dcsimg

Descubra como está o mercado de trabalho para Odontologia

Está interessado em estudar Odontologia e quer saber como anda o mercado de trabalho? Confira tudo aqui!

O dentista é responsável por cuidar da saúde e da estética da boca. Restaura, extrai e limpa dentes, projeta e aplica próteses e pode fazer cirurgias. Em teoria, todo mundo precisa de um dentista, de crianças a idosos, de todas as classes sociais.

Mas será que a demanda é tão forte em todo o país? Depende. O mercado de trabalho varia bastante em cada região do Brasil e existem inúmeras áreas em que o dentista pode trabalhar.

Uma boa formação pode facilitar a vida do dentista na hora de se colocar no mercado. Por isso, vamos dar algumas dicas de universidades reconhecidas pelo Ministério de Educação (MEC) que oferecem o curso de Odontologia.

Então, descubra agora mesmo como está o mercado de trabalho em Odontologia e onde estudar!

Onde há mais possibilidade de trabalho para o profissional de Odontologia?

O maior mercado para quem se forma em Odontologia está nas regiões Sul e Sudeste, principalmente nas capitais e nos municípios de médio e grande porte. Acontece que, nessas mesmas localidades, concentra-se a maior oferta universitária de Odontologia e mais da metade dos dentistas do país.

O panorama é o seguinte: a demanda é grande, mas há muitos profissionais, o que deixa o mercado saturado.

Isso não quer dizer que não haja oportunidades. Elas existem, principalmente para os alunos formados em instituições de qualidade reconhecidas pelo MEC. Na região há boas opções, como a Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais.

No Norte, Nordeste e Centro-Oeste existe uma carência maior de profissionais, tanto no sistema público quanto no atendimento privado. Os estados dessas regiões, portanto, apresentam mais vagas em aberto.

Em que áreas da Odontologia posso trabalhar?

Outro ponto que conta a favor do dentista é a grande quantidade de áreas em que o profissional pode se especializar, o que amplia as chances de se encaixar em nichos de atendimento.

Veja algumas especialidades relacionadas pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO):

  • Acupuntura
  • Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial
  • Dentística
  • Endodontia
  • Estomatologia
  • Homeopatia
  • Implantodontia
  • Odontologia Legal
  • Odontogeriatria
  • Odontopediatria
  • Ortodontia
  • Periodontia
  • Prótese Buco-Maxilo-Facial
  • Prótese Dentária
  • Radiologia Odontológica e Imaginologia

Ainda segundo o CFO, as áreas que mais concentram dentistas no Brasil são a Ortodontia (23%), a Endodontia (14%), a Implantodontia (13%) e a Prótese Dentária (10%).

Além de ter seu próprio consultório, o dentista pode trabalhar no serviço público (prefeituras, por exemplo), sindicatos, clínicas de convênios, hospitais, escolas, instituições previdenciárias, empresas particulares e também em universidades, na pesquisa científica ou como professor. 

Quanto posso ganhar como dentista?

A pergunta não é tão fácil de responder, mas podemos trabalhar com algumas médias de institutos especializados em pesquisa de salários.

Aqui, vale lembrar que dentistas podem trabalhar em vários consultórios e clínicas diferentes. A remuneração do profissional, portanto, pode ser muitas vezes superior aos salários oferecidos.

A empresa Catho, por exemplo, que faz levantamentos constantes de empregos e remunerações em todo o Brasil, aponta que a média nacional para os dentistas é de R$ 3.400. Já o resultado do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) é mais animador: R$ 4.450.

Mas o tempo de atuação pode fazer esse número se elevar. Conforme o Banco Nacional de Empregos (BNE), dentistas experientes ganham em média R$ 5.400.

O perfil da empresa onde trabalha o dentista também conta muito. Profissionais com experiência em empresas de grande porte ganharão bem mais do que as médias nacionais comentadas acima.

No caso dos consultórios particulares, que é o caminho escolhido por muitos dentistas, não há um salário fixo. Aí, as variáveis são muito grandes e dependem de fatores como a região do país, os honorários cobrados, os preços conseguidos com os fornecedores para a compra de materiais e, claro, a quantidade de clientes.

Considerando também a possibilidade de trabalhar em mais de um lugar, não é difícil encontrar profissionais com ganhos bem acima de R$ 10.000.

Que faculdades oferecem boa formação em Odontologia?

Cerca de 400 instituições no Brasil oferecem graduação em Odontologia. O curso é um bacharelado que dura em média cinco anos.

Mas é interessante fazer um tipo de “triagem” dessas instituições. A primeira coisa é confirmar se ela é reconhecida pelo MEC, pois só assim o diploma terá validade.

É bom também conhecer a estrutura do curso e, na medida do possível, ver de perto suas instalações. Lembre-se que Odontologia é uma graduação com muitas atividades de laboratório, o que requer materiais modernos e constantemente atualizados.

O nível dos professores e o renome da instituição no mercado são outros fatores a serem levados em conta.

Veja agora a lista de sugestões que preparamos para você. Estas faculdades atendem positivamente a todos os pontos que acabamos de mencionar.

Além disso, trabalham com programas governamentais de benefícios financeiros como o FIES e o ProUni, e também com iniciativas privadas de financiamentos, bolsas de estudo e descontos que podem facilitar muito a sua vida na hora de pagar as mensalidades.

Veja também:

Conheça os cursos de Odontologia mais baratos do Brasil

Gostou de saber mais sobre o mercado para Odontologia? Já escolheu sua faculdade? Conte tudo para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin