o salário ainda maior, só que com cargas maiores de trabalho, que são acima de 30h semanais: um Médico da estratégia de Saúde da Família tem o salário mensal de R$ 12.504,69 e um médico alopata recebe R$ 11.199,53 mensais, por exemplo.

Onde estudar para atuar nessas profissões?

Mesmo em profissões que possuem uma carga horária reduzida de trabalho, o esforço para conseguir ingressar na carreira e exercer a profissão com um bom retorno financeiro e sucesso começa com uma boa formação acadêmica.

E esse empenho começa bem cedo, na hora de escolher uma boa faculdade para começar a construir esse caminho na vida profissional. Decidir onde estudar é fundamental para quem quer começar a vida profissional e ter sucesso ao longo dessa jornada.

Fazer um bom curso é muito importante para ter a base teórica e prática que um profissional de sucesso e com um salário alto precisa para se consolidar na carreira.

Por isso, optar por estudar em uma faculdade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e com bons olhos das empresas e do mercado de trabalho é o primeiro passo fundamental para isso. Confira alguns exemplos dessas faculdades:

As universidades acima são boas opções para quem busca uma carreira e pretende logo entrar no mercado de trabalho, ter boas remunerações e conseguir uma jornada de trabalho reduzida.

Veja mais:

Descubra quais as 7 profissões mais bem pagas

E então, acha que você tem perfil para atuar em algumas dessas profissões? Conte para a gente nos comentários abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin