Programador: Conheça a profissão e veja o que estudar

O programador atua diretamente na área de TI (tecnologia da informação), com a principal responsabilidade de desenvolver novos softwares e melhorias nas linguagens de programação.

Aplicativos de mensagens, jogos em diferentes formatos, aplicativos de bancos, sites, programas de computador. Tudo isso é de criação do programador, por isso esta função está em constante crescimento no país, com vagas em diversas empresas. 

Conheça agora tudo sobre a profissão de programador, veja como se tornar um e onde estudar!

Como funciona a profissão de programador

O profissional de Programação é responsável por criar sistemas e programas por meio de códigos. 

Ele cria programas diversos, como aplicativos de mensagens, de relacionamento, jogos e até de bancos para uso em celulares, mas também programa softwares para computadores, notebooks e tablets, para web e aparelhos que transmitem jogos. 

Existem quatro categorias de programadores:

  • Programador Desktop: é responsável por aplicar sistemas internos que se relacionam em apenas uma máquina ou em uma rede específica de computadores, isso dentro de um sistema operacional como macOS, Linux ou Windows.
  • Programador Web: é responsável pela programação de sistemas web ou websites.
  • Programador Mobile: é responsável por criar aplicativos para e dispositivos móveis e celulares. A forma de trabalho se relaciona com Java, Android, Windows Phone, iOS etc.
  • Programador de Jogos: desenvolve a lógica e as estratégias de um game digital, ou seja, cria um novo jogo nas plataformas digitais seja videogames, PC, dispositivos móveis etc.

Para desenvolver estes programas e sistemas, o profissional precisa entender as principais linguagens de programação: Java, C, C++, C#, Python, VB .NET, PHP, JavaScript, Delphi/Object Pascal e Swift. 

O programador precisa estar ligado às novas tecnologias, tendências, possibilidades de linguagem, engenharia de software e novidades nos sistemas operacionais.

Para ter sucesso nesta área, é necessário ter habilidades matemáticas, ser inovador, ter raciocínio lógico, ser autodidata, curioso, persistente, automotivado e capaz de resolver possíveis eventualidades.

O mercado de trabalho para o programador

O mercado de trabalho para quem atua como programador está em constante crescimento no Brasil. Segundo o site Salario.com, os setores que mais estão contratando esses profissionais são:

  • Desenvolvimento de programas de computador e software em geral.
  • Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis.
  • Consultoria em tecnologia da informação.
  • Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não customizáveis.
  • Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação.
  • Comércio varejista especializado em equipamentos e suprimentos de informática.
  • Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na internet.
  • Atividades de consultoria em gestão empresarial.
  • Reparação e manutenção de computadores e de equipamentos periféricos.
  • Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet.

Ainda, segundo o site, a cidade do país que mais contrata profissionais de programação é São Paulo.

Quanto ganha um Programador?

Segundo o site Catho, um programador ganha em média R$ 2.461, porém esse valor depende bastante do tipo de programa que este profissional desenvolve, da região do país que ele vai atuar, do porte da empresa e de suas qualificações e experiência.

Veja exemplos de média salarial de acordo com o cargo que este profissional irá atuar:

  • Programador Web: R$ 2.235
  • Programador PHP: R$ 2.548
  • Programador Java: R$ 3.244
  • Programador C++: R$ 3.315
  • Programador Visual Basic: R$ 2.804
  • Programador .NET: R$ 3.437
  • Programador de Jogos: R$ 1.429
  • Programador de Sharepoint: R$ 6.973

Esses valores são apenas uma média salarial desses profissionais, mas eles podem ganhar até R$11 mil a depender da sua experiência e especialização. 

Como se tornar um programador?

Para se tornar um programador, o melhor caminho é realizar um ensino superior em áreas como Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Sistema da Informação ou Ciência da Computação. 

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas é encontrado no formato de superior tecnológico, com duração média de 2 anos. 

O de Ciência da Computação tem o formato de bacharelado, com duração média de 5 anos. 

Já o curso de Sistema da Informação é oferecido nos dois formatos, superior tecnológico, com 2 anos de duração, e bacharelado, com 4 anos.  

Os cursos superiores tecnológicos têm curta duração, mensalidades mais em conta e suas grades curriculares são baseadas nas necessidades do mercado do trabalho, visando uma maior empregabilidade para esses estudantes. 

Já os de bacharelado, apesar de terem mensalidades mais altas e tempo maior para a formação, são cursos mais completos, que preparam o estudante para atuar em diversos ramos da área escolhida. 

 As graduações acima podem ser realizadas nas modalidades presencial, semipresencial ou totalmente a distância. 

Onde estudar para se tornar um programador?

Se você quer estudar para se tornar um programador, verifique se a faculdade escolhida é reconhecida pelo Ministério da Educação, pois só assim poderá emitir diploma válido, e você poderá exercer a sua profissão tranquilamente. 

Para te dar uma ajudinha, trouxemos uma lista com instituições que têm cursos para você se tornar programador, com mensalidades mais baixas e programas de bolsas, descontos e financiamentos sem burocracia e limites de vagas. Confira:

Veja mais:

Sistema da Informação: conheça o curso e veja onde estudar

Análise e Desenvolvimento de Sistemas: conheça este curso

Já sabe qual curso vai realizar para se tornar um programador? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin