dcsimg

Veja tudo o que você precisa saber sobre o Enem 2018

É normal ter muitas dúvidas sobre o Enem. Mas, no fundo, o Exame não tem mistério. Aqui vamos deixar tudo mastigadinho para você!

O edital do Enem 2018 já foi publicado e é preciso estar atento às datas, documentação e outras regras. Também é bom saber o que muda em relação ao ano passado.

Se estiver bem informado, fazer o Enem 2018 não vai ter contratempos.

E você sabe que apostar suas fichas nesse exame vale a pena: uma boa pontuação pode significar vaga direta na faculdade e o acesso a programas de financiamento e bolsas de estudo.

Conheça agora mesmo as datas mais importantes do Enem 2018, como se inscrever, o que cai no exame e o que fazer com sua pontuação. Conheça ainda algumas faculdades onde você pode estudar com a nota das provas!

Cronograma do Enem 2018

A primeira coisa para quem pretende fazer o Enem 2018 é ficar esperto com os prazos. O sistema é rígido: se você dorme no ponto, não adianta chorar depois. Então, vá anotando as datas mais importantes:

  • 2 a 15 de abril: período para solicitar isenção da taxa de inscrição
  • 7 a 18 de maio: inscrições
  • 7 a 23 de maio: prazo para pagamento da taxa de inscrição
  • Outubro (data a confirmar): divulgação dos locais das provas
  • 4 de novembro: primeira prova
  • 11 de novembro: segunda prova
  • 14 de novembro: publicação do gabarito oficial e cadernos de questões
  • Janeiro de 2019 (data a confirmar): divulgação do resultado

Como se inscrever para o Enem 2018?

A inscrição deve ser feita diretamente no site oficial do Enem.

Os documentos pedidos serão basicamente o seu CPF e RG. No caso de solicitar isenção da taxa de inscrição, você terá que responder a um questionário socioeconômico.

O pedido de isenção da taxa, aliás, é uma das maiores mudanças do Enem 2018. A partir deste ano, essa solicitação é feita antes do período de inscrições, conforme você pode observar no cronograma.

Ao se inscrever, é importantíssimo informar telefone e e-mail ativos e válidos, pois o Enem utilizará esses meios para enviar comunicados.

O formulário ainda inclui a opção de prova de língua estrangeira (Espanhol ou Inglês) e a cidade em que você quer fazer o Enem.

Depois de tudo preenchido, o sistema vai gerar um boleto, no valor de R$ 82, que poderá ser pago em qualquer banco, casa lotérica ou agência dos Correios.

Durante todo o processo, você pode acompanhar a situação da sua inscrição por meio do site oficial do Enem.

O que cai na prova do Enem 2018?

As provas serão realizadas em dois domingos consecutivos e abordam o conteúdo dos três anos do ensino médio. As matérias de cada dia são as seguintes:

  • Enem do dia 4 de novembro: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Redação
  • Enem do dia 11 de novembro: Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias

Tirando a Redação, o restante dos temas é cobrado por meio de questões de múltipla escolha. O formato é o clássico de muitos vestibulares: para cada enunciado, há cinco alternativas possíveis, sendo que somente uma é a certa. São 45 perguntas de cada tema, somando 180 questões nos dois dias de prova.

A redação é um caso à parte: um bom texto pode ser decisivo em sua média geral e, portanto, em suas possibilidades de entrar na faculdade e mudar o seu futuro.

O tema da redação é uma surpresa guardada a sete chaves. Mas costuma ter a ver com algum assunto bem comentado e debatido nos meios de comunicação, seja sobre política, economia, cultura ou sociedade.

O tipo de texto solicitado é o dissertativo-argumentativo, em que você tem que expor de forma lógica seu ponto de vista, até concluir com coerência seu raciocínio.

Pode até parecer difícil e complicado, mas não é bem assim: para fazer uma boa redação, você precisa treinar. Tente pegar temas polêmicos e praticar sua escrita. E, é claro, esteja por dentro de tudo o que está acontecendo no país e no mundo.

Onde posso usar as notas do Enem 2018?

Tirar uma boa nota no Enem é ouro para quem sonha em ser um estudante universitário. Isso porque, atualmente, uma pontuação alta pode abrir portas para você em duas frentes principais. Confira:

Enem para entrar em programas do governo federal

Um mínimo de 450 pontos na média geral das provas e mais do que zero na redação são suficientes para se inscrever em iniciativas governamentais como o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) e o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Para ambos, é necessário atender aos critérios de renda familiar mensal, já que esses programas são voltados a estudantes menos favorecidos financeiramente. Quanto maior a pontuação no Enem, maiores as chances de conseguir o benefício.

Enem para ingressar em cursos universitários

Cada vez mais faculdades de todo o país dispensam o aluno do vestibular caso ele tenha a pontuação suficiente para o curso desejado. É por causa disso que o Enem vem sendo chamado de “o maior vestibular do Brasil”.

Há também o modelo misto: o aluno tem que fazer o vestibular da faculdade, mas pode completar sua nota com os pontos do Enem.

Faculdades que aceitam o Enem

Separamos para você algumas sugestões de faculdades que aceitam as notas do Enem como critério para selecionar alunos. São grandes instituições que trabalham com cursos em todas as áreas e nas modalidades presencial e a distância.

Essas faculdades estão credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC) e contam com boas avaliações. Isso é a garantia da validade do diploma e de seu reconhecimento no mercado.

Veja também:

Enem 2018 – saiba quais as notas de corte para cada curso

Já sabe tudo sobre o Enem deste ano? Está animado com a chance de conseguir uma boa pontuação? Comente aqui com a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin