dcsimg

Conheça a profissão Oftálmica

Descubra o que faz o tecnólogo em Oftálmica, onde estudar e que outros cursos podem ser feitos na área.

Quando pensamos em profissões e cursos da área da Saúde, geralmente nos lembramos das opções mais tradicionais, como Medicina, Enfermagem e Odontologia. Entretanto, tem crescido o número de formações mais especializadas – uma delas é a Oftálmica

Quer saber que profissão é essa? Explicamos abaixo. Acompanhe!

O que é Oftálmica?

Em resumo, Oftálmica é o estudo e a aplicação de exames oculares, com o objetivo de dar apoio ao trabalho de médicos oftalmologistas e contribuir para a promoção da saúde dos olhos.

Existe um curso superior específico para quem deseja se tornar um profissional da área: a graduação tecnológica em Oftálmica, com duração de 6 semestres (3 anos). Quem conclui essa faculdade se torna tecnólogo oftálmico.

Esse profissional pode realizar exames para o diagnóstico de pacientes e manusear os equipamentos para verificar fatores como acuidade visual, identificação de cores e saúde da córnea. O tecnólogo também pode fazer a instrumentação cirúrgica em operações oftalmológicas.

Onde trabalha o tecnólogo oftálmico?

Os profissionais de Oftálmica atuam, geralmente, em consultórios, clínicas, centros de diagnóstico e hospitais, sob a supervisão de médicos oftalmologistas. 

O tecnólogo oftálmico também pode trabalhar em centros de inovação, institutos de pesquisa e nas empresas que fabricam e distribuem equipamentos oftálmicos.

Outra opção é ingressar na carreira acadêmica, cursando mestrado e doutorado após o curso de graduação.

Quanto ganha um tecnólogo oftálmico?

O salário médio dos tecnólogos oftálmicos no Brasil é de R$ 2.700, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), compilados pelo site Salario.com.br.

O setor com salários mais altos (próximos de R$ 7.000) é o de comércio atacadista especializado, seguido pelo setor de atividade médica ambulatorial (realização de exames complementares).

O salário médio dos profissionais de Oftálmica não está entre os mais altos da área da Saúde, mas professores e especialistas do setor dizem que há boa oferta de vagas para esses tecnólogos.

Onde estudar Oftálmica?

São poucas as universidades brasileiras que oferecem a graduação em Oftálmica. De acordo com o portal e-MEC, do Ministério da Educação, apenas três instituições estão habilitadas a oferecer o curso:

  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), pública, na cidade de São Paulo. 
  • Centro Universitário UNIRB, particular, em diferentes cidades da Região Nordeste.
  • Faculdade Internacional de Evolução Profissional (FIEP), particular, em Salvador (BA).

Na Unifesp, o curso é oferecido somente em período integral. Nas demais, há oferta em turno parcial. A formação está disponível apenas na modalidade presencial.

Existe algum outro curso superior na área?

Sim! A alternativa mais próxima ao curso superior em Oftálmica é a graduação em Óptica e Optometria, com duração de 7 semestres e oferecida por universidades particulares, como a Cruzeiro do Sul Virtual (modalidade semipresencial). 

Assim como o tecnólogo oftálmico, esse profissional – chamado de optometrista – realiza avaliações de visão. Ele também prescreve exercícios e orienta pacientes em relação ao uso de lentes e óculos que corrigem e compensam as deficiências visuais.

A principal diferença é que o curso de Oftálmica tem mais disciplinas voltadas às tecnologias de diagnóstico, à operação de equipamentos de exames e à instrumentação cirúrgica. Já a graduação em Óptica e Optometria se concentra nos estudos de reabilitação visual e de lentes de correção. 

O que se estuda nos cursos de Oftálmica e Optometria?

Conheça algumas das principais disciplinas dos cursos superiores em Oftálmica e Optometria:

Curso superior em Oftálmica:

  • Informática Aplicada à Saúde
  • Física do Corpo Humano
  • Desenvolvimento e Avaliação de Tecnologias em Saúde
  • Princípios da Formação de Imagens
  • Bases da Tecnologia Oftálmica
  • Doenças Oculares e Neuroftalmológicas
  • Instrumentação Cirúrgica Oftalmológica
  • Pré-consulta em Oftalmologia
  • Exames Subsidiários em Retina
  • Exames Subsidiários em Óptica Cirúrgica
  • Exames Subsidiários em Glaucoma e Neuroftalmologia
  • Ultrassonografia Ocular

Curso superior em Óptica e Optometria:

  • Óptica Física e Geométrica
  • Óptica Oftálmica
  • Prótese Ocular
  • Patologias Oculares
  • Avaliação para Reabilitação Visual
  • Avaliação da Saúde Ocular
  • Treinamento para Reabilitação Visual
  • Farmacologia Ocular
  • Contatologia: Lentes Rígidas
  • Lentes Gelatinosas
  • Ergonomia Visual
  • Deficiência Visual

Em ambos os cursos, parte das aulas é realizada em laboratórios, e os alunos devem cumprir períodos de estágio supervisionado.

Outras alternativas de curso superior

Se você pensa em trabalhar com saúde ocular, existem outras alternativas de formação na área. A maior parte delas, contudo, exige mais tempo de estudo e formação. É o caso, por exemplo, de Medicina: a graduação dura 6 anos e, depois, é preciso cursar uma especialização em Oftalmologia.

Já quem faz Enfermagem pode, depois da graduação, cursar uma pós em Enfermagem em Oftalmologia. E fisioterapeutas têm a opção de se especializar em Fisioterapia Oftálmica.

Agora, se a sua prioridade é uma formação superior rápida e especializada, pesquise mais sobre as graduações tecnológicas, com duração de 2 a 3 anos. Veja algumas outras opções na área de Saúde:

  • Gestão Hospitalar, com duração de 3 anos (presencial e EAD).
  • Radiologia, com duração de 3 anos (presencial).
  • Terapias Integrativas e Complementares, com duração de 2 anos (semipresencial). 
  • Estética e Cosmética, com duração de 3 anos (presencial e EAD). 

Onde estudar?

Ao pesquisar onde fazer sua graduação em Saúde, verifique se a instituição de seu interesse é reconhecida pelo MEC, pois somente faculdades credenciadas emitem diplomas válidos. No portal e-MEC, é possível descobrir quais instituições e cursos estão autorizados a funcionar.

Quer algumas sugestões? Abaixo, listamos universidades privadas reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que oferecem vários dos cursos superiores que citamos neste artigo. São instituições com formatos de ensino flexíveis e que participam de programas de descontos e bolsas de estudo. Clique para saber mais:

Navegue pelos sites das instituições acima e informe-se sobre cursos, mensalidades e bolsas. Boa pesquisa e bons estudos!

Leia também:

Saiba tudo sobre o curso de Optometria

Descubra como conseguir uma bolsa de estudos para Medicina

Você está se planejando para cursar uma graduação? Que curso quer fazer? Deixe um comentário e conte para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin