Descubra o que faz um profissional em Comércio Exterior

Quem trabalha com Comércio Exterior estará envolvido nas relações de negócios entre empresas que fazem comércio ou necessitam de serviços ou produtos de organizações de outros países.

Esse profissional é quem vai tratar com as questões de importação (quando o produto entra no Brasil) e exportação (quando o produto sai do país), de acordo com o tipo de comercialização da empresa.

Para isso, ele deve ser capacitado com uma graduação para entender como funcionam os processos logísticos, normas e legislação desse tipo de negócio internacional.

Confira as informações mais importantes sobre a carreira e o curso, além de dicas para iniciar nessa profissão.

O curso de Comércio Exterior

O curso de Comércio Exterior pode ser oferecido de duas formas diferentes, sendo duas opções de graduação: o curso superior de nível tecnológico, que costuma ter uma duração média de dois anos para ser concluído, e o bacharelado, em que o aluno leva quatro anos em média para se formar.

Os dois cursos conferem o diploma de nível superior para os alunos. A principal diferença entre as graduações é no enfoque das disciplinas de cada um. O curso tecnológico é mais focado na atuação direta e rápido ingresso no mercado de trabalho. Mais curto, ele traz disciplinas voltadas em sua maioria para as atividades do dia a dia da carreira.

Por ser um curso mais longo, o bacharelado em Comércio Exterior traz uma quantidade maior de disciplinas básicas e a parte teórica do curso também é mais recheada de conteúdo.

Onde um profissional de Comércio Exterior pode trabalhar?

A rotina de um profissional de Comércio Exterior vai variar de acordo com o setor da empresa em que trabalha, além do tipo e nível do cargo que ocupa na organização. Suas responsabilidades são relacionadas ao contato da empresa com outras no estrangeiro.

Segundo o Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia do Ministério da Educação (MEC), o curso que forma o profissional tecnólogo de Comércio Exterior habilita o estudante a “planejar, gerenciar a logística, desembaraço, seguros e operações de comércio exterior”, por exemplo:

  • Transações cambiais;
  • Despacho;
  • Legislação Aduaneira;
  • Transações Financeiras;
  • Exportação;
  • Importação;
  • Contratos;
  • Negociação e execução de operações legais;
  • Logística Internacional;
  • Pesquisa de mercado;
  • Controle do fluxo de embarque e desembarque de produtos.

O catálogo do MEC também indica alguns dos principais campos de atuação do tecnólogo em Comércio Exterior. Entre elas, estão empresas de importação e exportação, empresas de logística internacional, empresas de despacho aduaneiro, empresas de planejamento e assessoramento técnico e instituições financeiras.

Há também a possibilidade do profissional trabalhar em centros e institutos de pesquisa e instituições de ensino, dependendo de sua formação, além de órgãos dos diversos setores públicos.

É muito importante que o profissional de Comércio Exterior tenha conhecimento ou fluência em alguma língua estrangeira, principalmente o inglês, para facilitar a comunicação entre os negociantes estrangeiros.

O curso também vai preparar o estudante para desenvolver conhecimentos nas áreas do Direito e Legislação, Economia e Matemática.

Quanto ganha uma pessoa que trabalha com Comércio Exterior?

Há diversos cargos para quem trabalha com Comércio Exterior, e quanto mais elevado seja essa função, maior costuma ser a remuneração mensal desse profissional. Os valores variam também de acordo com a experiência adquirida ao longo da carreira.

A Associação Brasileira de Consultoria e Assessoria em Comércio Exterior (ABRACOMEX) fez um levantamento do salário dos principais cargos ocupados pelo profissional de Comércio Exterior. Veja a remuneração mensal de alguns dos cargos dessa carreira:

  • Analista de Logística em Comércio Exterior: de R$ 2.308 a R$ 5.100, com média de R$ 2.308,15
  • Despachante Aduaneiro: de R$ 2.167 a R$ 6.893, com média de R$ 3.052,49
  • Supervisor de Operações Portuárias: de R$ 3.706 a R$ 7.997, com média de R$ 3.706,71
  • International Trader: de R$ 2.490 a R$ 5.500, com média de R$ 4.178,00
  • Consultor de Comércio Exterior: de R$ 3.555 a R$ 6.716, com média de R$ 5.201,00
  • Analista Internacional: de R$ 4.343 a R$ 13.473, com média de R$ 6.117,58
  • Gerente de Negócios Internacionais: de R$ 5.892 a R$ 9.912, com média de R$ 7.365
  • Gerente de Comércio Exterior: de R$ 5.863 a R$ 18.614, com média de R$ 8.258,75

Onde estudar Comércio Exterior?

Escolher o curso de Comércio Exterior é um passo muito importante para quem se interessa pela carreira e pretende atuar na área. O diploma de ensino superior é cada vez mais importante para o mercado de trabalho.

Por isso, selecionamos algumas faculdades que oferecem o curso de Comércio Exterior e são reconhecidas pelo MEC, critério fundamental para que os diplomas conferidos aos alunos tenham validade e eles possam atuar no âmbito profissional na área.

Veja a lista com algumas instituições que oferecem o curso de Comércio Exterior:

Além de certificadas pelo MEC, essas faculdades são bem avaliadas pelo mercado de trabalho e podem oferecer bolsas de estudo para os alunos ingressantes.

Veja também:
Comércio Exterior: profissão, curso e carreira

Se identificou com o que faz um profissional de Comércio Exterior? Conte para a gente nos comentários abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin