Descubra quanto ganha um técnico em Nutrição

A profissão de técnico em Nutrição está cada vez mais conhecida – mas será que os salários estão no mesmo ritmo? Veja aqui!

Nutrição está com tudo – e a prova disso é que certamente você já parou para refletir sobre seus hábitos alimentares, a necessidade de comer melhor, incluir determinados alimentos em seu dia a dia e atitudes afins.

É ou não é?

Hoje, a gente encontra profissionais de nutrição em tudo quanto é lugar: clínicas especializadas, hospitais, SPAs, escolas, academias esportivas, hotéis, clubes, restaurantes, bufês e na indústria alimentícia.

Com essa pegada a gente imagina que os salários para quem investe nessa carreira também estejam em ascensão. Será?

A seguir, descubra quanto ganha um técnico em Nutrição e quais são as alternativas para ganhar mais!

Quanto ganha um técnico em Nutrição

Os técnicos em Nutrição têm a missão de auxiliar os nutricionistas (profissionais de nível superior) em suas funções diárias.

Normalmente suas atividades diárias incluem a preparação de refeições (restaurantes, escolas, hotéis, etc.), o cuidado com armazenagem e transporte de alimentos, higienização, pré-preparo, destinação de sobras, manipulação de utensílios e equipamentos de cozinha, colaboração na criação de cardápios e, claro, garantir que normas de higiene e segurança alimentar sejam cumpridas à risca.

Estudos realizados pela Catho indicam que o salário médio de um técnico em Nutrição é de aproximadamente R$ 1.550, podendo variar entre R$ 1.224 e R$ 2.500.

Entre os principais cargos ocupados por esse profissional, destacamos:

  • Supervisor de Nutrição – R$ 2.880
  • Gerente de Nutrição – R$ 2.700
  • Assistente de Nutrição – R$ 1.200
  • Atendente de Nutrição – R$ 1.120
  • Estagiário de Nutrição – R$ 900

O site Vagas tem uma estimativa similar, com média salarial um pouco mais alta: R$ 1.620, podendo chegar a R$ 2.000.

Se você não se empolgou com os salários, talvez seja o caso de pensar numa formação de nível superior em Nutrição, que é onde estão as oportunidades mais interessantes.

Veja a seguir!

Quanto ganha quem tem curso superior em Nutrição

O curso superior de Nutrição é mais longo que o técnico, mas vale a pena: os salários, em média, são 130% maiores.

Dados do Trabalha Brasil indicam que um nutricionista ganha por mês cerca de R$ 3.400, mas que os valores mudam bastante dependendo do tamanho da empresa empregadora e do tempo de experiência do profissional.

  • O nutricionista recém-formado recebe, por exemplo, entre R$ 1.700 e R$ 2.850.
  • Com pouco mais de dois anos de experiência, os salários saltam para R$ 2.100 e R$ 3.550.
  • Com experiência de 4 a 6 anos, vai de R$ 2.650 a R$ 4.450.
  • Com 6 ou 8 anos de prática, entre R$ 3.270 e R$ 5.520.
  • Com mais do que isso, entre R$ 4.000 e R$ 7.000.

Vale lembrar que muitos nutricionistas trabalham por conta própria, em seus consultórios.

Nesse caso, a renda pode ser bastante variável, dependendo da clientela. Quem já tem nome no mercado pode faturar um bom dinheiro com consultas no fim do mês.

Também é comum que os profissionais, especialmente nos primeiros anos de carreira, conciliem trabalhos em empresas com atendimento em consultório. Juntas, as duas rendas formam uma remuneração bem interessante.

Curso técnico em Nutrição

O curso técnico de Nutrição e Dietética pode ser encontrado nos principais centros de formação profissionalizante do Brasil. A duração varia entre um ano e meio e dois.

Nesse curto espaço de tempo, os alunos aprendem noções de dietoterapia, biossegurança, administração de empreendimentos alimentares, técnicas de composição de alimentos, tecnologias e legislação.

O curso é de nível médio, rápido e focado nas necessidades do mercado de trabalho.

Só tem um porém: a formação técnica impede o profissional de atuar como nutricionista, em seu próprio consultório, por exemplo, ou de prescrever dietas. Sua principal função é ajudar no trabalho dos nutricionistas.

Por enquanto, a maioria dos centros de formação oferecem o curso apenas na modalidade presencial.

O curso superior em Nutrição

O curso superior em Nutrição é um bacharelado com quatro anos de duração e ampla disponibilidade nas faculdades brasileiras, especialmente na rede privada de ensino.

O curso é mais abrangente do que o técnico e faz uma imersão total no universo dos alimentos, suas propriedades e impacto na saúde.

Os alunos vão aprender a prescrever dietas a pacientes com diferentes necessidades, desenvolver produtos para a indústria de alimentos ou bebidas, elaborar cardápios em restaurantes, escolas, hotéis e bufês, prestar consultoria em instituições de saúde e criar indicadores de informações nutricionais (aqueles que vemos nos rótulos de produtos alimentícios).

Nutrição pode ser encontrado mais de 470 faculdades pelo país. Desse total, 19 já oferecem o curso na modalidade a distância, com aval do Ministério da Educação (MEC) e diploma válido no mercado.

Além do exercício tradicional da profissão, uma formação superior em Nutrição também permite que o profissional participe de concursos públicos ou entre em pós-graduações – essenciais para quem quer ter mais chances na carreira escolhida.

Com tanta disponibilidade, saber escolher uma boa faculdade é fundamental. Para não cair em enrascada, a gente recomenda optar sempre por instituições que tenham cursos bem avaliados pelo MEC – uma garantia de ensino de qualidade.

Abaixo, algumas boas faculdades onde você pode estudar Nutrição presencialmente ou a distância:

Veja também:

Descubra como é a carreira em Nutrição Esportiva 

E aí, curtiu mais o técnico ou o superior em Nutrição? Vai escolher qual? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin