dcsimg

Saiba como usar o Enem de anos anteriores

Descubra em quais situações é possível utilizar a nota do Enem de anos anteriores para entrar na faculdade!

enem_square

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já é considerado o maior vestibular do País. Ele deixou de ser apenas um método para avaliar a qualidade do ensino brasileiro e passou a ser a porta de entrada de muitos estudantes ao tão sonhado curso de graduação.

Ter uma boa nota na prova do Enem pode garantir uma vaga em universidades públicas e privadas sem precisar fazer vestibular. Além disso, pode ser utilizada para conseguir uma bolsa de estudos ou mesmo um financiamento estudantil a juros baixos.

Se você pretende fazer um curso de graduação para alavancar sua carreira e fez o Enem há alguns anos, saiba como é possível usar sua nota para facilitar o acesso à universidade.

Quando é possível usar a nota do Enem de anos anteriores

O Governo Federal criou algumas iniciativas para facilitar o acesso de estudantes ao ensino superior. A nota obtida no Enem é utilizada para classificar os candidatos inscritos nesses programas.

Alguns deles, como o Sisu e o ProUni (no processo de seleção regular), exigem que o estudante tenha feito a última edição do Enem. No entanto, existem situações em que o aluno pode apresentar a nota do Enem de anos anteriores para obter algum benefício.

Nos casos em que aceitam a nota de anos anteriores, isto só é válido para as provas de Enem realizadas a partir de 2010. Isto acontece porque em 2010 a prova do Enem sofreu diversas alterações.

O Enem foi criado em 1998 com o objetivo de avaliar a qualidade do ensino médio no país. Em 2009, o MEC apresentou uma reformulação do exame, que passou também a servir como meio de seleção unificada para entrar no ensino superior.

O estilo da prova mudou, houve um aumento no número de questões e um novo método de avaliação, no qual é possível comparar as provas de um ano para o outro. Por este motivo é que, na maioria dos casos, somente as notas obtidas a partir de 2010 trazem alguma vantagem para conseguir uma vaga no ensino superior.

Veja em quais situações é possível usar a nota do Enem de anos anteriores:

1. Entrar em uma universidade particular sem passar por processo seletivo

Muitas universidades particulares aceitam a nota do Enem como forma de ingresso direto, ou seja, basta o aluno apresentar a nota que obteve no Exame e atingir o mínimo necessário para fazer a matrícula.

Cada instituição de ensino define suas próprias regras para preenchimento das vagas usando a nota do Enem. Vale a pena visitar o site da universidade em que você pretende estudar para obter mais informações sobre os procedimentos de matrícula.

Confira algumas universidades reconhecidas pelo MEC que aceitam a nota do Enem como forma de ingresso:

2. Conseguir um financiamento estudantil pelo FIES

O Fundo de Investimento Estudantil (FIES) é uma iniciativa do Governo Federal que tem como objetivo ajudar estudantes de baixa renda a pagar a faculdade particular.

É obrigatório ter feito o Enem e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação para participar do FIES. São aceitas as notas de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

A nota do Enem não é o único requisito para participar do FIES. Os candidatos precisam ter renda familiar bruta mensal de até dois salários mínimos e meio por pessoa e não ter diploma de curso superior.

O MEC divulga os períodos de inscrição no FIES a cada semestre. Quem concluiu o ensino médio antes de 2010 não precisa ter feito o Enem, basta comprovar os requisitos de renda para se candidatar a um financiamento.

3. Ganhar uma bolsa remanescente do ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) concede bolsas de estudo para estudantes de baixa renda em faculdades particulares. As inscrições abrem duas vezes ao ano, geralmente nos meses de janeiro e junho.

Somente quem fez o Enem da última edição pode se inscrever no processo regular de distribuição das bolsas. Porém, o ProUni abre outra seleção para distribuir as bolsas remanescentes.

Neste caso, é possível se candidatar utilizando a nota do Enem de anos anteriores (a partir de 2010).

As bolsas do ProUni podem ser de dois tipos. A bolsa integral (100%) exige que o candidato tenha renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já para conseguir uma bolsa parcial (50%) é preciso ter renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.

4. Descontos em faculdades particulares

Muitas faculdades particulares oferecem vantagens ao aluno que apresentar a nota do Enem. Se você pretende fazer um curso de graduação em uma instituição privada fique atento às possíveis promoções. Em alguns casos é possível conseguir um desconto nas mensalidades.

Veja também:

Quantos pontos preciso tirar no Enem para conseguir o ProUni?

Você já participou de alguma edição do Enem? Pretende usar sua nota para entrar na faculdade? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin