Entenda tudo sobre o curso técnico em Secretariado

A gente explica como obter essa formação de forma mais rápida e fazer sucesso no mercado!

O curso técnico em Secretariado é uma boa para quem está pensando em entrar logo no mercado de trabalho, já que oferece formação mais rápida e focada.

Os interessados vão encontrar uma área que está fervilhando de oportunidades em diferentes tipos de empresa – o cenário ideal para quem está investindo em conhecimento.

A seguir, entenda tudo sobre o curso técnico em Secretariado e descubra a melhor alternativa para você!

O curso técnico em Secretariado

O técnico em Secretariado é uma formação de nível médio que pode ser feita em até 18 meses.

Quem tem pressa de se especializar pode terminar o curso em pouco mais de seis meses.

A formação é facilmente encontrada em instituições públicas e privadas de formação profissional, como o Senac e escolas técnicas.

Durante o período de estudos, o aluno irá desvendar os segredos por trás de um secretário bem sucedido: assessoria executiva de qualidade, tomada de decisão, planejamento estratégico, operações, eventos, treinamento, empreendedorismo, proatividade, cultura organizacional, gestão de documentos, agenda, e muito mais.

As oportunidades de trabalho se espalham por empresas de todos os portes, inclusive multinacionais, fábricas, no comércio, no serviço público, em ONGs, consultorias e prestadoras de serviço.

Quem quer seguir por esse caminho precisa estar atento a um detalhe muito importante: curso técnico não é curso superior!

Será que esse é realmente o caminho certo para você? Entenda a seguir as diferenças entre o técnico e o superior em Secretariado.

O que é melhor: técnico ou superior em Secretariado?

Os cursos técnicos têm a grande vantagem de serem rápidos e focados na prática profissional, mas no mercado de trabalho o cenário para um profissional desse nível pode ser limitado.

Quem busca mais oportunidades e chances de crescimento no mercado tende a optar por uma formação de nível superior – pelo menos é isso que as grandes empresas têm exigido: profissionais mais qualificados, com graduação e pós (especializações, mestrado) no currículo.

Quanto mais alto é o nível de formação, maiores são as chances de subir na carreira e ganhar melhores salários.

Por isso, a gente recomenda o curso superior.

Nessa esfera, Secretariado tem dois tipo de formação: o bacharelado (com duração mais longa) e o tecnólogo, que é mais curto e focado. A maioria das faculdades oferece a segunda opção.

Em tempo de formação, o tecnólogo é um pouco mais extenso que o curso técnico. Aqui o aluno obtém o diploma em apenas três anos de estudos. Também dá para estudar presencialmente ou a distância, ambas as modalidades com reconhecimento do Ministério da Educação (MEC).

O pulo do gato para o tecnólogo é que, por ser uma formação de nível superior, o futuro secretário executivo poderá, por exemplo, participar de concursos públicos mais atraentes e fazer pós-graduações. Sem falar que, numa disputa por emprego, normalmente leva a vaga quem tem um nível mais elevado de estudos.

Ou seja, com um pouco mais de investimento de tempo e dinheiro, o aluno termina os estudos com um diploma de nível superior e muito mais chances de se dar bem no mercado escolhido.

E olha este dado: uma pesquisa realizada pela ManpowerGroup apontou que o Brasil está entre os países com maior carência de mão de obra em cargos de apoio à gestão, como é o caso de Secretariado – uma excelente notícia para quem quer investir na área!

O que se estuda no técnico e no superior em Secretariado?

No curso técnico de Secretariado você vai estudar temas como:

  • Empreendedorismo
  • Ética e relações humanas
  • Gestão estratégica de pessoas
  • Liderança e negociação
  • Noções de matemática, economia e informática
  • Organização de agenda, reuniões e ambiente de trabalho
  • Planejamento, organização e coordenação de eventos

No superior, o espectro é mais amplo, com disciplinas sobre:

  • Administração e Marketing
  • Assessoramento de Eventos
  • Contabilidade e Finanças
  • Direito
  • Documentação
  • Economia
  • Empreendedorismo
  • Espanhol
  • Gestão da Qualidade
  • Gestão Estratégica de Negócios
  • Inglês
  • Matemática Financeira
  • Psicologia do Trabalho
  • Recursos Humanos
  • Rotinas Secretariais
  • Tecnologias da Informação e da Comunicação

Um fator importante para sucesso dos secretários executivos é domínio de línguas estrangeiras. Por ser um profissional que tem contato direto com clientes, fornecedores e gestores de diversas partes do mundo, falar e escrever fluentemente outros idiomas é fundamental.

Inglês e espanhol são os básicos, para começar. Outras línguas como japonês, mandarim, árabe, alemão, italiano e francês também estão em alta.

Por isso, se você quer se dar bem nessa profissão, já sabe: corra para se matricular num curso de idiomas hoje mesmo!

Onde fazer o curso técnico ou o superior de Secretariado

O curso técnico de Secretariado você já sabe: pode ser encontrado em diversas instituições de formação técnica pelo país, tanto a distância quanto presencial.

O superior está disponível em mais de uma centena de faculdades pelo país, especialmente na rede privada. Os da rede pública estão em institutos federais de educação, Fatecs e algumas poucas universidades federais.

O segredo para escolher a faculdade certa é um só: verificar se a instituição é reconhecida e se o curso tem boa avaliação junto ao Ministério da Educação (MEC). Um ensino de qualidade é o primeiro passo para uma entrada triunfante no mercado de trabalho.

Quer um exemplo? Conheça o curso oferecido pela Cruzeiro do Sul Virtual (a distância) e pela Universidade Cidade de São Paulo (UNICID).

Veja também:

O que faz um assistente administrativo? 

E agora, vai de técnico ou de superior em Secretariado? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin