dcsimg

Qual o salário de um técnico em Radiologia? Confira!

Descubra qual é a remuneração média de um técnico em Radiologia, como alcançar salários mais altos e onde estudar para turbinar a carreira!

O salário de um técnico em Radiologia varia de acordo com a região do país, o tempo de experiência do profissional e o porte da empresa para a qual trabalha.

Com formação de nível médio, o profissional pode começar ganhando mais de R$ 1.500 e, com a experiência, pode ultrapassar os R$ 3.000 mensais. O mercado de trabalho é amplo, com boas possibilidades de colocação em instituições de saúde e outras empresas.

Há muitas opções de estudos em Radiologia, seja para a formação de técnicos ou tecnólogos, em cursos presenciais ou no modelo a distância. Nós vamos explicar tudo para você a seguir. Confira!

 

Salário de técnico em Radiologia

O Guia de Empregos e Salários do site Catho divulga o valor de R$ 1.800 como média salarial nacional para o técnico em Radiologia.

De acordo com a Catho, os melhores salários estão no estado de São Paulo. Em seguida, vêm os do Rio de Janeiro e da Bahia.

Consultando o Site Nacional de Empregos (SINE), podemos detalhar um pouco mais essa informação. Vejamos, por exemplo, a variação de acordo com o tempo de trabalho:

  • Estagiário ou recém-formado: de R$ 1.232 a R$ 1.775
  • Júnior (de 2 a 4 anos de experiência): de R$ 1.417 a R$ 2.041
  • Pleno (de 4 a 6 anos): de R$ 1.630 a R$ 2.347
  • Sênior (de 6 a 8 anos): de R$ 1.874 a R$ 2.699
  • Master (mais de 8 anos): de R$ 2.156 a R$ 3.104

Outra análise possível é quanto ao tamanho da empresa em que o técnico em Radiologia está empregado. Vejamos a variação salarial considerando um profissional master:

  • Empresa de pequeno porte (até 99 funcionários): R$ 2.156
  • Empresa de médio porte (de 100 a 499 funcionários): R$ 2.587
  • Empresa de grande porte (a partir de 500 funcionários): R$ 3.104

É interessante também conhecer as médias salariais de um profissional que tem funções muito próximas à do técnico em Radiologia. Falamos do tecnólogo em Radiologia. O nome das duas profissões, inclusive, é tão parecido que é fácil se confundir.

Técnico e tecnólogo em Radiologia: entenda a diferença

Antes de seguir com os números, vamos esclarecer no que diferem um técnico e um tecnólogo em Radiologia. Você vai ver que a questão é simples e se define, sobretudo, pelo nível de formação acadêmica.

  • Técnico em Radiologia: tem formação de nível médio em curso técnico que costuma durar dois anos. É responsável pela operação das máquinas de radiologia, pela análise das imagens geradas e pelos cuidados gerais com a sala de aplicação, com o objetivo de mantê-la em perfeitas condições tanto para o maquinário quanto para os pacientes e profissionais que a frequentam.
  • Tecnólogo em Radiologia: tem formação universitária, adquirida em um curso superior de tecnologia, com duração média de três anos. Em seu dia a dia, além das mesmas responsabilidades já citadas para o técnico, o tecnólogo também pode chefiar equipes e prestar consultoria para a compra e a operação de equipamentos, entre outras atividades.

Salário de tecnólogo em Radiologia

Agora vejamos os salários do tecnólogo em Radiologia. O site Catho publica como média nacional o valor de R$ 1.767.

Considerando a experiência profissional, temos, segundo o SINE:

  • Estagiário ou recém formado: de R$ 1.101 a R$ 1.861
  • Júnior (de 2 a 4 anos de experiência): de R$ 1.376 a R$ 2.326
  • Pleno (de 4 a 6 anos): de R$ 1.720 a R$ 2.907
  • Sênior (de 6 a 8 anos): de R$ 2.150 a R$ 3.634
  • Master (mais de 8 anos): de R$ 2.688 a R$ 4.543

Um tecnólogo em Radiologia com bastante tempo de experiência (nível master) pode ganhar, considerando o porte da empresa empregadora:

  • Empresa de pequeno porte (até 99 funcionários): R$ 2.688
  • Empresa de médio porte (de 100 a 499 funcionários): R$ 3.494
  • Empresa de grande porte (partir de 500 funcionários): R$ 4.543

É curioso notar que a média nacional e alguns salários em início de carreira são maiores para o técnico em comparação com os de tecnólogo. Mas, observando mais atentamente, fica claro que o tecnólogo começa a ser mais valorizado e a ter ganhos mais altos com o decorrer dos anos e o aumento de sua experiência profissional.

Seguir um ou outro caminho é uma decisão que só cabe a você. É importante avaliar, por exemplo, suas ambições profissionais e a disponibilidade de cursos na região onde você mora. De qualquer forma, se você quer alcançar salários mais altos, o ideal é mesmo fazer o curso de tecnólogo.

Onde estudar Radiologia

Para quem opta por se tornar um técnico em Radiologia, o caminho é fazer o curso em uma das escolas técnicas profissionalizantes – existentes em grande número por todo o país. Como já comentamos aqui, esses cursos costumam durar cerca de dois anos e formam profissionais de nível médio.

Já o aspirante a tecnólogo em Radiologia deverá fazer um curso superior, com duração média um pouco maior – cerca de três anos. Esse profissional terá nível universitário e, como vimos, possibilidades de maiores salários ao longo de sua carreira.

Nos dois casos, os cursos têm foco na prática profissional. O profundo conhecimento dos equipamentos, seu funcionamento, os riscos que podem representar, sua correta manutenção e o conhecimento necessário para a leitura e análise das imagens radiológicas geradas fazem parte da grade curricular de cursos técnicos e tecnólogos em Radiologia.

O mercado de trabalho para esses profissionais é amplo, já que seu leque de atuação se estende a empresas de diagnóstico por imagem (raios-X, mamografia, tomografia etc.), medicina nuclear, radiologia industrial, além, é claro, de instituições de saúde, públicas e privadas.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de tecnólogo em Radiologia:

Veja mais:

Confira como é o curso de Radiologia na Anhanguera

O que achou dos salários na área de Radiologia? Está interessado em investir nessa profissão? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin