Descubra o que faz um auxiliar de escritório

Encontrou uma boa forma de conseguir um emprego e quer entender o que faz um auxiliar de escritório? Conheça essa profissão, saiba quais são as suas funções, quanto esse profissional recebe e entenda os passos para a carreira e o crescimento profissional!

O que faz um auxiliar de escritório?

O auxiliar de escritório tem funções muito importantes para a organização de uma empresa e o bom andamento de seus negócios. Isso porque ele é um dos profissionais responsáveis por boa parte da dinâmica dos funcionários dentro da empresa e da relação da companhia com clientes, parceiros e fornecedores.

Dessa forma, o auxiliar de escritório tem um papel relevante no meio da rotina administrativa e dos processos gerenciais e operacionais da empresa, deixando-a mais funcional e dinâmica para que os demais funcionários realizem seus negócios de maneira mais eficiente.

Com funções que podem ser similares ao cargo de secretário, o profissional trabalha diretamente com os cargos mais importantes de uma empresa e os auxilia a manter uma boa operação.

Entre as tarefas que um auxiliar de escritório executa, vale destacar algumas das mais importantes na rotina administrativa:

  • Agendamento de reuniões entre funcionários e encontros com clientes;
  • Atendimento presencial a pessoas físicas e jurídicas;
  • Atendimento telefônico;
  • Auxiliar equipe de Recursos Humanos durante os processos;
  • Contato com o almoxarifado para solicitação de materiais para o escritório;
  • Elaboração do orçamento junto à equipe financeira;
  • Inserção na equipe e treinamento de novos funcionários;
  • Organização de planilhas;
  • Organização física do escritório;
  • Pagamentos de contas;
  • Participação de treinamentos de brigadistas e primeiros-socorros;
  • Preparo de apresentações para reuniões.

O grande número de funções fundamentais para a dinâmica dentro do escritório mostra a importância desse profissional para o bom andamento do dia a dia da empresa.

Quanto ganha um auxiliar de escritório?

O salário de um auxiliar de escritório é, em média, R$ 1.465,37, segundo pesquisa do Salario.com.br. O site ainda mostra que o teto salarial da profissão pode chegar a R$ 2.764,28.

As remunerações médias foram levantadas utilizando os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de 2020, por onde foi possível analisar 807.511 salários da carreira no Brasil.

Esse número elevado de salários de profissionais com carteira assinada em regime CLT mostra como é amplo o espaço no mercado para o auxiliar de escritório no país.

O que é preciso para ser um auxiliar de escritório?

Por possuir o mercado de trabalho bem aberto, a profissão de auxiliar de escritório se torna atrativa, principalmente para aquelas pessoas que estão em fase inicial da carreira e enxergam a oportunidade de dar os primeiros passos profissionais.

Um auxiliar de escritório deve ser organizado, ser bom para trabalhos em equipe e entender os processos das diferentes equipes de uma empresa. Ser dinâmico, comunicativo e participativo podem dar destaque para esses profissionais junto aos colegas.

Não há exigência de formação para atuar nessa área. No entanto, uma graduação é essencial para o profissional adquirir os conhecimentos técnicos e práticos exigidos na carreira. Muitos auxiliares de escritório buscam crescimento profissional, e possuir um diploma de ensino superior é a melhor forma de almejar cargos superiores com salários maiores na empresa.

E há diversos cursos nas áreas de Administração de Empresas e Gestão & Negócios. Entre eles, um dos mais eficiente na hora de inserir pessoas no mercado de trabalho é o curso de Processos Gerenciais, profissão reconhecida no Brasil pelo Conselho Federal de Administração desde 2009.

Curso de Processos Gerenciais

Por ser um curso tecnológico, a graduação em Processos Gerenciais é uma das melhores maneiras de buscar o tão desejado ingresso no mercado de trabalho.

Um dos seus principais atrativos é a curta duração: o tecnólogo em Processos Gerenciais costuma se formar entre 2 e 3 anos de curso. Essa é uma vantagem em relação à graduação de Administração, que possui uma base mais teórica e tem duração de 4 anos.

A formação do estudante de Processos Gerenciais é muito voltada para o empreendedorismo, para a área financeira e de recursos humanos. Durante a faculdade, o aluno vai ter diversas disciplinas que foquem na gestão e na organização de empresas.

Veja algumas disciplinas que fazem parte da grade curricular desse curso:

  • Contabilidade;
  • Comportamento Organizacional;
  • Economia e Mercado;
  • Empreendedorismo;
  • Finanças e Orçamento;
  • Gestão Comercial;
  • Gestão de Marketing;
  • Liderança;
  • Logística Empresarial;
  • Plano de Negócio;
  • Técnicas de Negociação.

O curso tecnológico de Processos Gerenciais podem ser encontrados tanto presencialmente como na modalidade a distância (EaD), ambos têm a mesma validade reconhecida.

Onde estudar Processos Gerenciais

Muitas faculdades oferecem o curso de Processos Gerenciais. Mas é preciso ficar atento na hora de fazer a escolha de qual instituição estudar, uma vez que ela precisa ser autorizada pelo Ministério da Educação (MEC). Apenas universidades certificadas podem emitir diplomas válidos para o mercado de trabalho.

Para te ajudar na pesquisa, selecionamos algumas faculdades reconhecidas pelo MEC que são bem avaliadas e possuem diversas formas de ingresso no curso de Processos Gerenciais, como por bolsas de estudo. Veja abaixo:

Nas universidades acima, o estudante leva 2 anos (4 semestres) para se formar tecnólogo em Processos Gerenciais.

Leia mais:

Descubra qual é o salário de quem faz Processos Gerenciais
Conheça opções de cursos de Administração

Está interessado na carreira de auxiliar de escritório? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin