Entenda o significado de Hard Skills e Soft Skills

Nos últimos anos, os processos seletivos para vagas de emprego têm levado em consideração aspectos e características que estão além da experiência profissional e da formação acadêmica do candidato. 

Entenda o significado de Hard Skill e Soft SkillEstá cada vez mais comum a exigência de habilidades como empatia, capacidade de liderança, proatividade, entre outros. Esses pré-requisitos são essenciais para que o recrutador entenda se o candidato tem o perfil para trabalhar em uma determinada empresa, se os valores estão alinhados, e se de fato ele irá agregar valor na vaga desejada.

Dois termos são bem comuns quando o assunto é currículo e perfil para o mercado de trabalho: hard skills e soft skills. Mas você sabe o que significa cada um deles?

Antes de trazer a definição, é importante fazer a tradução. “Skills” significa habilidades, ou seja, envolve características pessoais e profissionais do candidato.

Continue a leitura porque vamos te explicar as diferenças entre essas duas palavras e também te ajudar a se posicionar melhor diante de uma empresa.

Hard Skills

Essas habilidades estão relacionadas ao contexto profissional. É tudo aquilo que envolve formação, experiências e que pode ser facilmente comprovado pelo candidato.

Confira alguns exemplos de hard skills:

  • Curso de graduação;
  • Curso de inglês;
  • Certificado de especialista;
  • Domínio de softwares e programas de informática.

As hard skills são os pontos que os candidatos conseguem comprovar já na primeira etapa de uma entrevista, por exemplo, porque é só apresentar toda a documentação e pronto.

Além disso, é no currículo que o participante do processo seletivo consegue explicar e detalhar as informações sobre data de conclusão, projetos desenvolvidos e nível de conhecimento.

Soft Skills

Já as soft skills estão relacionados à competências e habilidades exteriores à formação, certificados e cursos. Eles estão ligados aos comportamentos e personalidades dos candidatos.

Diferente das hard skills, essas características não podem ser comprovadas com um diploma, por exemplo, mas os recrutadores conseguem analisar e fazer a avaliação com base em perguntas e dinâmicas específicas.

Veja exemplos de soft skills:

  • Empatia;
  • Ética;
  • Espírito de liderança;
  • Proatividade;
  • Criatividade.

Como desenvolver hard e soft skills

Em uma pesquisa feita pelo Linkedin, cerca de 90% dos recrutadores disseram que as soft skills são tão importantes quanto as hard skills. Por isso, o candidato precisa fazer uma avaliação pessoal, entender o seu perfil e suas limitações antes de realizar a candidatura da vaga.

Inicialmente é comum pensar que só as hard skills podem ser desenvolvidos, mas isso não é uma verdade. As habilidades que envolvem emoções e comportamentos, soft skills, também podem ser trabalhadas para que os candidatos obtenham mais sucesso e alcancem posições de destaque na vida profissional.

Um importante passo é o autoconhecimento. Procurar profissionais como psicólogos e terapeutas especialistas na área de carreira é um ótimo ponto de partida. Eles irão te ajudar a identificar os seus pontos fortes e aqueles que você precisa trabalhar e desenvolver.

Como os recrutadores avaliam hard e soft skills

Primeiramente, os recrutadores olham o currículo de todos que se candidataram à vaga e depois analisam todas as habilidades e competências descritas pelos candidatos.

Caso o currículo tenha relação com os pré-requisitos desejados, o candidato é convocado para a entrevista de emprego e assim a equipe de contratação consegue ter um contato mais próximo com os selecionados.

Nesta etapa, além de conversar sobre as experiências, expectativas e objetivos da vaga, é comum a realização de dinâmicas para entender o perfil do candidato.

Se a vaga exigir trabalho em equipe, por exemplo, é de se esperar a realização de atividades com outros colegas. Tudo isso ajuda a empresa a identificar se as soft skills que o candidato listou coincidem mesmo com o perfil dele e da vaga.

O mesmo vale para cargos que exigem habilidade em liderança, criatividade e proatividade. Cada dinâmica será realizada de acordo com o perfil da vaga.

Isso tudo pode gerar uma ansiedade e preocupação por parte dos candidatos. Mas o importante é reagir a todo o processo com muita naturalidade e sinceridade. Afinal, se você for contratado e agir de maneira diferente da apresentada durante a contratação, isso com certeza poderá gerar problemas e até mesmo demissão.

Como listar hard e soft skills no currículo

A principal dica é ser sincero durante todo o processo seletivo. Veja qual perfil de vaga a empresa pede e liste aquilo que você se encaixa e acredita que possa contribuir.

No caso de hard skills, liste a sua formação e suas experiências profissionais colocando primeiro aquilo que é mais recente. Detalhe de forma breve e objetiva o período em que você trabalhou, qual era sua função e o aprendizado.

Já no caso das soft skills, não precisa encher o currículo com as habilidades, coloque aquelas mais relevantes e que você de fato se garante.

Seja sincero e não tente colocar muitas informações na tentativa de chamar a atenção do recrutador. Isso na verdade pode ter o efeito contrário e em alguns casos seu currículo pode ser até descartado antes mesmo da etapa de entrevista.

Leia mais: Saiba o que colocar no perfil profissional do currículo

Dicas para melhorar o seu currículo

Como você já percebeu, desenvolver hard e soft skills é fundamental para conseguir um emprego. Por isso, ter um diploma de curso superior é a grande chance para se profissionalizar e alavancar a sua carreira profissional. Afinal, o sonho de todo mundo é ter boas oportunidades de emprego, não é mesmo?

Mas para isso, você precisa escolher uma faculdade que tenha um corpo docente qualificado, que tenha uma boa estrutura para sua formação, que seja bem avaliada e reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e que também ofereça condições especiais nas mensalidades.

São tantas opções que às vezes você pode até ficar confuso, mas para te ajudar, separamos uma lista com algumas faculdades para você fazer uma graduação de excelência e se tornar um bom profissional.

Nessas instituições de ensino superior é possível ingressar com a nota do Enem, com o vestibular próprio da universidade e também como portador de diploma. Basta acessar o site de cada uma e ver a que melhor se encaixa no seu perfil.

Confira:

Veja também: Veja alguns modelos de currículo pra se inspirar

O que são hard skills?

Essas habilidades estão relacionadas ao contexto profissional. É tudo aquilo que envolve formação, experiências e que pode ser facilmente comprovado pelo candidato.

O que são soft skills?

Já os soft skills estão relacionados à competências e habilidades exteriores à formação, certificados e cursos. Eles estão ligados aos comportamentos e personalidades dos candidatos.

Como desenvolver hard e soft skills?

Inicialmente é comum pensar que só os hard skills podem ser desenvolvidos, mas isso não é uma verdade. As habilidades que envolvem emoções e comportamentos, soft skills, também podem ser trabalhadas para que os candidatos obtenham mais sucesso e alcancem posições de destaque na vida profissional. Um importante passo é o autoconhecimento.

Como os recrutadores avaliam hard e soft skills?

Caso o currículo do candidato tenha relação com os pré-requisitos desejados, o candidato é convocado para a entrevista de emprego e assim a equipe de contratação consegue ter um contato mais próximo com os selecionados. Nesta etapa, além de conversar sobre as experiências, expectativas e objetivos da vaga, é comum a realização de dinâmicas para entender o perfil do candidato.

Nos últimos anos, os processos seletivos para vagas de emprego têm levado em consideração aspectos e características que estão além da experiência profissional e da formação acadêmica do candidato. 

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin