dcsimg

Saiba tudo sobre a lista de espera do FIES

Quem entender o esquema da lista de espera pode aumentar as chances de conseguir o FIES. Confira agora mesmo como funciona!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) já ajudou muita gente a conseguir pagar um curso superior. Todo ano, o programa abre dois processos seletivos: no primeiro e no segundo semestre.

O FIES vem passando por várias mudanças e algumas pessoas ainda têm dúvidas sobre o que fazer caso seja selecionado – e o que fazer se o nome não aparecer entre os convocados.

É que para conseguir o FIES é preciso cumprir pelo menos quatro etapas: passar no processo seletivo, fazer um cadastro detalhado, comparecer à faculdade para validar os documentos e finalmente assinar o contrato no banco. No meio disso tudo, há quem se perca pelo caminho. E é aí que entra a lista de espera!

Entenda a seguir como funciona a seleção do FIES, o que fazer para entrar na lista de espera e onde estudar com esse super financiamento bancado pelo governo federal.

Como é feita a classificação para o FIES?

Para se inscrever no FIES é necessário cumprir dois requisitos:

  • Ter renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.
  • Ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

Os candidatos são classificados pela nota do Enem e a disputa se dá entre quem escolheu as mesmas opções de curso, turno, faculdade e unidade. Ou seja, o FIES não é um processo seletivo “geralzão”, em que todo mundo compete entre si. Se você tentar o FIES, seus concorrentes serão aqueles que buscarem financiar a mesma graduação que você, no mesmo período de estudo, instituição e campus.

A seleção é totalmente automatizada. O sistema do FIES vai ocupando as vagas disponíveis com os candidatos que tiveram maior pontuação no Enem. O resultado é divulgado rapidamente, já na segunda-feira seguinte ao encerramento das inscrições.

Quem tiver o nome convocado nessa primeira chamada precisa correr. O FIES dá um prazo super curto para:

  • Fazer um cadastro mais completo em outro sistema do FIES.
  • Levar documentos até a faculdade para comprovar as informações preenchidas na inscrição.
  • Levar mais uma papelada até o banco e assinar o contrato de financiamento.

Quem não cumprir qualquer uma dessas etapas perde o direito ao FIES e a vaga fica disponível para a lista de espera. Entenda melhor a seguir.

Como funciona a lista de espera do FIES?

A lista de espera do FIES começa a se formar logo após a divulgação dos resultados. A exemplo do processo de seleção, ela também é automática, ou seja, o candidato não precisa pedir para entrar na lista, nem fazer qualquer tipo de cadastro.

Funciona assim: ao verificar se foi ou não pré-aprovado no FIES, você vai ver em que posição ficou. Se passou, vai ter que fazer os procedimentos que comentamos acima. Se não passou, poderá consultar se ficou em lista de espera e qual a sua posição.

O FIES não vai entrar em contato para comunicar se você conseguiu a vaga, portanto fique de olho! Acesse a página do FIES Seleção diariamente para ver se foi selecionado.

A lista de espera é liberada aos poucos, à medida que outros candidatos perderem os prazos, não conseguirem comprovar a documentação ou desistirem.

Importante: o candidato em lista de espera também terá um prazo (super curto!) para fazer o cadastro completo, comprovar documentos na faculdade e assinar o contrato do financiamento no banco. Aqui, quem perder alguma etapa também vai ceder a vaga para o próximo da lista.

Por tudo isso, a lista de espera do FIES pode durar várias semanas. É comum que as aulas do semestre comecem e a lista continue ativa. Portanto, não desista!

Fui aprovado na lista de espera do FIES. E agora?

Já falamos que o candidato que passar no FIES em lista de espera tem que cumprir algumas etapas para concluir o processo e finalmente ganhar o benefício.

Vamos detalhar cada passo agora:

  • SisFIES: é um sistema de cadastro do FIES. Aqui, o candidato precisa preencher mais informações dentro do prazo determinado pelo MEC. É por esse sistema, também, que mais tarde fará todos os trâmites referentes ao benefício: renovação semestral, atualização de dados, transferência (se precisar), etc.
  • CPSA: Após concluir o cadastro no SisFIES, você terá um prazo para comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da faculdade e apresentar alguns documentos. A lista completa com os documentos a serem confirmados pode ser encontrada no site do FIES. Se estiver tudo certo com a papelada, a CPSA lhe dará um documento comprovando que as informações preenchidas na inscrição são verdadeiras.
  • Banco: Após comparecer à CPSA, existe um prazo para levar mais alguns documentos a uma agência bancária credenciada e assinar o contrato. Aproveite esse momento para entender todas as suas obrigações e como vai funcionar o pagamento da dívida do financiamento.

Vale lembrar que passar no processo seletivo do FIES, seja na primeira chamada ou na lista de espera, não significa estar matriculado automaticamente na faculdade. Dependendo da instituição, você pode precisar fazer alguma prova, apresentar outros documentos ou o boletim do Enem para concluir a matrícula e – aí sim! – começar a estudar com a ajuda financeira do FIES.

Faculdades que participam do FIES

Ainda está em dúvida sobre qual instituição cursar? Criamos uma lista com ótimas faculdades que participam do FIES.

Aderir ao programa significa qualidade de ensino. Sim, isso ocorre porque o MEC avalia as faculdades participantes, levando em consideração desde a formação dos professores (se eles têm mestrado ou doutorado, por exemplo) até a infraestrutura oferecida, entre muitos outros critérios.

Só pode participar do FIES a instituição que conseguir conceito igual ou superior a 3 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), o que significa o pleno atendimento a todos os padrões de qualidade estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

Confira a seguir algumas faculdades bem avaliadas pelo MEC que aceitam o FIES:

E se não der para passar no FIES, nem em lista de espera, saiba que ainda há outras oportunidades bem interessantes. Todas essas faculdades aí de cima participam de programas de descontos, bolsas e têm financiamentos próprios, sem burocracia!

Veja também:

Documentos para o FIES

Vai se candidatar ao próximo FIES? Qual curso pretende financiar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin