Saiba tudo sobre a lista de espera do Sisu 2021

Se você ainda não sabe o que precisa sobre a lista de espera Sisu 2021, vem que a gente do Guia da Carreira te explica isso e muito mais! 

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é um programa público que visa oferecer vagas de curso superior em instituições de ensino federais e estaduais. Essa oferta de vagas acontece através da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Ou seja, após a realização da prova do Enem, é possível que o candidato busque por uma vaga gratuita em uma universidade pública por meio do sistema do Sisu.

Quais as datas do processo seletivo do Sisu 2021?

Todo Sisu usa como base as notas do Enem oriundas das provas realizadas no ano que passou. Por exemplo, no ano passado, a prova do Enem foi adiada por conta da pandemia do novo coronavírus. Isso fez com que o Enem 2020 fosse feito recentemente, nos dias 17 e 24 de janeiro. 

Por isso, as inscrições para o Sisu 2021 vão estar um pouquinho mais atrasadas que o normal desta vez. De acordo com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas), responsável pela aplicação das provas, as primeiras chamadas pelo Sisu 2021 acontecerão no dia 29 de Março. 

Como se inscrever na lista de espera Sisu 2021?

O Sisu oferta vagas em universidades públicas duas vezes por ano. Uma delas será agora, no início de 2021 e a outra, no segundo semestre do mesmo ano. Além disso, cada etapa do Sisu possui mais de uma chamada, composta por vagas remanescentes em cada curso. Ainda não entendeu? Te explicamos detalhadamente logo em seguida.

Quando você se inscrever na plataforma do Sisu 2021, é preciso que você coloque o curso e a instituição de ensino escolhidas. De acordo com sua pontuação no Enem, você passa a concorrer com outros interessados pela vaga. Conforme outros candidatos também vão se inscrevendo para o mesmo curso e universidade, a nota de corte oscila. 

A nota de corte é o que define se um aluno entrará ou não no curso preterido: se sua pontuação for menor do que a nota de corte, você fica de fora. Ou seja, se muitas pessoas foram super bem no Enem e se inscrevem para a mesma vaga que você deseja, isso significa que a nota de corte será alta! 

Assim que sai a primeira lista com os candidatos que tiveram desempenho maior que a nota de corte, começa a correr o prazo para as matrículas (presenciais ou online). Nesse meio tempo, muitas pessoas acabam desistindo, mudando de ideia ou escolhendo vagas mais interessantes através do Sisu. Dessa forma, ao final de cada prazo de matrícula, sempre existem as vagas remanescentes.

Destas vagas remanescentes, surgem as outras chamadas do Sisu. Por isso, se você demonstrou interesse em estar concorrendo às próximas vagas, fique atento. Você pode receber uma ligação da instituição de ensino que escolheu a qualquer momento. 

Entretanto, apesar de se manter em alerta em relação aos prazos e documentações necessárias, é preciso acalmar o coração! A ligação pode demorar um pouquinho para acontecer, conforme alunos desistem da matrícula ou do semestre, abrindo novas vagas.

Quais as modalidades de vagas do Sisu 2021?

No Sisu, existem diversas modalidades para concorrer à prova, compostas por cotas diferentes. Entretanto, vale lembrar que os cotistas competem diretamente entre si, ou seja, se você for um candidato oriundo de escola pública, irá apenas concorrer às vagas destinadas à pessoas na mesma modalidade que você. 

As modalidades são divididas entre alunos que estudaram em escolas particulares a vida toda, aos que estudaram em escolas públicas, além dos que se autodeclaram pretos, pardos e indígenas e também pessoas com deficiência. 

E se eu não conseguir passar na lista de espera do Sisu 2021?

Bom, nem sempre o nosso desempenho acontece como é esperado. Além disso, mesmo que você esteja bem preparado para realizar a prova do Enem, talvez outro candidato esteja um pouco melhor. 

Isso é perfeitamente normal, mas não deve impedir que você continue em busca do seu sonho de ir atrás do diploma de curso superior. Por isso, saiba quais são as outras alternativas para cursar a graduação através da nota do Enem – sem ser o Sisu, é claro.

Como funciona o Fies?

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa governamental de financiamento para que você consiga cursar sua graduação mesmo sem condições de pagar as mensalidades. Entretanto, após o recebimento do seu diploma, existe um prazo para que você quite estes débitos.

Como funciona o Prouni?

No Prouni (Programa Universidade Para Todos) o esquema é bem diferente. Esse programa, também público, faz com que você consiga uma vaga parcial ou integral em instituições particulares por meio da sua média no Enem. Entretanto, diferente do Fies, não é preciso acertar débitos posteriores.

Como funciona o ingresso direto?

Muitas universidades particulares aderem a um sistema chamado Ingresso Direto, concedendo bolsas aos alunos que fizeram a  prova no Enem sem que seja necessário realizar a prova da faculdade em questão. Neste caso, cada processo seletivo depende da própria instituição.

Portanto, caso opte por escolher uma universidade particular, lembre-se de pesquisar a fundo a reputação de onde você pretende estudar, além de buscar por bons rankings e é claro, saber se os cursos são ou não certificados pelo Ministério da Educação (MEC). Isso é um fator importantíssimo para que seu curso seja válido após a conclusão do mesmo.

Abaixo, é possível conhecer algumas das universidades conceituadas, reconhecidas pelo MEC e que oferecem vagas de graduação por meio do ingresso direto. Dá só uma olhada: 

Leia também: Entenda como funciona o Sisu

E aí, já sabe o que vai escolher de acordo com seu desempenho no Enem? Compartilha com a gente aqui nos comentários.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin
Descubra a faculdade certa para você!