dcsimg

Quanto ganha um Cozinheiro?

Você sabe quanto ganha um Cozinheiro? Conheça mais sobre a profissão, o mercado de trabalho e a média salarial deste profissional!

gastronomia

O cozinheiro é o responsável por preparar alimentos e garantir o padrão de qualidade das refeições em restaurantes, hotéis, indústrias, hospitais, empresas de bufês, cruzeiros e outras prestadoras de serviço na área. Também auxilia na organização dos serviços da cozinha.

O Brasil tem experimentado uma recente valorização da profissão, e isso tem se refletido positivamente tanto para os profissionais que já atuam na área como para aqueles que querem fazer parte dela.

Essa valorização, no entanto, acirrou a competitividade. Hoje, para conseguir um bom salário na área, não basta saber cozinhar: é necessário saber gerenciar e inovar.

Descubra quanto ganha um cozinheiro, onde estão os maiores salários e como está o mercado de trabalho nesta área!

Salário médio de um Cozinheiro

O salário médio de um cozinheiro varia muito de acordo com cada região do Brasil. De maneira geral, encontramos o seguinte:

  • Cozinheiro iniciante: média de R$ 800
  • Cozinheiro com experiência: média de R$ 2.350
  • Média no Brasil: R$ 1.259

(Dados: Guia de Profissões e Salários da Catho/2015)

Há exceções, principalmente nos trabalhos de curta ou média duração. Na temporada de cruzeiros, que vai de novembro a março, os salários podem chegar a R$ 5.000 para um cozinheiro experiente. Em anos de grande procura, mais de 300 vagas são abertas nesse segmento.

Em órgãos públicos do Governo Federal, como a Petrobras, o cozinheiro recém-chegado pode ter vencimentos que chegam a R$ 4.000, sem contar benefícios e gratificações.

Mas os concursos públicos para cozinheiro são, em maioria, oferecidos pelas prefeituras de cada município, com valores menores que os oferecidos pela Petrobras. A maioria exige que o candidato tenha ensino fundamental e tem salários que começam em R$ 800. Os aprovados vão trabalhar em escolas, creches, abrigos e outros órgãos municipais.

A experiência em gerenciar equipes pode ser um fator diferencial para quem quer seguir esta carreira. Enquanto um cozinheiro ganha, em média, R$ 1.250, um chef de cozinha – aquele que, além de cozinhar, cuida de toda a dinâmica da cozinha – recebe entre R$ 1.900 e R$ 3.500, com possibilidades concretas de ganhos mais elevados, dependendo do mercado e do tipo de estabelecimento.

Os cozinheiros mais bem remunerados estão nos seguintes setores:

  1. Turismo e hotelaria.
  2. Comércio varejista.
  3. Restaurantes, indústrias e redes de fast food.

Sobre a carreira de Cozinheiro

No Brasil, o cozinheiro encontra trabalho nos setores mais variados:

  • Restaurantes
  • Lanchonetes
  • Padarias
  • Confeitarias
  • Indústrias
  • Serviços de bufê
  • Hotéis
  • Food trucks
  • Redes de fast food
  • Escolas
  • Hospitais.

Há espaço, inclusive, para negócios próprios.  Muitos têm encontrado mercado em nichos menos explorados, como personal chef (cozinheiro que vai até a casa do cliente preparar um jantar especial, por exemplo), confecção de doces para festas,  produção de geleias e compotas, manuseio de alimentos raros ou exóticos, etc.

É uma profissão em alta, especialmente depois da atenção dada pela mídia nos últimos anos, que elevou o status da categoria e obrigou muitas empresas a remunerar melhor os profissionais da área.

A valorização trouxe a competitividade. Com mais pessoas interessadas na carreira, a disputa por um bom emprego aumentou. Profissionais mais bem qualificados e com habilidades que vão além do manejo dos alimentos têm preferência ao se colocar no mercado.

Os melhores salários ainda estão no eixo Rio de Janeiro –  São Paulo, mas há oportunidade em todo o País, especialmente com a recente valorização das cozinhas regionais (gaúcha, amazônica e nordestina, por exemplo) e a exploração de novos ingredientes.

A carreira de cozinheiro ainda não é regulamentada no Brasil, e não há um piso salarial para a categoria.

É uma profissão que requer olho vivo: é comum surgirem oportunidades para brasileiros no exterior, especialmente em países que passam por um recente surto de desenvolvimento. Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, por exemplo, contratou recentemente 100 brasileiros para trabalhar em restaurantes de comida latina naquele país.

Grandes eventos internacionais, como as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, trazem novas possibilidades de atuação para o cozinheiro, tanto para trabalhar nas empresas que fornecerão alimentos diretamente ao atletas e ao público do evento, como em setores que se beneficiarão indiretamente, como restaurantes e lanchonetes em locais turísticos, por exemplo.

Lembre-se sempre: com o crescimento e internacionalização do setor, é preciso que o profissional da área adote uma postura mais dinâmica. Além de cozinhar, gerenciar a equipe e a cozinha, é desejável que o cozinheiro também fale inglês fluente e esteja sempre atento a novas oportunidades.  

Como se tornar um Cozinheiro

Apesar de não ser obrigatório ter um diploma para ocupar o cargo de cozinheiro, fazer uma faculdade aumenta muito as chances de turbinar a carreira nessa área.

Quem estiver interessado em se tornar chef de cozinha, é possível fazer uma faculdade de Gastronomia, com duração entre 2 e 4 anos. Existem 134 universidades autorizadas pelo MEC a oferecer essa formação.

Entre as principais, podemos citar:

Veja também:

Curso de Gastronomia

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin