Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque o curso

    Busque, compare e escolha o curso que vai mudar sua vida.


  2. Garanta sua vaga

    Pague a adesão para garantir sua vaga.


  3. Na direção do seu sucesso

    Faça o processo seletivo e depois se matrIcule na faculdade.


Educação

Educa2030: Entenda movimento da ONU para acelerar a educação no Brasil

6 de dezembro de 2023
Homem de roupa de formatura e cabelo, de costas, segurando um diploma no alto.
Imagem do autor
Escrito porAmanda Nonato

Durante o 12º Fórum Global de Direitos Humanos, em Genebra, o Pacto Global da ONU no Brasil anunciou o lançamento do Movimento Educa2030, o 10º da estratégia Ambição 2030, criada para acelerar a Agenda 2030 da ONU.

+ Encontre bolsas de estudo de até 80%
Não sabe qual carreira seguir? Faça o teste vocacional agora!

Mas você sabe o que é isso? Esse movimento tem como objetivo engajar as empresas a se comprometerem com metas importantes para o avanço da educação no Brasil.

Entre os principais focos estão o aumento da escolaridade da população, na inclusão produtiva de jovens e no aumento de mulheres em STEM (grupo de carreiras nas áreas de ciências, tecnologia, engenharia e matemática). 

As embaixadoras do movimento são as empresas Globo e Yduqs, que têm como parceiros o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Ministério do Trabalho e Emprego.

O CEO do Pacto Global da ONU no Brasil, Carlo Pereira, essa é uma plataforma que busca impulsionar a empregabilidade no Brasil. A ideia é desenvolver competências e habilidades que são cruciais para o mercado de trabalho, preparando os indivíduos para assumir funções significativas na economia moderna. 

+ Esses são 8 personagens que você pode se inspirar profissionalmente
Além das ondas: 4 Lições de A Pequena Sereia para mulheres no mundo profissional

“Nosso foco com o Movimento é conectar talentos com oportunidades de trabalho, fomentando uma força de trabalho diversificada e qualificada. É sobre abrir portas para carreiras promissoras e sustentáveis para nossa população. Esta é uma pauta indispensável para o desenvolvimento sustentável e o crescimento econômico do país”, afirma.

A UNICEF e Ministério do Trabalho e Emprego participam da iniciativa como parceiros estratégicos, ao fornecerem suporte técnico ao projeto. 

O UNICEF, por exemplo, atua desde 2020 na agenda de transição escola-trabalho e inclusão produtiva de adolescentes e jovens. A iniciativa Um Milhão de Oportunidades (1MiO) já gerou mais de 300 mil oportunidades de trabalho e formação profissional. 

Para Luiz Marinho, ministro do Trabalho e Emprego, a união de diferentes setores da sociedade faz a diferença no projeto. 

Essas são as habilidades profissionais para desenvolver até 2027

“O Movimento Educa2030 possibilita uma articulação entre distintos atores com objetivo de potencializar o cumprimento dos ODS. Sendo essencial o engajamento das empresas na promoção da formação profissional e a elevação da escolaridade de seus trabalhadores. A estratégia multiatores promovida pelo Pacto Global é essencial para inclusão social em nosso país”. 

Principais pilares do Movimento Educa2030

  • Escolaridade (possibilitar que os funcionários das empresas elevem sua escolaridade, sobretudo entre grupos subrepresentados, como pessoas negras, mulheres e PCD, considerando operações e cadeia de valor); 
  • Inclusão Produtiva (promover a inclusão produtiva de jovens de 14 a 29 anos, com foco na Lei da Aprendizagem);
  • Mulheres no STEM (impulsionar o desenvolvimento de mulheres em carreiras STEM).

Como aderir ao Movimento Educa2030?

As empresas devem optar por um ou mais dos seguintes compromissos, a serem atingidos até 2030:

1. Opção A: Oferecer a todos os funcionários da organização que não possuem Ensino Médio ou Técnico a possibilidade de concluí-lo até 2030 ou

Opção B: Oferecer a todos os funcionários da organização e terceiros que não possuem Ensino Médio ou Técnico a possibilidade de concluí-lo até 2030 ou

Opção C: Meta de 30% de funcionários(as) da organização com Ensino Superior concluído até 2030

2. Atingir a cota legal de Aprendiz até 2030, considerando a inclusão da diversidade, e formar todos os jovens em desenvolvimento sustentável

3. Oferecer desenvolvimento profissional para mulheres, e todas as suas interseccionalidades, em carreira STEM, seja em suas atividades finalísticas ou de suporte

Por que aderir ao movimento Educa2030?

Entre os 37 países com maior número de jovens que não estão estudando, nem trabalhando, o Brasil ocupa o segundo lugar, entre um total aproximado de 10 milhões de pessoas entre 15 e 29 anos (OCDE e Pnad Contínua – Educação, 2022 – 2023). Essa é conhecida por geração nem-nem. 

De acordo com dados do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil 2022, demonstram que, se as empresas contratassem a cota máxima de 15% da sua força de trabalho de aprendizes, até três milhões de vagas poderiam ser criadas para adolescentes e jovens. 

Conheça as 10 melhores empresas paras as mulheres no Brasil

Ainda segundo o estudo feito pela Fundação Roberto Marinho, em 2022, 68% dos jovens que participam de programas de aprendizagem conseguem emprego no mercado formal.

Segundo o relatório “Uma Equação desequilibrada: aumentar a participação das Mulheres na STEM na LAC”, produzido pela UNESCO e publicado em 2022, dentro do contexto do Ensino Superior, a despeito das melhorias no acesso ao nível de graduação e pós-graduação nos últimos anos, as mulheres são muito menos propensas a progredir para além do nível de mestrado ou a adentrar em campos de pesquisa: globalmente, 71% dos pesquisadores universitários são homens (UNESCO, 2020). 

Já no setor de STEM essa disparidade é ainda maior. Apenas 3% dos prêmios Nobel de ciências foram concedidos a mulheres e, mais perto de casa, no Brasil, a representação de mulheres em cargos de liderança na área de Ciência e Tecnologia está entre 0% e 2%.

+ Mulheres na tecnologia: 6 cursos gratuitos de TI para elas

Este mesmo estudo demonstra que existem diversos empecilhos que levam a uma falta de vontade ou de oportunidade para as meninas escolherem uma carreira nos campos STEM. 

Por esta razão, de acordo com a WEF (2016), é estimado que apenas uma mulher consiga um emprego nos campos STEM para cada quatro homens, contribuindo para uma maior desigualdade económica na sociedade. 

Nas tecnologias digitais avançadas, a proporção de mulheres é baixa. Por exemplo, no sector global da Inteligência Artificial (IA), apenas 22% de todos os profissionais são mulheres. 

Como iniciar na educação superior?

Iniciar na educação superior é um passo crucial rumo ao desenvolvimento pessoal e profissional. Existem diversas formas de ingresso à graduação, para isso, entenda as opções existentes.

A primeira delas é o vestibular, que exige preparação dedicada, envolvendo estudo disciplinado das disciplinas exigidas. Além disso, muitas instituições adotam o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como critério de seleção, ampliando as oportunidades de acesso.

+ 8 motivos para você não trancar a faculdade e continuar seus estudos

Outro método é o ingresso por programas de bolsas de estudo e financiamentos educacionais também, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade Para Todos (Prouni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Outra forma é através das instituições parceiras do Guia da Carreira, que oferecem descontos de até 80% nas mensalidades, sem a necessidade de comprovação de renda. Veja algumas faculdades e saiba como se inscrever:

Em boa parte desses formatos de ingresso, a modalidade de educação a distância é possível e oferece flexibilidade, permitindo conciliar estudos e trabalho.

Investir na educação superior é investir no próprio futuro, proporcionando não apenas conhecimento acadêmico, mas também habilidades práticas e networking. 

A formação superior não só expande horizontes profissionais, mas também contribui para o desenvolvimento de uma sociedade mais informada e capacitada. 

+ Veja também!
Devo fazer uma faculdade após os 30 anos?

Encontre o curso que te ajudará a ir além!
Encontre o curso que te ajudará a ir além!
Os mais lidos
Quantos pontos do Enem tem que tirar para cada curso? Confira

Quantos pontos do Enem tem que tirar para cada curso? Confira

Por Guia da Carreira em 10/01/2024
Como calcular a nota do Enem? Entenda e veja como entrar na faculdade com bolsas

Como calcular a nota do Enem? Entenda e veja como entrar na faculdade com bolsas

Por Guia da Carreira em 10/01/2024
Prouni Medicina: Veja notas de corte para passar na faculdade

Prouni Medicina: Veja notas de corte para passar na faculdade

Por Amanda Nonato em 01/03/2023
Sisu 2023/2: veja as notas de corte médias dos cursos mais procurados

Sisu 2023/2: veja as notas de corte médias dos cursos mais procurados

Por Amanda Nonato em 22/02/2023
Entenda como conseguir desconto na faculdade com a nota do Enem

Entenda como conseguir desconto na faculdade com a nota do Enem

Por Amanda Nonato em 15/02/2023

Estude nas melhores sem sair de casa

As melhores faculdades com ofertas super especiais para você começar a estudar sem sair de casa.