dcsimg

Saiba tudo sobre o Enem e o Inep

Tire suas dúvidas sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Inep, órgão responsável pela elaboração e correção das provas.

Fazer o Enem é uma das melhores opções para quem deseja entrar na universidade, seja na rede pública ou privada. Afinal, com a nota do Exame é possível participar de processos seletivos como Sisu, Prouni, Fies e programas internos das faculdades.

E quem já fez ou vai fazer o Enem com certeza se deparou com a sigla Inep, que significa Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Porque o Inep é responsável pela realização do Enem?

Neste artigo você terá uma explicação completa sobre o Inep e o Enem, para tirar de vez suas dúvidas. Confira!

O que é o Inep?

O Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (o famoso Inep) é uma autarquia federal ligada ao Ministério da Educação (MEC).

Explicando de uma forma bem simples, o Inep é responsável por ajudar a melhorar a qualidade da educação no país, através das informações coletadas em iniciativas como o Enem, por exemplo.

Para os estudantes, o Enem é principalmente um meio de acesso ao ensino superior. Mas, do ponto de vista do Inep e do MEC, o Exame serve para avaliar como anda a qualidade do ensino médio no país e elaborar melhorias.

Além do Enem, o Inep é responsável pelas seguintes avaliações:

  • Encceja (Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos)
  • Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica)
  • Prova Brasil
  • Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes)
  • Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior)

Como funciona o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)

O Enem é realizado apenas uma vez a cada ano. Geralmente as provas são aplicadas no mês de outubro ou novembro, em dois domingos consecutivos.

Inscrição

As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, no site do Enem-Inep. O período de inscrições costuma abrir em maio.

É preciso pagar alguma taxa para participar?

Sim. É preciso pagar uma taxa para fazer o Enem. Nas últimas edições o valor ficou em torno de R$ 80 (oitenta reais). A inscrição no Exame só é confirmada após o pagamento dessa taxa e o boleto é gerado pelo próprio sistema (no site no Enem-Inep).

Isenção

É possível pedir isenção do pagamento da taxa de inscrição, desde que o candidato se enquadre nos requisitos. A solicitação de isenção também é feita online.

O Enem é realizado em todos os estados do país e o participante indica no ato da inscrição o município onde quer fazer as provas.

Quem pode participar

Na verdade, qualquer pessoa pode se inscrever e fazer as provas do Enem. Porém, para utilizar o resultado para entrar na faculdade, é preciso cumprir os seguintes pré-requisitos:

  • Ter 18 anos completos no primeiro dia de provas.
  • Já ter concluído ou concluir o ensino médio no mesmo ano da participação.

Quem não se enquadra nesses critérios é considerado treineiro, um participante que faz o Exame apenas para avaliar seus conhecimentos.

Estrutura das provas

O Enem é composto por 4 provas de múltipla escolha, cada uma contendo 45 questões, mais uma redação.

As provas são referentes a quatro áreas do conhecimento:

  • Linguagens, Códigos e suas tecnologias (prova objetiva mais a redação)
  • Ciências Humanas e suas tecnologias
  • Ciências da Natureza e suas tecnologias
  • Matemática e suas tecnologias

Resultados

Os resultados individuais do Enem costumam ser divulgados em janeiro do ano seguinte ao de realização do Exame. Por exemplo, o resultado do Enem 2019 sai em janeiro de 2020.

Como usar a nota do Enem para entrar na faculdade

Existem quatro formas de usar a nota do Enem para entrar na faculdade.

Sisu

Através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), os estudantes podem usar a nota do Enem para concorrer a vagas em universidades públicas de todo o Brasil.

Para conseguir uma vaga, é preciso atingir a nota mínima (nota de corte) para o curso escolhido.

O Sisu abre inscrições duas vezes por ano, geralmente em janeiro e junho.

Prouni

O Programa Universidade Para Todos oferece bolsas integrais e parciais (de 50%) em faculdades particulares a estudantes sem diploma de nível superior.

Para se inscrever é preciso ter feito a última edição do Enem (no ano anterior à inscrição no Prouni) com pontuação igual ou maior que 450 e nota maior que zero na redação.

Para concorrer às bolsas, é preciso ter feito o ensino médio completo na rede pública, como bolsista integral na rede privada ou ser pessoa com deficiência.

Também existem limites de renda. Para conseguir uma bolsa integral, o candidato não pode ter renda familiar superior a um salário mínimo e meio por pessoa.

Já para as bolsas parciais, esse limite sobe para até três salários mínimos por pessoa.

Um dado interessante é que muitos desconhecem é que o Prouni também oferece bolsas para cursos a distância.

Instituições que oferecem graduação EAD reconhecida pelo MEC, como Universidade Cruzeiro do Sul, Universidade de Franca e Universidade Cidade de São Paulo participam do Prouni.

Fies

O Fies é um programa de financiamento estudantil do MEC. Na prática, o estudante financia as mensalidades do curso, a juros baixos ou zero, para pagar somente depois da formatura.

Para concorrer a um financiamento é preciso ter feito o Enem a partir da edição de 2010, com pontuação geral a partir de 450 e nota maior que zero na redação.

Atualmente o programa oferece diferentes tipos de financiamento, de acordo com a renda familiar do estudante.

Vale mencionar que algumas faculdades, como o Centro Educacional Anhanguera, por exemplo, têm programas próprios de financiamento estudantil, com menos burocracia que o Fies.

Ingresso direto

Esse é o jeito mais rápido de usar a nota do Enem: entrar em uma faculdade privada sem fazer vestibular.

Para isso, basta procurar a instituição e informar que vai usar a nota do Enem no processo seletivo.

Muitas faculdades aceitam a nota do Enem e algumas até oferecem descontos de acordo com a pontuação do candidato, como a Faculdade das Américas, por exemplo.

Onde estudar

Conheça agora 6 faculdades reconhecidas pelo MEC onde você pode usar a nota no Enem para ingressar de forma direta, sem fazer a prova do vestibular.

Essas instituições também oferecem programas de bolsas de estudo e descontos variados a seus alunos. Clique nos links abaixo para maiores informações:

Veja também:

Descubra como funciona uma faculdade a distância

Descubra quais são as profissões mais bem pagas

Como vimos, o Inep é o órgão responsável pela realização do Enem. E o Enem, por sua vez, é um exame que vem sendo usado pelos jovens principalmente como forma de acesso à universidade.

É possível usar a nota do Enem para entrar na faculdade através do Sisu, Prouni, Fies ou ingresso direto.

Agora chegou a hora de deixar seu comentário aqui embaixo: E então? Você vai fazer o Enem para entrar na faculdade?

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin