Existe curso de Psicologia a distância? Saiba mais e veja onde estudar

Descubra se dá para estudar Psicologia EAD, conheça boas faculdades reconhecidas pelo MEC e saiba mais sobre o mercado de trabalho!

Conheça o curso de Psicologia a distância e veja onde cursarA graduação em Psicologia é uma das mais procuradas por estudantes de todo o país, tanto em universidades públicas quanto em instituições privadas de ensino. E antes de decidir onde cursar o ensino superior, descubra se existe curso de Psicologia a distância, entenda mais sobre as áreas de atuação dos profissionais de Psicologia e veja opções de onde estudar. 

Existe curso de Psicologia a distância?

Se você está interessado em cursar Psicologia EaD, saiba que infelizmente isso ainda não é possível no Brasil. Afinal, ainda não existem cursos de Psicologia a distância ou semipresencial que sejam reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC), e só existem opções de cursar o ensino superior nesta área na modalidade presencial tradicional.

Isso acontece devido à grade curricular do curso de Psicologia, em que são lecionadas muitas matérias que exigem atividade mais práticas e necessitam de acompanhamento para observar e analisar o comportamento humano. Assim, é imprescindível o auxílio dos professores em sala de aula para a formação de um profissional em Psicologia.

Existem somente cursos de pós-graduação EaD especializados nas áreas da Psicologia. A possibilidade de cursar a graduação em Psicologia EAD ainda está sendo estudada, afinal existem outros cursos com alta demanda prática de ensino que já acontecem na modalidade semipresencial, como Enfermagem e Educação Física. 

Mas isso não é razão para desistir de seguir carreira na profissão: existem muitas opções de cursos de Psicologia na modalidade presencial em universidades públicas ou privadas no Brasil. E se você estava buscando cursar Psicologia EaD por ser uma modalidade mais econômica, não se preocupe: abaixo, explicamos como estudar Psicologia pagando mais barato e em boas faculdades reconhecidas pelo MEC.

Como estudar Psicologia pagando menos?

É possível, sim, estudar Psicologia na modalidade presencial de forma acessível. O governo federal oferece programas de ampliação do acesso ao ensino superior que disponibilizam vagas para Psicologia semestralmente, em todo o país. Conheça mais sobre eles abaixo:

  • Programa Universidade para Todos (ProUni): concede bolsas de estudo integrais e parciais a estudantes de baixa renda. Para se candidatar a uma vaga é necessário ter obtido pelo menos 450 pontos na média das provas do Enem mais recente, sem ter zerado a redação, além de comprovar renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos por pessoa e se enquadrar nos requisitos de formação.
  • Fundo de Financiamento Estudantil (FIES): ajuda a pagar as mensalidades da faculdade particular. O valor emprestado pelo governo deverá ser devolvido em parcelas após a formatura, então veja se a proposta é boa para você. Para se inscrever no FIES é preciso apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas de qualquer edição do Enem a partir de 2010, sem ter zerado a redação, e se encaixar no requisito de renda familiar (as regras podem mudar conforme o semestre).

Vale destacar um detalhe: é exigido um desempenho mínimo no Enem para fazer a sua inscrição nestes programas, mas apenas isso não garante sua vaga no ensino superior. O ingresso de cada estudante varia de acordo com a instituição de ensino escolhida, o campus, turno e modalidade de concorrência (cotas ou não). Em alguns casos, a nota de corte de Psicologia no ProUni e no FIES supera os 650 pontos.

E caso você não se encaixe no perfil do ProUni e do FIES, não desista! Ainda existem outras possibilidades de estudar Psicologia em uma boa faculdade pagando menos.

Onde estudar Psicologia pagando menos?

Quando o assunto é um ensino superior de qualidade, é imprescindível priorizar instituições de ensino reconhecidas pelo MEC. Algumas delas oferecem o curso de Psicologia, e ainda contam com diversas opções de descontos nas mensalidades, convênios, bolsas de estudos e financiamentos estudantis para facilitar o seu ingresso na faculdade. Confira:

Como é o mercado de trabalho da Psicologia?

O mercado de trabalho para os psicólogos está em plena expansão. Nos últimos anos, a grande mídia e as redes sociais vêm contribuindo para quebrar preconceitos em relação ao tratamento de distúrbios e doenças mentais, encorajando as pessoas a procurarem ajuda para resolver suas questões.

Outro fator que vem aumentando a busca por atendimento é a pressão da vida moderna. Com a crise econômica e o aumento das exigências e da urgência na resolução de tarefas, a depressão, a ansiedade e outras doenças mentais são cada vez mais comuns no Brasil.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a população brasileira é a quinta mais depressiva do mundo, e lidera o ranking quando o assunto é ansiedade. Esses dados são alarmantes, mas reiteram a importância dos psicólogos para a sociedade.

Assim, cada vez mais pessoas buscam ajuda para lidar com as adversidades e buscar novos rumos em suas vidas. Por isso mesmo, existem diversas áreas de atuação em que um profissional da Psicologia pode atuar – além da terapia clínica, tão conhecida no meio. Alguns exemplos são: 

  • Psicologia Esportiva 
  • Psicologia Hospitalar
  • Psicologia Educacional
  • Psicomotricidade
  • Psicologia Jurídica
  • Psicologia Organizacional e do Trabalho
  • Psicologia da Saúde
  • Orientação Profissional

Leia também: Conheça quais são as áreas de atuação da Psicologia

O acompanhamento psicológico em escolas, tanto para a orientação educacional para estudantes em fase de decidir que carreira seguir, como para tratamento e prevenção de questões associadas à infância e adolescência (como o bullying), tem sido uma área que está em ascensão na profissão.

Outra oportunidade de atuação para os psicólogos é no departamento de Recursos Humanos das empresas, o famoso RH. Nestes casos, o profissional da Psicologia costuma ser responsável por criar técnicas de recrutamento e zelar pelo bem estar mental dos colaboradores, assegurando um ambiente de trabalho agradável e buscando diminuir o nível de estresse dentro da organização.

Vale destacar também que o atendimento clínico na Psicologia está cada vez mais amplo. Com o isolamento social decorrente da pandemia do coronavírus, a telepsicologia (consultas psicológicas realizadas através de chamadas de vídeo) foi regularizada e está cada vez mais popular entre os indivíduos que buscam terapia. Este é um novo nicho no mercado para os psicólogos, que agora têm mais uma via para poder exercer sua função.

Quanto ganha um psicólogo?

Entender como está o mercado de trabalho e qual a remuneração dos profissionais de Psicologia no Brasil ajuda a ter expectativas realistas sobre a carreira – e ver aonde você vai poder chegar com seu investimento em educação de qualidade.

Comecemos pelos primeiros passos da carreira: os estágios. Segundo um levantamento da Catho, site especializado em vagas de emprego, o salário médio de um estagiário em Psicologia é de R$1.300.

Já os psicólogos clínicos, com experiência prévia e diploma de ensino superior, podem chegar a receber cerca de R$3.000, segundo mesmo levantamento. Já profissionais que possuem uma pós-graduação, mestrado ou doutorado, podem chegar a receber R$4.800. 

E no mercado de trabalho, os salários para a área de Psicologia costumam ser mais interessantes. No meio corporativo, caso o profissional atue na gestão de Recursos Humanos, por exemplo, a remuneração pode chegar a até 20 mil reais, em grandes organizações e após anos de acúmulo de experiência.

Outro fator que vale destacar é que é bastante comum profissionais da Psicologia atuarem em mais de um emprego. Por exemplo, é comum encontrar psicólogos que trabalham em um hospital ou no RH de uma empresa, mas também realizam atendimentos clínicos de forma autônoma. Assim, a remuneração vai escalando e se tornando cada vez mais atrativa. É uma forma não somente de ampliar a renda, mas também de adquirir mais conhecimento e experiência.

Outra possibilidade para profissionais da área é seguir o meio acadêmico, lecionando Psicologia. De acordo com o SINE (Site Nacional de Empregos), um professor universitário de Psicologia pode chegar a receber R$7.200 em uma instituição de ensino de grande porte.

Quer seguir mesmo com a área da Psicologia?

Se você está decidido a se tornar um psicólogo, siga firme na busca pelo tão sonhado diploma. Essa profissão não apenas exige o diploma de ensino superior para poder ser exercida, como também é constatado que quanto mais especializado for o profissional, mais alto é o seu salário.

E mesmo ainda não existindo uma opção de curso de Psicologia EAD no Brasil, não desanime: existem várias opções para você cursar o ensino superior na área e ainda economizar. Não deixe de correr atrás dos seus estudos e profissionalize-se!

Continua seguindo firme na decisão de cursar Psicologia? Conte para a gente aqui nos comentários se você pretende estudar na modalidade presencial!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin
Descubra a faculdade certa para você!