dcsimg

Descubra quanto ganha um engenheiro de pesca

Descubra qual é o salário de um engenheiro de pesca e saiba o que é necessário para exercer essa profissão.

O engenheiro de pesca é responsável pela análise, planejamento e desenvolvimento de atividades ligadas à captura, cultivo e comercialização de peixes e demais animais marinhos.

Conheça a seguir os salários para o cargo e entenda qual a formação necessária para atuar na área de Engenharia de Pesca.

Quanto ganha um engenheiro de pesca?

Um engenheiro de pesca recebe em média R$ 4.657,65 e pode ganhar até R$ 13.151,73, de acordo com uma pesquisa realizada pelo site salario.com.br, utilizando dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

Salário por tipo de empresa

Os ganhos do engenheiro de pesca também podem variar conforme o setor de atuação. Veja as médias salariais para os principais tipos de empresa que contratam profissionais de Engenharia de Pesca:

  • Criação de peixes em água salgada e salobra: R$ 9.536,50
  • Administração pública em geral: R$ 11.523,77.
  • Criações de camarões em água salgada e salobra: R$ 4.041,71.
  • Serviços de Engenharia: R$ 4.227,00.
  • Criação de peixes em água doce: R$ 2.062.25.

O que um engenheiro de pesca faz?

O engenheiro de pesca atua no cultivo, captura e industrialização de organismos aquáticos, incluindo peixes, moluscos crustáceos e algas.

Também fazem parte de seu trabalho o desenvolvimento de novas tecnologias e métodos voltados à reprodução, captura, transporte, armazenamento e beneficiamento de recursos pesqueiros.

O engenheiro de pesca pode trabalhar em empresas ligadas ao setor pesqueiro em geral, assim como em órgãos públicos e ONGs ligados ao meio ambiente.

Trata-se, portanto, de uma profissão com ótima empregabilidade, já o número de profissionais formados ainda não consegue suprir a necessidade de mão de obra do mercado.

O que estudar para ser engenheiro de pesca

Existe o curso de Engenharia de Pesca, que é um bacharelado com duração média de cinco anos, encontrado somente na modalidade presencial. 

A nomenclatura do curso pode variar conforme a instituição, recebendo também os nomes Engenharia de Aquicultura e Engenharia de Pesca e Aquicultura.

A graduação inclui disciplinas básicas comuns comuns aos cursos de Engenharia, como Cálculo, Física, Química e Estatística, bem como matérias específicas como como Biologia Pesqueira, Bioquímica, Tecnologias de Pesca e Aquicultura.

Para se formar em Engenharia de Pesca também é necessário cumprir estágio supervisionado e elaborar um trabalho e conclusão de curso.

Faculdades que têm o curso de Engenharia de Pesca

Conheça agora algumas instituições que têm o curso de Engenharia de Pesca:

  • Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Universidade Estadual do Maranhão
  • Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Universidade Federal de Sergipe
  • Universidade Federal do Ceará
  • Universidade Federal do Pará

Alternativas ao curso de Engenharia de Pesca

Como o curso de Engenharia de Pesca ainda é oferecido por poucas faculdades, uma alternativa é cursar outra Engenharia e depois fazer uma pós-graduação em Engenharia de Pesca. 

Conheça agora algumas opções de cursos de Engenharia com boa oferta de vagas em faculdades de todo o país, disponíveis inclusive na modalidade semipresencial, que servem como entrada para a carreira de engenheiro de pesca:

Onde estudar Engenharia pagando menos

Conheça agora algumas faculdades que oferecem cursos de Engenharia reconhecidos pelo MEC com mensalidades acessíveis, além de facilidades como bolsas de estudo, descontos especiais e ingresso via Enem:

Saiba mais:

Quanto ganha um Engenheiro Ambiental?

Quanto ganha um Engenheiro Químico?

Depois de descobrir quanto ganha um engenheiro de pesca e conhecer as opções de formação para atuar na área, conte para a gente nos comentários: qual faculdade você quer fazer?

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin