dcsimg

Quanto ganha um Designer Gráfico?

Você sabe quanto ganha um Designer Gráfico? Conheça mais sobre a profissão, o mercado de trabalho e a média salarial deste profissional!

Man evades light

O designer gráfico é o profissional que utiliza recursos visuais para comunicar ideias. Com a ajuda de ferramentas específicas, produz imagens, vídeos, cria identidades visuais e conceitos para marcas.

Pode trabalhar como  ilustrador, diagramador, arte-finalista ou diretor de arte, em empresas como: agências de publicidade, gráficas, ONGs e setor público.

O mercado para o designer gráfico é altamente competitivo, e tem sido assim desde que a atividade começou a se desenvolver com mais força no Brasil, a partir do final da década de 1990.

Saiba quanto ganha um designer gráfico e como está o mercado para este profissional!

Salário médio de um designer gráfico

Há uma grande diferença entre os valores pagos pelo mercado a um designer gráfico. São salários que variam de acordo com a região, com o tipo de empresa e com a categoria do trabalho a ser executado.

O Guia de Profissões e Salários da Catho, por exemplo, indica uma variação entre R$ 900 e R$ 3.000, sendo R$ 1.651 a média nacional. O valor muda de acordo com a quantidade de vagas oferecidas, qualificação do profissional e poder econômico das empresas.

Veja quanto ganha, em média, um designer gráfico em diferentes estados do Brasil:

  • São Paulo:  R$ 1.526
  • Rio de Janeiro: R$ 1.477
  • Paraná: R$ 1.690
  • Minas Gerais: R$ 1.737

Ainda de acordo com a Catho, os setores que pagam os melhores salários são, nesta ordem:

  1. Educação e idiomas: média de R$ 1.801
  2. Têxtil e couro: média de R$ 1.719
  3. Informática: média de R$ 1.618

Outra pesquisa, desenvolvida pela Associação de Designers Gráficos do Brasil (ADG Brasil), aponta o seguinte cenário:

  • Região Norte: maioria (28%) ganha entre R$ 1.500 e R$ 2.500/mês
  • Região Sudeste: maioria (26%) ganha entre R$ 2.500 e R$ 5.000/mês
  • Região Sul: maioria (30%) ganha entre R$ 850 e R$ 1.500/mês
  • Região Nordeste: maioria (30%) ganha entre R$ 850 e R$ 1.500/mês

Designers experientes e com carreiras consolidadas normalmente ganham muito acima deste valor. Um Diretor de Arte, por exemplo, pode receber salários acima de R$ 15.000 em agências de propaganda ou empresas especializadas.

Em concursos públicos é possível encontrar uma grande variedade de vagas para designers gráficos, especialmente para os que têm interesse em trabalhar em órgãos de prefeituras e conselhos regionais. A maioria requer diploma de curso superior, mas é possível encontrar alguns que exigem apenas o ensino médio. A média salarial varia de R$ 1.100 a R$ 4.700, sem contar os benefícios.

Há um bom mercado também para o designer gráfico freelancer, aquele que trabalha por conta própria e por projeto, sem vínculo empregatício. Nesse serviço é comum encontrar profissionais que fornecem trabalho eventual para diversas empresas – geralmente pequenas e médias.

Para se dar bem nesse modelo é preciso estabelecer uma boa rede de contatos profissionais e ser comprometido com o trabalho. A remuneração mensal varia de acordo com o volume de trabalho e o fluxo de pagamentos por parte do cliente. Isso exige do profissional freelancer a habilidade de gerenciar seu dinheiro com mais cuidado.

Sobre a carreira de Designer Gráfico

Há muitas opções de atuação para um designer gráfico:  agências de publicidade e propaganda, produtoras de vídeo e cinema, veículos jornalísticos, empresas desenvolvedoras de sistemas e aplicativos, departamentos de comunicação e marketing de organizações de diversos setores, órgãos públicos, ONGs, ou ainda a opção de atuar de forma autônoma, como freelancer.

O mercado é bastante competitivo e, para se destacar nele, um bom designer gráfico precisa se diferenciar pela sua criatividade, ter senso estético apurado, atenção ao detalhe, capacidade de traduzir conceitos e mensagens de forma gráfica e demonstrar boas habilidades de desenho em geral.

Além disso, é preciso dominar as principais ferramentas de produtividade da área, como Photoshop, Illustrator, InDesign e similares. É imperativo saber trabalhar em equipe, ser organizado e ter comprometimento com os prazos.

As melhores oportunidades para designers gráficos estão em cidades como o Rio de Janeiro e São Paulo, mas é possível encontrar oportunidades em outros polos econômicos, como Recife e Florianópolis, por exemplo.

Regulamentação da profissão

Embora seja uma profissão muito visada no mercado, o Design Gráfico ainda não possui uma regulamentação formal. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara de Deputados aprovou, ainda em 2013, a proposta que regulamenta a profissão (PL 1391/11). A proposta ainda aguarda a apreciação do Senado Federal para ser sancionada.

Se aprovada, a regulamentação reserva o desempenho da atividade aos graduados em Design ou em áreas similares, como Comunicação Visual, Desenho Industrial, Design de Moda, Design de Produto e Design Industrial.

Também poderão ser registrados profissionais com pelo menos três anos de experiência até a data da publicação da nova lei.

Como se tornar um Designer Gráfico

O curso de Design Gráfico pode ser feito em grau de bacharelado, com cerca de 4 anos de duração, ou em grau tecnológico, com duração média de 2 anos.

A maior oferta de cursos de Design Gráfico é do tipo tecnológico (curso de tecnólogo), que pode ser feito nas modalidades presencial ou a distância.

Na modalidade a distância, o curso de Design Gráfico oferece uma parte das aulas e atividades online. Dessa forma, o aluno pode se organizar para estudar no horário e local mais convenientes.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Design Gráfico:

Veja também:

Curso de Design Gráfico

Você pretende seguir a carreira de designer gráfico? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin