Veja o que é assistente social e o que faz esse profissional

Você está interessado(a) na área de Serviço Social? Neste artigo, você descobre o que faz um assistente social, suas áreas de atuação, salário e como se tornar um. Acompanhe! 

O que faz um assistente social?

O serviço social é fundamental para a ampliação da justiça social, melhora no bem-estar coletivo e diminuição das desigualdades sociais. Essa profissão se utiliza dos conhecimentos de áreas das ciências humanas e sociais, como sociologia, antropologia, psicologia, economia, direito e ciência política.

O profissional do serviço social é o assistente social. Ele tem como objetivo defender e garantir os direitos de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Para isso, o assistente social planeja, coordena e executa projetos sociais, política públicas, programas sociais e serviços sociais, seja na saúde, educação, habitação, previdência, segurança ou cultura.

O assistente social também orienta indivíduos e famílias em situação de risco ou que tenham seus direitos ameaçadas, como crianças, pessoas com deficiência, pessoas LGBT, menores infratores e população indígena, por exemplo. O profissional buscar integrar ou reintegrar essas pessoas na sociedade.

Segundo a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), entre as funções do assistente social, estão:

  • Prestar serviços sociais orientando indivíduos, famílias, comunidade e instituições sobre direitos e deveres, serviços e recursos sociais e programas de educação;
  • Planejam, coordenar e avaliar planos, programas e projetos sociais nas áreas de seguridade, educação, trabalho, jurídica, habitação e outras, atuando nas esferas pública e privada;
  • Orientar e monitorar ações em desenvolvimento relacionados à economia doméstica, nas áreas de habitação, vestuário e têxteis, desenvolvimento humano, economia familiar, educação do consumidor, alimentação e saúde;
  • Desempenhar tarefas administrativas;
  • Articular recursos financeiros.

Quais são as áreas de atuação do assistente social?

Os assistentes sociais podem trabalhar em diversas áreas, seja no setor público, privado ou no Terceiro Setor, como organizações não governamentais (ONGs), entidades filantrópicas, associações civis e fundações.

Na área da saúde, o assistente social atua em hospitais, unidades de saúde, centros de recuperação e centros de referência, como o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Na educação, esses profissionais se encontram em escolas, creches e universidades. Na área de assistência social, eles podem atuar em abrigos, centros de convivência, conselho tutelar, institutos técnicos e previdência social.  

Os assistentes sociais também estão presentes na área judiciária, em penitenciárias, tribunais, secretarias de segurança pública e defensorias públicas, por exemplo. Eles ainda podem trabalhar em empresas de engenharia, com a análise de impactos socioambientais de construções.

Qual é o salário de um assistente social?

De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), coletados pelo portal Salario.com.br, a média salarial de um assistente social no Brasil é de R$ 2.774,76 para uma jornada de trabalho de 32 horas semanais. 

O piso salarial da área em 2020 é de R$ 2.532,50. Segundo os dados, o teto salarial é de R$ 5.849,42. O setor público é o que oferece a maior remuneração, a média é de R$ 3.284,51. 

O que é preciso para ser um assistente social?

Para se tornar um assistente social é preciso concluir a graduação em Serviço Social e se registrar no Conselho Regional de Serviço Social (CRESS), o órgão que orienta e fiscaliza a área.

O perfil profissional de um assistente social deve ser de uma pessoa observadora, crítica, comunicativa e analítica. Esses profissionais precisam ter empatia, sensibilidade, escuta atenta e lidar bem com o público.

Como é o curso de Serviço Social?

A graduação em Serviço Social é de nível bacharelado e tem duração de 4 anos. Conforme as Diretrizes Curriculares do Ministério da Educação (MEC), os estudantes de Serviço Social aprendem a identificar as demandas da sociedade, realizar visitas, laudos e perícias técnicas, orientar a população e prestar assessoria e consultoria.

Para concluir a graduação, o estágio e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) são obrigatórios. O curso pode ser feito na modalidade presencial ou a distância. Veja algumas disciplinas da graduação em Serviço Social:

  • Antropologia;
  • Filosofia;
  • Sociologia;
  • Psicologia;
  • Política Social;
  • Teoria Política;
  • Direitos Humanos;
  • Direito e Legislação Social;
  • Diversidade, Gênero e Violência;
  • Classes e Movimentos Sociais;
  • Formação Sócio-histórica do Brasil;
  • Saúde e Assistência;
  • Serviço Social e Realidade Regional;
  • Serviço Social e Trabalho com Famílias;
  • Gestão Social;
  • Planejamento em Serviço Social.

Onde cursar Serviço Social?

Gostou da profissão de assistente social? A graduação em Serviço Social é oferecida por diversas instituições de ensino. Mas, antes de escolher uma faculdade para ingressar, é preciso ver as avaliações da instituição no MEC, conhecer sua estrutura e comparar suas mensalidades. 

Existem faculdades privadas oferecem ótimos descontos e ingresso sem burocracia, com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou vestibular próprio. Confira algumas faculdades bem reconhecidas pelo MEC para você estudar pagando pouco, no ensino presencial e a distância:

Leia mais: Saiba tudo sobre o curso e carreira de Serviço Social 

O você que achou do curso de Serviço Social? Conta para gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin