Descubra o que faz um ortodontista

Está curioso para saber o que faz um ortodontista? Conheça mais sobre essa especialidade da Odontologia e entenda todas as funções que esse profissional desempenha no dia a dia.

Esse texto vai te ajudar a ficar por dentro da carreira.

O que é um ortodontista?

Ortodontista é o profissional especializado em Ortodontia, uma área específica da Odontologia. É uma das especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO). A função do ortodontista é trabalhar na correção da posição dos dentes do paciente e de seus ossos do maxilar para que a pessoa tenha a mordida corrigida, auxiliando na limpeza e higiene, evitando dores e contribuindo com a saúde bucal.

O trabalho desse profissional envolve diversos fatores que auxiliam toda a saúde do paciente. Os dentes tortos podem afetar as pessoas de diversas formas. As deformidades podem dificultar a limpeza bucal, o que pode causar alguns tipos de doenças periodontais, como a gengivite, enfraquecimento, deterioração e até a queda dos dentes.

A mastigação torta pode causar dores, que também podem ser sintomas de que o paciente precisa buscar o profissional da Ortodontia. Se não tratadas, as dores provocam diversos problemas que tendem a serem agravados. O estresse muscular pode acarretar dores de cabeça e na região do pescoço, além de síndromes nas articulações da mandíbula e do maxilar. A saúde mental também pode ser afetada devido às deformidades, que podem abaixar a autoestima das pessoas

Por isso, o papel do ortodontista é fundamental de diversas maneiras e podem prevenir e evitar alguns problemas de saúde, dos mais simples aos mais graves. Geralmente, os tratamentos são auxiliados como o uso de aparelhos dentários pelos pacientes.

Ele pode trabalhar de maneira autônoma, ligado a clínicas particulares de profissionais da Odontologia e de outras áreas da saúde ou até ser dono de uma clínica própria. Como ter o próprio negócio demanda um investimento mais alto, é mais comum no começo da carreira a atuação na equipe em consultórios de outros profissionais.

Também há espaço para o ortodontista em empresas especializadas em materiais de saúde e equipamentos odontológicos, além de órgãos públicos e dedicação à carreira acadêmica.

Como se tornar um ortodontista?

Para se tornar um ortodontista, o estudante deve concluir um bacharelado em Odontologia e, em seguida, fazer um curso de especialização na área da Ortodontia.

O curso de Odontologia tem duração média de 5 anos (10 semestres). A grade curricular da graduação tem disciplinas em sua grande maioria voltadas para a educação na área da saúde, mais especificamente à saúde oral e conceitos aplicados à Odontologia. Veja algumas das matérias:

  • Anatomo-fisiologia em Odontologia;
  • Diagnóstico Bucal;
  • Imunologia e Microbiologia Oral;
  • Materiais odontológicos;
  • Odontologia Legal;
  • Prótese fixa e removível.

Mas há também disciplinas gerais, como Filosofia e Ética, Psicologia e Saúde e Saúde Coletiva. Os estudantes devem cumprir uma carga de estágio obrigatório que deve atingir, no mínimo, 20% da carga horária total da graduação em Odontologia.

Depois de formados, os graduados precisam realizar a especialização para atuar. Há duas opções: lato sensu e stricto sensu.

Para atuar no mercado de trabalho, o estudante deve optar pela pós-graduação lato sensu, que é a especialização que prepara o profissional para atuar como ortodontista, focada na atividade prática da carreira. Para obter o certificado, os cursos duram entre 18 meses (três semestres) e 24 meses (quatro semestres).

Aos interessados em ingressar no mundo acadêmico e lecionar sobre Ortodontia, o indicado é realizar a pós-graduação stricto sensu, na qual o estudante se forma mestre e, posteriormente, doutor. Os cursos duram, no mínimo, dois anos (quatro semestres).

Em média, quanto ganha um ortodontista?

O salário médio de um ortodontista é de R$ 3.713,36 por mês, de acordo com levantamento do site Salario.com.br feito em cima dos dados do Caged de 2019, que usa como base os salários em CLT no Brasil.

A pesquisa também mostrou que o teto salarial se aproxima de R$ 9 mil, valor que pode ser alcançado por profissionais que trabalham em mais de um consultório ou possuem mais anos de experiência.

Qual é a diferença entre dentista e ortodontista?

Uma dúvida recorrente é a diferença entre um dentista e um ortodontista. Os dentistas são os profissionais com formação em Odontologia. De maneira geral, podem atuar na prevenção e atuação contra problemas e podem se especializar em alguma das áreas de atuação reconhecidas pelo conselho.

Já o ortodontista é o profissional da Ortodontia, um dos ramos da Odontologia. Ele precisa ter a especialização para atuar na área e trabalhar na prevenção e cuidados com problemas relacionados ao posicionamento e irregularidades na formação dos dentes.

Onde estudar Odontologia?

Para começar uma especialização em Ortodontia, é preciso ter diploma de Ensino Superior. Por isso, o primeiro passo para se tornar um ortodontista é fazer a graduação em Odontologia. Ao buscar por uma faculdade, é preciso ficar atento à necessidade dos cursos serem vinculados e certificados pelo Ministério da Educação (MEC).

Somente instituições reconhecidas podem oferecer diplomas que tenham validade no mercado de trabalho, portanto o processo de procura por uma universidade deve ser feito com cuidado.

Para te ajudar nessa pesquisa, selecionamos faculdades que oferecem o curso e tem boa avaliação do MEC:

Vale ressaltar que o curso de Odontologia é somente oferecido na modalidade presencial. Cursos a distância não são oficialmente reconhecidos.

Leia também:
Saiba tudo sobre o curso de Odontologia
Odontologia: carreira, perfil e mercado de trabalho

Se interessou pelo curso de odontologia e pela carreira de ortodontista? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin