dcsimg

Quanto ganha um Pedagogo?

Descubra o salário inicial do pedagogo e até quanto esse profissional pode ganhar

Quanto ganha um pedagogo?

A pedagogia é a ciência dedicada ao estudo da educação e tem como objetivos facilitar e melhorar os processos de ensino e aprendizagem dos indivíduos e da sociedade como um todo. Para isso, conta também com referências de outras áreas do conhecimento, como Psicologia, Sociologia, Filosofia e Antropologia, entre outras.

O Pedagogo é um profissional de nível superior que pode atuar não apenas em escolas públicas e privadas, mas também em:

  • escolas de idiomas
  • órgãos públicos ligados à educação
  • hospitais
  • bibliotecas
  • museus
  • brinquedotecas
  • editoras de livros didáticos
  • ONGs
  • consultorias e assessorias
  • ensino a distância
  • empresas privadas (RH, Treinamento etc.)

O campo de trabalho para pedagogos é amplo e a empregabilidade na área é alta.

Salário Mínimo Profissional do Pedagogo

Os profissionais graduados em Pedagogia podem trabalhar como professores da educação infantil (pré-escola) e Ensino Fundamental I (1o ao 5o ano). O piso salarial nacional para professores do ensino fundamental na rede pública é de R$ 1.917 para 40 horas semanais.

O piso salarial de professores e pedagogos de escolas privadas é definido, em cada estado, pelos acordos e convenções coletivas da categoria.

O Sindicato dos Professores de São Paulo, por exemplo, estabelece um piso salarial de R$ 1.134 para professores até o 5o ano do ensino fundamental com jornada de 22 horas semanais.

O Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo, por sua vez, define os seguintes pisos salariais para gestores educacionais:

  • Coordenador pedagógico: R$ 5.288
  • Diretor de escola: R$ 5.998
  • Supervisor escolar: R$ 6.388

Média salarial do Pedagogo

O salário do pedagogo varia bastante em função da cidade onde trabalha, da própria experiência, de sua qualificação e, principalmente, do tipo de empresa/departamento.

Algumas médias salariais nacionais para pedagogos, de acordo com levantamento do site de empregos Catho:

  • Estágio em Pedagogia: R$ 843
  • Estágio na área de Educação: R$ 808
  • Estágio na área de Educação Infantil: R$ 757
  • Estágio na área de Treinamento e Desenvolvimento: R$ 1.172
  • Auxiliar de Classe: R$ 1.011
  • Professor de Pedagogia: R$ 969
  • Auxiliar Pedagógico: R$ 1.181
  • Assistente Pedagógico: R$ 1.651
  • Pedagogo: R$ 1.613
  • Psicopedagogo: R$ 2.030
  • Educador Social: R$ 1.507
  • Professor de Educação Infantil: R$ 1.667
  • Professor de Educação Especial: R$ 1.076
  • Professor de Ensino Fundamental: R$ 1.889
  • Professor: R$ 1.856
  • Professor de Ensino a Distância: R$ 1.865
  • Coordenador Pedagógico: R$ 2.584
  • Consultor Pedagógico: R$ 4.223
  • Analista Pedagógico: R$ 2.729
  • Supervisor Pedagógico: R$ 2.775
  • Diretor Pedagógico: R$ 13.110
  • Gerente Pedagógico: R$ 2.778
  • Assistente de Treinamento e Desenvolvimento: R$ 1.601
  • Consultor de Treinamento e Desenvolvimento: R$ 2.748
  • Analista de Treinamento e Desenvolvimento: R$ 2.670
  • Supervisor de Treinamento e Desenvolvimento: R$ 2.076
  • Consultor de Recursos Humanos: R$ 3.294
  • Especialista em Treinamento e Desenvolvimento: R$ 4.672
  • Gerente de Treinamento e Desenvolvimento: R$ 7.450

Sobre a carreira de Pedagogia

A profissão de pedagogo não é regulamentada e existem projetos de lei em tramitação para regularizar o exercício da profissão, determinando as atribuições do pedagogo e criando entidades como o Conselho Federal e Conselhos Regionais de Pedagogia.

O mercado para pedagogos é amplo e não está limitado à atuação como professor do ensino fundamental. Entre outras áreas, esse profissional pode optar por se especializar em:

  • Administração ou gerenciamento escolar
  • Educação infantil
  • Educação especial
  • Educação de jovens e adultos
  • Ensino a distância
  • Pedagogia hospitalar
  • Orientação vocacional
  • Orientação educacional
  • Educação comunitária
  • Pedagogia empresarial/institucional/organizacional
  • Psicopedagogia
  • Pedagogia social

O profissional da pedagogia tem a possibilidade de atuar em empresas de diferentes áreas:

  • Escolas públicas e privadas: como professor até o 5o ano, supervisor, coordenador pedagógico, orientador pedagógico, psicopedagogo, diretor.
  • Órgãos públicos: no planejamento, coordenação e fiscalização de políticas públicas e programas de educação de âmbito municipal, estadual ou federal.
  • Empresas privadas: em departamentos de treinamento e desenvolvimento, qualificação profissional, recursos humanos, educação corporativa, responsabilidade social, entre outras.
  • Empresas do terceiro setor: coordenação de projetos e programas sociais e educativos em diferentes áreas (saúde, meio ambiente etc.) para o desenvolvimento da comunidade.
  • Hospitais: na aprendizagem, recreação e apoio emocional de crianças e adolescentes internados para tratamento.
  • Indústria de brinquedos: pesquisa, consultoria, análise e produção de brinquedos, classificação de faixa etária.
  • Cultura: em órgãos públicos e privados, como museus, bibliotecas, brinquedotecas, centros culturais e recreativos, orientando atividades educativas e lúdicas.
  • Meios de comunicação: elaboração e análise de conteúdos destinados ao público infantil (revistas, jornais, rádio, TV, internet etc.), programas educacionais (teleaulas, telecursos etc.), apoio e orientação no relacionamento com crianças que atuam nos meios de comunicação, em editoras de livros infantis, didáticos e paradidáticos.

A pedagogia é uma das profissões com maior empregabilidade no Brasil. De acordo com o boletim do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) “Radar: Perspectivas profissionais – nível técnico e superior”, divulgado em 2013, os profissionais na área de “Educação e Formação de Professores”  têm uma taxa de ocupação de 94,13%.

Em programas do Governo Federal de ampliação do acesso ao ensino superior, o curso superior de Pedagogia está entre os mais concorridos. Tanto no Programa Universidade para Todos (ProUni), que seleciona candidatos a bolsas de estudo em faculdades particulares, como no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que classifica estudantes para vagas em universidades públicas, a graduação em Pedagogia está entre as dez mais procuradas pelos estudantes brasileiros e a tendência é de crescimento.

Dados do Censo da Educação Superior 2013, divulgados em 2014 pelo Ministério da Educação, mostram um aumento de mais de 50% nas matrículas de cursos de licenciatura, com crescimento médio de 4,5% ano. A pedagogia corresponde a 44,5% do total de matrículas de licenciatura e é a terceira graduação com mais alunos matriculados (614 mil), logo depois de administração e direito.

Onde estudar Pedagogia

Conheça algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Pedagogia:

Veja também:

O que faz um Pedagogo?

Seu sonho é seguir carreira na área de Pedagogia? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin