dcsimg

Qual é o salário de Medicina?

Você sabe qual o salário de Medicina? Veja quanto ganha um profissional desta área e como está o mercado de trabalho!

estetoscopio_600

A Medicina é a ciência responsável pela prevenção, diagnóstico, tratamento e cura de doenças que afetam o ser humano. Historicamente, é uma das carreiras mais bem remuneradas e disputadas do Brasil. Os cursos estão há anos entre os mais concorridos das universidades públicas e privadas.

O mercado para Medicina segue promissor em todo o País e o índice de empregabilidade do médico chega a  97%, mesmo entre aqueles que acabaram de se formar na universidade. É a carreira com a maior taxa de ocupação, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Há oportunidades de ganhos interessantes tanto para médicos empregados nas iniciativas pública e privada como para aqueles que têm o próprio negócio (clínica ou consultório). A Medicina oferece ainda a vantagem de ter inúmeras áreas de atuação, desde especialidades estéticas até cirurgias de alta complexidade.

Veja a seguir quanto ganha um profissional de Medicina, quais áreas pagam os melhores salários e as tendências que o mercado reserva para esta profissão!

Salário Mínimo Profissional de Medicina

O profissional de Medicina não conta com um salário mínimo profissional válido em todo o território nacional. A Lei nº 3.999, de 15 de dezembro de 1961, estabelece que o médico deve ganhar três salários mínimos para uma jornada de 20 horas semanais.

O Projeto de Lei 2750/2011, que está em tramitação na Câmara dos Deputados, tenta estabelecer um piso salarial de R$ 9.000 para os médicos, com reajuste anual pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

A Federação Nacional dos Médicos (Fenam) recomenda um salário ainda mais alto: R$ 11.675 por 20 horas semanais de trabalho.  Esse valor, na verdade, é utilizado para orientar negociações coletivas da categoria por parte dos sindicatos e tenta diminuir as diferenças salariais entre as regiões do País, principalmente para profissionais que atuam na rede pública de saúde.

Pelo Brasil o salário de Medicina na rede pública varia bastante. Veja alguns exemplos de quanto recebem os médicos pelo País por uma jornada de 20 horas semanais:

  • Distrito Federal: R$ 5.407
  • Goiás: R$ 1.200
  • Amazonas: R$ 1.500
  • Paraná: R$ 5.355
  • Santa Catarina: R$ 5.000

Salário Médio de Medicina

Um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que a Medicina é uma das profissões mais bem pagas do Brasil, com salário médio que ultrapassa os R$ 8.000. A média varia de acordo com a especialidade. Veja alguns exemplos:

  • Medicina Clínica: média de R$ 9.505
  • Medicina Diagnóstica e Terapêutica: média de R$ 8.441
  • Especialidades Cirúrgicas: média de R$ 8.056

Já o Guia de Profissões e Salários da Catho mostra que o salário médio de um médico (clínico geral) no Brasil é um pouco mais baixo que o levantado pelo Ipea: R$ 7.266. O Guia não informa a jornada semanal e considera a apenas o salário oferecido em vagas de emprego individuais, ou seja, médicos que trabalham em mais de um lugar (o que é bastante comum!) podem ter um rendimento superior.

No entanto, o mesmo guia revela que alguns salários da área médica podem ser bem superiores à média apresentada. Veja as especialidades de Medicina que têm melhor remuneração (média nacional):

  1. Cirurgião Plástico: R$ 18.967
  2. Cirurgião Geral: R$ 18.064
  3. Ortopedista: R$ 13.721
  4. Anestesista: R$  11.948
  5. Oncologista: R$ 9.995
  6. Colonoscopista: R$  9.898
  7. Dermatologista: R$ 9.384
  8. Epidemiologista: R$ 8.032
  9. Gastroenterologista: R$ 7.974
  10. Endocrinologista: R$ 7.077

Em cargos gerenciais que podem ser ocupados por profissionais da Medicina, temos o seguinte cenário de médias salariais nacionais:

  • Gerente Médico: R$ 16.258
  • Coordenador Médico: R$ 9.500
  • Supervisor de Medicina Clínica: R$  9.418
  • Médico Auditor: R$ 7.662

Melhores Oportunidades em Medicina

São Paulo concentra o maior número de postos de trabalho para profissionais de Medicina de todo o Brasil. Quase 30% de todos os médicos do país vivem e trabalham no Estado.

Nesta região estão os hospitais, clínicas e laboratórios mais sofisticados, com oportunidades para médicos das mais diversas especialidades. Veja alguns salários encontrados em uma busca pelos principais sites de emprego:

  • Hospitais Privados: de R$ 7.300 a R$ 17.800
  • Laboratórios Médicos: média de R$ 10.400
  • Clínicas: de R$ 10.500 a R$ 16.000
  • Indústrias: R$ 13.750 a R$ 15.000
  • Hospitais Públicos: média de R$ 12.000

Concursos Públicos para Profissionais de Medicina

No setor público, o destaque vai para o programa Mais Médicos do Governo Federal, que oferece oportunidades temporárias (de até 3 anos) nas regiões do País onde há carência destes profissionais. A remuneração inicial é de R$ 10.000, sem contar os benefícios e a moradia.

Existem inúmeras oportunidades em cargos públicos para os profissionais da Medicina. Os concursos oferecem salários que vão de R$ 1.200 a R$ 20.000 e estão distribuídos em todas as regiões do Brasil.

Veja alguns exemplos retirados de concursos recentes:

  • Prefeitura de Santa Carmem (MT): R$ 20.038
  • Prefeitura de Talismã (TO): R$ 20.000
  • Prefeitura de Amaporã (PR): R$ 12.985
  • Fundação Estadual Saúde da Família (BA): R$ 8.534
  • Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina: R$ 7.032
  • Complexo Hospitalar do Juquehy (SP): R$ 1.590
  • Prefeitura de Castanheiras (RO): R$ 1.200

Salários de Médicos em São Paulo na Rede Pública

No Estado de São Paulo, que concentra a maior quantidade de médicos no Brasil, as redes municipais e estadual de saúde oferecem um piso salarial interessante aos profissionais de medicina.

Na capital, o médico empregado pela Prefeitura passou a receber, recentemente, um salário de R$ 10.000 por 40 horas semanais. A ideia é equiparar com os salários pagos pelo programa Mais Médicos, do Governo Federal. A estimativa é que nos próximos anos o salário chegue a R$ 12.000.

Na esfera estadual, um novo plano de carreira para os profissionais de medicina passou a oferecer salários de até R$ 14.700 por um regime de 40 horas semanais. Os vencimentos para outras cargas horárias é o seguinte:

  • 24 horas semanais: até R$ 7.500
  • 20 horas semanais: até R$ 6.300
  • 12 horas semanais: até R$ 3.800

Sobre a Carreira de Medicina

Além de ser uma das carreiras mais disputadas pelos brasileiros, a Medicina oferece inúmeras possibilidades de especialização, bons salários e a garantia de excelente empregabilidade.

Dados do Conselho Federal de Medicina (CFM) revelam que o Brasil tem 400 mil médicos em atividade atualmente, com 6 a 8 mil novos profissionais ingressando na carreira todos os anos. A expectativa é que, até 2020, o número total de médicos no País chegue a meio milhão.

O serviço público brasileiro é um dos maiores empregadores de mão de obra de Medicina. Cerca de 215 mil médicos trabalham na rede pública de atendimento (SUS) – ou seja, 53,75% do total dos nossos profissionais. Isso sem contar outros programas de contratação temporária (sem concurso público), como o Mais Médicos, que abriu mais de 4.000 vagas só em 2015.

Dentre as especialidades da Medicina com a maior quantidade de profissionais no Brasil temos:

  1. Pediatria
  2. Ginecologia e Obstetrícia
  3. Cirurgia Geral
  4. Clínica Médica
  5. Anestesiologia
  6. Medicina do Trabalho
  7. Cardiologia
  8. Ortopedia e Traumatologia
  9. Oftalmologia
  10. Radiologia e Diagnóstico por Imagem

Além dos espaços tradicionais de atuação (hospitais, clínicas e consultórios privados), o profissional de Medicina pode também lecionar em universidades, exercer a função de pesquisador em institutos e laboratórios, atuar como médico do trabalho em empresas ou como gestor em unidades de saúde.

Onde estudar Medicina

O curso de Medicina é oferecido na modalidade Bacharelado e tem seis anos de duração.

Veja onde estudar Medicina em algumas das principais universidades públicas e privadas do Brasil reconhecidas pelo MEC:

Privadas

Públicas

Ao se formar, o médico já pode atuar como Clínico Geral. Quem desejar atuar em uma das 53 áreas médicas existentes no Brasil deve fazer uma residência ou especialização de mais dois anos, pelo menos.

Veja também:

Carreira de Medicina

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin