dcsimg

Descubra o que faz o técnico em Segurança do Trabalho

Você sabia que a área de Segurança do Trabalho está em alta? Mesmo em momentos de crise, as empresas não podem abrir mão de profissionais da área, já que precisam cumprir normas de segurança e bem-estar de seus funcionários.

A forma mais rápida de ingressar nesse mercado é por meio do curso técnico em Segurança do Trabalho, formação de nível médio com duração de 1,5 ano.

Mas o que faz o técnico em Segurança do Trabalho? De maneira geral, ele tem como função garantir a integridade física e psíquica dos trabalhadores em diversas áreas. Prossiga a leitura e conheça melhor a profissão!

Funções

Conheça algumas das atribuições desse profissional, de acordo com o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, elaborado pelo Ministério da Educação (MEC):

  • Analisar métodos e processos de trabalho, com foco na segurança dos trabalhadores.
  • Identificar fatores de risco em ambientes de trabalho e doenças profissionais.
  • Identificar a presença de agentes ambientais agressivos ao trabalhador em determinadas funções.
  • Realizar procedimentos de orientação sobre medidas de eliminação e redução de riscos em ambientes de trabalho.
  • Elaborar procedimentos de segurança e divulgá-los.
  • Promover programas, eventos e treinamentos.
  • Divulgar normas e procedimentos de segurança e higiene ocupacional.
  • Acompanhar atualizações de normas e legislações de segurança dos trabalhadores.
  • Selecionar, solicitar e inspecionar equipamentos de proteção coletiva e individual contra incêndio e outros tipos de incidente.
  • Pesquisar e aplicar dados estatísticos de doenças e acidentes de trabalho com o objetivo de ajustar ações de prevenção.
  • Produzir relatórios sobre segurança e saúde do trabalhador em determinada empresa ou área de atuação.

Entre as competências esperadas do técnico em Segurança do Trabalho estão capacidade de observação, atenção a detalhes, fortes princípios éticos, visão sistêmica, boas habilidades de comunicação e negociação, capacidade de trabalhar em equipe e atitude proativa.

Campos de atuação

O técnico em Segurança do Trabalho atua em diversos setores do mercado, com destaque para as áreas da indústria, dos transportes e da saúde. 

É possível encontrar profissionais da área em instituições públicas e privadas de diferentes portes. Confira os principais setores e ambientes de atuação:

  • Indústrias e fábricas
  • Hospitais, clínicas e laboratórios
  • Instituições de pesquisa científica
  • Comércio
  • Construção civil
  • Portos e aeroportos
  • Centrais de logística (distribuição de produtos e suprimentos)
  • Escolas e outros tipos de instituições de ensino
  • Planejamento e fabricação de equipamentos de segurança
  • Empresas e consultorias para capacitação em segurança do trabalho
  • Órgãos fiscalizadores

Requisitos e salário

Para se matricular no curso técnico em Segurança do Trabalho, é preciso estar cursando ou já ter concluído o ensino médio.

Entre as formações de nível médio, esta é uma das carreiras com maiores rendimentos. Segundo levantamento feito pelo site de empregos Catho, os salários da área partem de R$ 876,81 (para estagiários) e podem chegar a mais de R$ 10 mil (para gerentes de Segurança do Trabalho). Os valores mais altos normalmente são oferecidos a profissionais da área com curso superior.

Ainda de acordo com a plataforma da Catho, o salário médio do técnico em Segurança do Trabalho é de R$ 2.645,47. No site Glassdoor, que registra os salários dos profissionais em atuação no mercado, o valor médio é semelhante: R$ 2.595,00

Em certos setores e empresas, contudo, os rendimentos dos técnicos na área podem passar de R$ 4.000 por mês. Vale lembrar que o salário também varia conforme a região do país e a experiência do profissional.

Disciplinas do curso

Ao longo do curso, você terá aulas sobre legislação, saúde, higiene, prevenção de acidentes, gestão de riscos e ergonomia. 

Conheça algumas das disciplinas que compõem o curso técnico em Segurança do Trabalho, oferecido pela Cruzeiro do Sul Virtual no formato EAD:

  • Administração Aplicada
  • Ergonomia
  • Ética e Cidadania
  • Saúde do Trabalhador
  • Tópicos em Segurança do Trabalho
  • Gerenciamento de Riscos
  • Higiene e Segurança no Trabalho
  • Segurança em Instalações Industriais
  • Investigação de Acidentes
  • Prevenção e Combate a Incêndios
  • Proteção ao Meio Ambiente

Modalidades e onde estudar

A formação técnica em Segurança do Trabalho é oferecida nas modalidades presencial, semipresencial e a distância (EAD), por instituições de ensino públicas e privadas. 

Entre as instituições públicas mais conhecidas estão os institutos federais e as escolas técnicas estaduais, com ensino gratuito. Nessas instituições, o ingresso ocorre por meio de processos seletivos (vestibulinhos).

Se você optar pelo curso em uma escola particular, pesquise bem e escolha uma instituição reconhecida e bem avaliada pelo MEC, como estas:

Caso você esteja em busca de bolsas e descontos, entre em contato com as instituições para conhecer os programas disponíveis. Essas que listamos, por exemplo, estão habilitadas a oferecer cursos no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Prosseguindo os estudos

Após concluir o curso técnico em Segurança do Trabalho, considere prosseguir seus estudos em nível superior. É uma opção que elevará muito suas chances de chegar a cargos mais altos e obter salários elevados.

Entre as graduações mais procuradas na área estão o curso tecnológico em Segurança do Trabalho e bacharelados em Engenharia (Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, entre outras).

Leia mais:

Quem pode participar do Pronatec?

Tudo o que precisa saber sobre tecnólogo em Segurança do Trabalho

Gostou das opções? Está planejando fazer o curso técnico em Segurança do Trabalho? Conte um pouco sobre suas expectativas nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin