dcsimg

Descubra quanto ganha um técnico em Mecânica

Saiba qual é o salário dos profissionais com formação técnica em Mecânica e veja como conseguir uma remuneração mais alta na área.

O curso tecnológico em Mecânica é uma das formações de nível médio mais procuradas e valorizadas no Brasil. De modo geral, o tecnológico em Mecânica (ou tecnólogo mecânico) atua na fabricação, na montagem e na instalação de máquinas e equipamentos.

O curso pode ser feito simultaneamente ao ensino médio ou após sua conclusão. Dura, normalmente, entre 2 e 3 anos e está disponível em instituições de ensino públicas e privadas.

Descubra, a seguir, quanto ganha um técnico em Mecânica e como prosseguir os estudos para garantir salários mais altos.

Quanto ganha um técnico em Mecânica?

A média salarial dos técnicos em Mecânica é de R$ 2.458,00 no Brasil, de acordo com o site de empregos Catho. 

Os maiores salários estão no setor de Engenharia, seguido pelos ramos de Alimentos, Mineração e Automotivo. Os valores pagos também dependem da região, do porte da empresa e da experiência do profissional. 

Segundo dados do Banco Nacional de Empregos (BNE), o salário de um técnico em Mecânica com mais de 8 anos de experiência (profissional master) pode passar de R$ 5.000,00 mensais em grandes organizações. Conheça os valores médios para jornadas de 40 a 44 horas semanais em empresas de diferentes portes:

  • Empresas pequenas (até 499 funcionários): de R$ 2.000,00 (trainee) a R$ 3.600,00 (profissional master)
  • Empresas médias (entre 500 e 999 funcionários): de R$ 2.400,00 (trainee) a R$ 4.300,00 (profissional master)
  • Empresas grandes (acima de 1.000 funcionários): de R$ 2.900,00 (trainee) a R$ 5.200,00 (profissional master)

Piso e média salarial do técnico em Mecânica por estado

O piso salarial dos técnicos em Mecânica varia conforme a região do país e é definido por negociações sindicais e convenções coletivas. 

Abaixo, apresentamos os valores para jornadas de 40 a 44 horas semanais, organizados por estado e com base em registros do Ministério da Economia:

  • Acre – piso salarial: R$ 998,00 / média salarial: R$ 1.156,17
  • Alagoas – piso salarial: R$ 1.980,92 / média salarial: R$ 2.082,86
  • Amapá – piso salarial:  R$ 1.173,28 / média salarial: R$ 1.233,67
  • Amazonas – piso salarial: R$ 2.566,01 / média salarial: R$ 2.698,07
  • Bahia – piso salarial: R$ 2.150,40 / média salarial: R$ 2.261,07
  • Ceará – piso salarial: R$ 2.113,08 / média salarial: R$ 2.221,83
  • Distrito Federal – piso salarial: R$ 2.102,00 / média salarial: R$ 2.210,18
  • Espírito Santo – piso salarial: R$ 2.625,42 / média salarial: 2.831,60
  • Goiás – piso salarial: R$ 1.809,64 / média salarial: R$ 1.902,77
  • Maranhão – piso salarial: R$ 2.428,00 / média salarial: R$ 2.552,96
  • Mato Grosso – piso salarial: R$ 1.856,03 / média salarial: R$ 1.951,55
  • Mato Grosso do Sul – piso salarial: R$ 1.950,16 / média salarial: R$ 2.050,53
  • Minas Gerais – piso salarial: R$ 2.266,5 / média salarial: R$ 2.383,22
  • Pará – piso salarial: R$ 2.102,94 / média salarial: R$ 2.211,16
  • Paraíba – piso salarial: R$ 1.272,04 / média salarial: R$ 1.337,50
  • Paraná – piso salarial: R$ 2.647,30 / média salarial: R$ 2.783,54
  • Pernambuco – piso salarial: R$ 1.862,17 / média salarial: R$ 1.958,00
  • Piauí – piso salarial: R$ 1.219,00 / média salarial: R$ 1.281,74
  • Rio de Janeiro – piso salarial: R$ 3.150,16 / média salarial: R$ 3.312,28
  • Rio Grande do Norte – piso salarial: R$ 1.528,74 / média salarial: R$ 1.607,41
  • Rio Grande do Sul – piso salarial: R$ 2.352,72 / média salarial: R$ 2.473,80
  • Rondônia – piso salarial: R$ 1.944,97 / média salarial: R$ 2.045,06
  • Roraima – piso salarial: R$ 998,00 / média salarial: R$ 1.008,00
  • Santa Catarina – piso salarial: R$ 2.565,75 / média salarial: R$ 2.697,79
  • São Paulo – piso salarial: R$ 2.633,5 / média salarial: R$ 2.769,03
  • Sergipe – piso salarial: R$ 1.446,05 / média salarial: R$ 1.520,47
  • Tocantins – piso salarial: R$ 1.360,07 / média salarial: R$ 1.429,17

Como ganhar mais na área de Mecânica

Para quem tem interesse na área de Mecânica e pretende ter uma remuneração mais alta dos que os profissionais de nível tecnológico, a melhor opção é buscar uma formação de nível superior

A mais tradicional delas é a graduação em Engenharia Mecânica, com duração de 10 semestres (5 anos) e ofertada por diversas universidades nas modalidades presencial e semipresencial.

Quanto ganha um engenheiro mecânico

De acordo com o site Catho, a média salarial dos engenheiros mecânicos no Brasil é de R$ 6.826,00 – mais do que o dobro pago aos profissionais de nível tecnológico da área.

Já no portal Glassdoor, também voltado ao setor de carreiras, a média salarial dos engenheiros mecânicos registrada é ainda maior: R$ 8.519,00 mensais, sendo R$ 4.000,00 o valor mais baixo e R$ 13.000,00 o mais alto.

Onde estudar Engenharia Mecânica 

Quer saber mais sobre o curso de Engenharia Mecânica e decidir onde estudar? Para começar, procure por instituições de ensino superior que sejam reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC (Ministério da Educação). Assim, você terá a garantia de que seu diploma será válido em todo o território nacional.

Listamos, a seguir, boas universidades particulares que cumprem todos os requisitos do MEC e oferecem o curso de graduação em Engenharia Mecânica. Confira e clique para saber mais:

Navegue pelos sites das universidades acima e fique por dentro de processos seletivos, modalidades de ensino e programas de bolsas e descontos. Boa pesquisa e bons estudos!

Leia também:

Engenharia Mecânica: saiba tudo sobre a carreira e o mercado

Conheça as 10 profissões do futuro 

Você tem interesse na área de Mecânica? Pretende fazer uma faculdade na área? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin