dcsimg

Saiba como tem que ser paga a dívida do Fies

O FIES é um programa de financiamento estudantil criado pelo governo, com o intuito de ampliar o acesso à educação superior de estudantes que não têm condições de pagar a mensalidade de uma faculdade particular.

Diferentemente daqueles programas que concedem bolsas de estudos, após concluir o curso de graduação, o beneficiário precisa devolver todo o dinheiro emprestado ao agente financiador.

Descubra a seguir o que é o FIES, como ele funciona, como quitar a dívida do programa e conheça faculdades com financiamento próprio.

O que é o FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), criado em 1999 pelo Ministério da Educação, tem como objetivo financiar cursos superiores de faculdades particulares com avaliações positivas no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

O público-alvo da ação são estudantes de baixa renda, que não têm condições de bancar os custos de seus estudos. Assim que concluir a graduação, o beneficiário deve devolver o valor financiado com o pagamento de parcelas mensais.

Quem pode participar do FIES

Todos os candidatos que tenham feito a prova do Enem a partir de 2010 e obtido uma pontuação mínima de 450 pontos, além de não ter zerado a redação.

Os estudantes contemplados com uma bolsa parcial (50%) do ProUni, e que não tenham condições de bancar a outra metade das mensalidades, também podem solicitar o financiamento do FIES.

NÃO pode participar o estudante que:

  • Estiver com a matrícula trancada.
  • Já tenha sido beneficiado pelo financiamento do FIES anteriormente.
  • Estiver inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC).
  • For beneficiário do ProUni com bolsa integral.
  • For beneficiário do ProUni com bolsa parcial em outro curso que não seja o da inscrição do FIES.

Condições de financiamento

FIES

Os financiamentos concedidos com os recursos do FIES para estudantes com renda familiar per capita de até 3 salários mínimos não terão taxa de juros.

Durante o curso, se for aprovado, o estudante beneficiado deverá pagar todos os meses um valor de coparticipação, referente aos custos não incluídos no financiamento.

Depois de concluído o curso, o aluno deverá pagar o valor do financiamento em parcelas mensais a serem definidas de acordo com sua realidade financeira.

P-FIES

Esta segunda modalidade de financiamento é praticamente igual à anterior, com a diferença de que é voltada para estudantes com renda familiar per capita de até 5 salários mínimos. As condições de concessão do financiamento são definidas entre o agente financiador (banco), a instituição e o estudante.

Contratação do financiamento

Após realizar todas as etapas de inscrição do FIES, o candidato deve ir até o banco financiador para a formalização do contrato. É preciso ter um fiador para realizar o financiamento, entretanto, existem algumas restrições. O fiador não pode ser:

  • Cônjuge ou companheiro(a) do beneficiário.
  • Estudante com financiamento vigente no FIES.
  • Cidadão estrangeiro, com exceção de cidadão português que possui os benefícios do Estatuto da Igualdade.
  • Estudante beneficiário do Programa de Crédito Educativo (PEC/CREDUC) – a não ser que já tenha quitado o financiamento.

Para realizar o financiamento, é possível usar a Fiança convencional, que feita por até 2 fiadores com renda equivalente ao dobro da mensalidade paga pelo estudante. Caso o aluno também seja beneficiário do ProUni, a renda do(s) fiador(es) deverá ser igual à parcela mensal da semestralidade.

Como pagar a dívida do FIES

Para os estudantes do FIES, a taxa de juros do financiamento é zero. Para os alunos financiados pelo P-FIES, ela vai variar de acordo com o banco.

A partir do primeiro mês após a conclusão do curso, o aluno deverá dar início ao pagamento do saldo devedor, caso ele tenha renda.

Se não tiver condições nesse momento ou em qualquer momento ao longo da fase de amortização, o financiamento deverá ser pago em mensalidades no valor mínimo de pagamento.

Caso queira, o estudante também pode realizar o pagamento do saldo devedor voluntariamente antes de concluir o curso. O prazo máximo para quitar o valor do financiamento é estimado em 14 anos.

Onde estudar com financiamento

É muito fácil encontrar boas faculdades que participam do FIES e todas elas possuem total reconhecimento do MEC. As instituições que vamos listar aqui fazem parte do programa, mas também oferecem financiamentos próprios, além de diversas bolsas de estudos e descontos com menos burocracia que os programas do governo.

Veja também:

Descubra como se inscrever no FIES e obter seu financiamento

Saiba quais são os documentos necessários para fazer FIES

E aí, você acha que vale a pena pagar a dívida do FIES? Ou prefere optar por uma faculdade que tenha financiamento próprio? Conte para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin