dcsimg

Descubra o que faz um engenheiro mecatrônico

Veja agora o que faz um engenheiro mecatrônico e como essa profissão é importante para todos nós!

É difícil pensar sobre como viveríamos sem a tecnologia, pois novos aparelhos surgem a cada dia para facilitar a nossa vida, assim como melhorar as condições de saúde de muitos pacientes internados em hospitais. Da mesma forma, nossas encomendas de produtos chegam cada vez mais rápido por causa da automação industrial. 

Por detrás de todo esse cenário, temos um profissional cada vez mais requisitado por diversos setores, e, principalmente, pelas fábricas, que precisam modernizar seus parques tecnológicos constantemente. 

O mundo não para, e aqueles que são antenados e conectados nas mudanças tecnológicas encontram na Engenharia Mecatrônica uma profissão perfeita, que alia conhecimentos da Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Informática. 

Que grande desafio, não é mesmo? Então vamos conhecer um pouco mais e saber exatamente o que faz um engenheiro mecatrônico.

Atuação do engenheiro mecatrônico

Estamos entrando em uma nova era, conhecida como Quarta Revolução Industrial, ou como é denominado na maioria dos lugares, Indústria 4.0. 

Se você conhece uma fábrica por dentro, sabe o quanto os seus processos mudaram desde o início, em todas as esteiras de produção desde Henry Ford. 

Muitas dessas esteiras são agora ocupadas por robôs, em processos de automação que não param de crescer mundialmente e estão cada vez mais inteligentes e conectados.

Quem planeja, desenvolve e opera esses equipamentos e espaços, muitas vezes, são engenheiros mecatrônicos.  Com a alta demanda em implantar mudanças tecnológicas, esses profissionais têm sido bastante requisitados.

Sua atuação se volta para a tecnologia, para otimizar processos que facilitem a vida das pessoas. Além de projetarem e operarem as máquinas, são responsáveis pelas suas manutenções, já que elas precisam produzir de acordo com o planejamento da indústria.

A automação e os dispositivos inteligentes fazem parte de um novo modelo gerencial, que os engenheiros mecatrônicos ajudam a sustentar, trabalhando com robôs, inteligência artificial e outros softwares. 

As empresas também precisam de segurança digital, melhor desempenho em seus processos, com o objetivo de reduzir os custos de seus negócios.

Outros ramos que precisam desses engenheiros são os que atuam com automação residencial e predial, equipamentos hospitalares e para a saúde em geral, além de que as empresas precisam de projetos de sistemas digitais.

Mercado de trabalho para o engenheiro mecatrônico

Como você deve ter notado, o mercado é bem amplo para esse tipo de engenharia, com alta empregabilidade. 

As indústrias vivem em competição, buscando sempre se modernizar. Por essa razão, há bastante espaço para os engenheiros mecatrônicos. As cadeias de produção precisam de pessoas capacitadas para manter o seu ritmo e evitar problemas técnicos, que podem acarretar em prejuízos. 

No Brasil, há boas oportunidades na indústria automobilística, fábricas de eletrônicos e metalúrgicas. Veremos abaixo, mais especificamente, quais são os setores que mais contratam. 

Onde mais se contrata engenheiros mecatrônicos? 

Todos os setores precisam de novas tecnologias, mas podemos fazer uma lista, de acordo com o número de engenheiros mecatrônicos registrados em CLT no país. As contratações são maiores em: 

  • Fabricação de aparelhos e equipamentos de medida, teste e controle.
  • Serviços de engenharia.
  • Locação de mão-de-obra temporária.
  • Instalação e manutenção elétrica.
  • Comércio atacadista de outras máquinas e equipamentos.
  • Provedores de acesso às redes de comunicações.
  • Fabricação de outras peças e acessórios para veículos automotores.
  • Construção de edifícios.
  • Comércio atacadista de máquinas e equipamentos para uso industrial.
  • Comércio varejista de artigos médicos e ortopédicos.

Quanto ganha um engenheiro mecatrônico?

Os engenheiros costumam ser bem remunerados, os anos de estudo são recompensados em salários que seguem um piso determinado pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), no entanto, os pagamentos variam de acordo com o tempo de experiência na função e do setor contratante.

A faixa salarial de um engenheiro mecatrônico varia entre R$ 5.000,00 e R$ 14.000,00, dados obtidos após acordos, convenções coletivas e dissídios no ano de 2020, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

As hierarquias são:

  • Júnior: até 4 anos de experiência.
  • Pleno: de 4 a 6 anos de experiência.
  • Sênior: acima de 6 anos de experiência.

As faculdades exigem estágios durante a graduação, que podem ser remunerados e o engenheiro recém-formado (no máximo há 2 anos)  também pode concorrer a vagas de Trainee em diversas empresas. 

Engenharia Mecânica, Elétrica ou Mecatrônica? 

Por ser uma profissão que agrega características dessas outras engenharias, existem bastante dúvidas. 

A Engenharia Mecânica projeta, analisa e constrói sistemas mecânicos. Mesmo que use a tecnologia como ferramenta, ainda alguns projetos podem ser limitados.

A Engenharia Elétrica planeja, constrói e mantém sistemas capazes de gerar, transmitir e distribuir energia elétrica.

Todas elas têm a ajuda da informática, mas não se aprofundam em programação e softwares como um curso de Ciências da Computação, por exemplo. 

A Engenharia Mecatrônica agrega o melhor de todos esses cursos e estuda com profundidade cada elemento, para produzir novas tecnologias. 

São 5 anos de estudos na área de exatas, com muita dedicação aos cálculos, buscando a precisão em todos os projetos. Todos os cursos são bacharelados e algumas das disciplinas estudadas são: 

  • Acionamentos para Mecatrônica
  • Biomecatrônica e Biorrobótica
  • Complementos de Matemática para Mecatrônica
  • Computação para Automação
  • Controle e Automação
  • Elementos de Robótica
  • Laboratório de Física para Engenharia
  • Materiais para Sistemas Eletromecânicos
  • Mecânica de Precisão
  • Métodos Experimentais em Sistemas Mecânicos
  • Química Tecnológica Geral
  • Redes de Dados e Integração da Manufatura por Computador
  • Sistemas Computacionais para Automação
  • Sistemas Dinâmicos para Mecatrônica
  • Tecnologia de Sensores e Aplicações
  • Teoria de Probabilidades em Inteligência Artificial e Robótica

Se não houver um curso de Engenharia Mecatrônica perto de sua cidade, você pode optar pelas outras engenharias e futuramente, trabalhar em parceria com um engenheiro mecatrônico em alguns projetos, assim como fazer uma especialização ou segunda graduação, eliminando as matérias já cursadas. 

Onde estudar?

Em todas as engenharias, a primeira coisa a se pensar é em como atuar legalmente, e isso acontece por meio de uma formação com diploma registrado e regulamentado pelo MEC, com validade nacional, além de outro registro, no Conselho Regional de Engenharia e Agricultura (CREA).

Para começar, busque um curso de qualidade, em boas faculdades, como essas que recomendamos: 

O curso de Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica já podem ser encontrados nas modalidades à distância e semipresenciais. Confira as vantagens de ter flexibilidade de horários para estudar e ainda concorrer a bolsas de estudo de até 100% nessas instituições!

Veja também:

Conheça o curso a distância de Engenharia Mecânica

Conheça 12 cursos para quem gosta de Exatas

E agora? Vai dizer então que não ficou mais interessado em fazer Engenharia Mecatrônica? Comente conosco como estão seus estudos e onde pretende fazer a sua faculdade. 

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin