dcsimg

Quanto ganha um Engenheiro Eletricista?

Descubra o salário inicial do engenheiro elétrico e até quanto esse profissional pode ganhar

Engenharia Elétrica

O Engenheiro Eletricista é um profissional de grau superior que se dedica ao planejamento, construção e manutenção de sistemas para gerar, transmitir e distribuir energia elétrica.

Usinas, subestações, linhas de transmissão, telecomunicações, construtoras, indústrias que utilizam ou fabricam sistemas elétricos e de automação são alguns exemplos de empresas que utilizam os serviços desse profissional. Outros setores, como financeiro e informática, também são opções de carreira para quem faz Engenharia Elétrica, devido à facilidade com as ciências exatas.

A Engenharia Elétrica, assim como as demais engenharias, é uma carreira em alta no País.

Salário Mínimo Profissional do Engenheiro Eletricista

De acordo a Lei 4.950-A/66, de 1966, que regulamenta a remuneração dos profissionais diplomados em Engenharia, Química, Arquitetura, Agronomia e Veterinária, a tabela salarial do Engenheiro Elétrico está vinculada ao valor do salário mínimo vigente e à jornada diária do profissional, independentemente do seu local de atuação.

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos
  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos
  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos

Média Salarial do Engenheiro Eletricista

A Engenharia Elétrica está entre as profissões mais bem pagas do Brasil, com salários iniciais acima dos R$ 4.000,00.
Seguem algumas médias salariais nacionais de engenheiros eletricistas divulgados na pesquisa salarial do site de empregos Catho:

  • Trainee em Engenharia Elétrica: R$ 3.688,61
  • Analista de Engenharia: 3.270,74
  • Coordenador de Engenharia: R$ 8.160,53

Já a Tabela Salarial da consultoria Robert Half, publicada na revista Exame, leva em consideração o tempo de experiência do profissional e o porte da empresa onde atua. Nos setores de Óleo e Gás, Engenharia e Tecnologia da Informação (TI), que costumam contratar engenheiros elétricos para diferentes funções, temos as seguintes faixas salariais para profissionais com 6 a 9 anos de experiência, em empresas de grande porte:
Engenharia:

  • Gerente de Produção: R$ 9.000,00 a R$22.000,00
  • Diretor de Supply Chain: R$ 24.000,00 a R$ 40.000,00
  • Diretor de Operações/Industrial: R$ 25.000,00 a R$ 40.000,00

Óleo e Gás:

  • Engenheiro de Serviços: R$ 11.000,00 a 15.000,00
  • Gerente de Operações: R$ 26.000,00 a R$ 32.000,00
  • Gerente de Engenharia: R$ 22.500,00 a R$ 27.000,00

TI:

  • Diretor de TI/ CIO: R$ 26.500,00 a R$ 40.000
  • Gerente de Infraestrutura/Telecom: R$ 17.000,00 a R$ 26.000,00
  • Gerente de Serviços/ Operações: R$ 15.500,00 R$ 23.000,00

Sobre a carreira de Engenharia Elétrica

A profissão de engenheiro é regulamentada no Brasil desde 1933. Para exercê-la, é necessário fazer o curso superior de Engenharia, com duração média de cinco anos, e obter registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).

É difícil pensar em uma indústria que, nos dias de hoje, não necessite de eletricidade para operar. Praticamente todo produto manufaturado, desde a indústria agropecuária até a alta tecnologia, como satélites e aeronaves, depende da energia elétrica e, consequentemente, de engenheiros eletricistas capazes de desenvolver sistemas variados. Entre eles, podemos citar:

  • sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica
  • sistemas de controle e automação
  • sistemas de instrumentação
  • sistemas eletrônicos analógicos e digitais

O profissional da Engenharia Elétrica pode atuar em órgãos governamentais (como agências reguladoras, ministérios, secretarias e instituições municipais, estaduais e federais), como docente e pesquisador em universidades e também na iniciativa privada. Telecomunicações, telefonia, construção civil, manutenção industrial, tecnologia da informação (TI), minas e indústria petrolífera são alguns dos setores que empregam engenheiros elétricos ou engenheiros eletricistas.

O mercado para o engenheiro elétrico ou engenheiro eletricista é promissor no país. Grandes obras de infraestrutura, investimentos no setor de energia renovável, a expansão industrial e das telecomunicações são alguns dos fatores que têm influenciado na demanda crescente por bons profissionais da engenharia elétrica que, dependendo do cargo, podem chegar a receber salários de mais de R$ 40.000,00.

Apesar de formar cerca de 38 mil engenheiros por ano, ainda se fala em escassez de mão-de-obra qualificada em Engenharia para atender as necessidades do mercado. De acordo com pesquisa da Federação Nacional dos Engenheiros, até 2015 o Brasil vai precisar de mais 300 mil engenheiros.

Onde estudar Engenharia Elétrica

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Engenharia Elétrica:

Veja também:

Curso de Engenharia Elétrica

Pretende seguir a carreira de engenheiro eletricista? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin