dcsimg

Descubra o que faz um designer de interiores

Está se perguntando o que faz um designer de interiores enquanto busca por um curso e uma profissão? Este texto vai te ajudar a entender um pouco sobre essa carreira, o que esse profissional faz, suas áreas de atuação e o salário médio da carreira.

O post também vai te fazer entender sobre o curso de Design de Interiores e qual é o caminho para iniciar essa carreira, além de dar opções para dar os primeiros passos nessa área.

Qual é a função de um designer de interiores?

A profissão de designer de interiores foi regulamentada pela lei 13.369 no Brasil, sancionada em 2017 pelo governo à época. Segundo ela, a função do designer de interiores é planejar e projetar espaços internos, “visando o conforto, a estética, a saúde e o bem-estar dos usuários”.

O planejamento e a organização de projetos de ambientes interiores é o principal papel do designer. A lei também determina as atividades que podem ser praticadas por esse profissional.

Veja algumas abaixo:

  • Planejar e projetar o uso adequado de espaços de ambientes internos de acordo com os objetivos do cliente, sempre visando conforto, estética, saúde e segurança;
  • Inclusão de equipamentos que melhorem a acessibilidade dos ambientes internos;
  • Incluir equipamento mobiliário como parte do projeto em que está trabalhando;
  • Adequar projetos a normas de segurança contra incêndios, saúde e ao meio ambiente;
  • Responsabilidade no acabamento de lugares, além de pinturas e revestimentos;
  • Auxiliar na seleção e compra de materiais necessários para obras e reformas;
  • Montar e adequar orçamentos de obras;
  • Prestar consultoria técnica em Design de Interiores.

O designer pode trabalhar tanto no setor público como no privado, em lugares que estejam relacionados ou precisem da atuação em Design de Interiores. A atuação na educação também é uma possibilidade, além da autonomia para montar negócios próprios para atuação, consultoria e vendas de materiais de acabamento.

O crescimento dos últimos anos do setor imobiliário seguiu deixando o mercado de trabalho é aquecido e atraente para muitos profissionais devido à alta empregabilidade. Para especialistas, a maior preocupação com o meio ambiente colocou projetos voltados à sustentabilidade em alta. Outro fator importante de movimentação desse mercado foi o avanço de normas que priorizem a implementação de locais com acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida ou algum tipo de deficiência.

Onde um designer de interiores pode trabalhar?

São diversos tipos de negócios onde o designer de interiores pode atuar, de empresas privadas a órgãos públicos. Veja algumas opções:

  • Construtoras;
  • Imobiliárias;
  • Escritórios de design e arquitetura;
  • Empresas e escritórios de projetos de interiores;
  • Lojas de móveis e decoração;
  • Prefeituras e outros órgãos públicos;
  • Shoppings, feiras e estabelecimentos comerciais em geral;

É possível também trabalhar como autônomo e abrir o próprio negócio, que trabalhe com serviços, consultoria ou loja. Há também diversos ramos que necessitam da contratação de serviços de Design de Interiores.

Entre os locais onde o profissional pode elaborar projetos estão:

  • Arquitetos;
  • Bares e restaurantes;
  • Casas;
  • Cinemas;
  • Clínicas e consultórios;
  • Comércio e lojas;
  • Corporações;
  • Escolas e universidades
  • Estandes e feiras;
  • Hotéis;
  • Indústria;
  • Órgãos Públicos;
  • Teatros

Todos acima costumam precisar dos serviços do designer de interiores.

Qual o salário de um designer de interiores?

Não existe um piso salarial ou salário mínimo para um designer de interiores em começo de carreira. A remuneração varia muito de acordo com a localização de onde trabalha, o tipo de projeto, o cliente, formação e experiência no mercado.

De acordo com o levantamento do site de empregos Catho, a média salarial do designer de interiores é de R$ 2.140 no Brasil. No site Trabalha Brasil, que levanta médias de remuneração das profissões com base nos currículos cadastrados no Banco Nacional de Empregos e contribuições do Salário BR nos últimos doze meses, a média pode variar entre R$ 1.510,77 para trainees em empresas de pequeno porte e R$3.804,99 para profissionais com experiência master em grandes empresas.

O que é preciso para ser um designer de interiores?

Com a profissão regulamentada em 2017, para se tornar um designer de interiores é preciso realizar o curso que capacita esse profissional. Eles são ofertados em diferentes graus: bacharelado e tecnológico no nível superior, pós-graduação e cursos técnicos de nível médio.

A grande maioria das graduações de Design de Interiores oferecidas no Brasil formam tecnólogos. Para que o diploma tenha validade e possibilite o exercício da profissão legalmente, é preciso que a instituição que emitiu o certificado seja reconhecida pelo Ministério da Educação. Caso contrário, o curso não tem validade profissional.

Grade curricular do curso de Design de Interiores

Os cursos tecnológicos têm duração entre 2 e 3 anos, enquanto o bacharelado leva 4 anos para ser concluído. Confira algumas das principais disciplinas que fazem parte da grade curricular desta graduação:

  • Acústica;
  • Composição espacial;
  • Conforto ambiental;
  • Desenho perspectivo;
  • Desenho técnico;
  • Detalhamento de Interiores e mobiliário;
  • Ergonomia e desenho universal;
  • História do Design, da Arte e do Mobiliário;
  • Linguagens Visuais e Arquitetônicas;
  • Luminotécnica;
  • Materiais e revestimentos;
  • Paisagismo em pequena escala;
  • Teoria das Cores.

Onde fazer o curso de Design de Interiores?

A graduação de Design de Interiores é um diferencial para a carreira. Por isso, selecionamos algumas faculdades que oferecem o curso de Design de Interiores e tem reconhecimento e boa avaliação do MEC, tanto o curso quanto a instituição.

Os cursos são tecnológicos e podem ser oferecidos nas modalidades presencial, semipresencial e a distância (EaD).

Leia também:
Quanto ganha um arquiteto
Arquitetura ou Design de Interiores: qual a melhor opção?

Agora que você sabe o que faz um designer de interiores, o que pensa sobre essa carreira? Compartilhe a sua opinião nos comentários abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin