Veja como é possível fazer isenção do Enem 2020

Conheça todos os passos para fazer o Enem de graça!

Muita gente não sabe, mas é possível fazer o Enem sem ter de pagar a taxa de inscrição – que hoje custa mais de R$ 80.

Para isso basta ficar atento às datas e cumprir todos os procedimentos direitinho.

O benefício é oferecido a alguns grupos determinados pelo MEC. Será que você está entre eles?

Veja como é possível fazer a isenção do Enem 2020!

Como fazer a isenção do Enem 2020

A partir de março, fique ligado. Logo que for divulgado o edital geral do Enem 2020 saberemos as datas reservadas para o processo de isenção.

O benefício normalmente é solicitado cerca de 40 dias antes da abertura das inscrições. Deve, portanto, acontecer na primeira semana de abril de 2020.

Quando o processo estiver aberto, os candidatos interessados em pedir isenção devem acessar o site oficial do Enem, informar data de nascimento, CPF e preencher todos os dados solicitados no sistema.

Depois é só aguardar os resultados. Todo o processo dura aproximadamente dez dias.

A isenção é concedida a alguns grupos de participantes, que precisam fazer a solicitação dentro do período determinado pelo MEC – caso contrário, só vai dar para fazer o Enem pagando.

Veja abaixo se você está entre aqueles que podem pedir isenção.

Quem pode solicitar isenção do Enem 2020

A isenção do Enem 2020 não é para todo mundo. Para poder fazer os exames sem pagar, o candidato precisa se encaixar em um dos perfis abaixo:

  • Ser estudante do último ano do ensino médio e estar regulamente matriculado em escola da rede pública.
  • Ter concluído o ensino médio em escola da rede pública ou, alternativamente, ter estudado na rede particular na condição de bolsista integral. Em ambos os casos é preciso declarar renda familiar mensal bruta de até 1,5 salário mínimo por pessoa.
  • Pertencer a família que esteja em condição de vulnerabilidade social, com renda familiar mensal bruta total de até três salários mínimos (ou individual de até meio salário) e que tenha Número de Identificação Social (NIS) válido e único.

Aqueles que conseguiram isenção em 2019 e não apareceram para fazer as provas precisarão apresentar uma boa justificativa ao MEC caso queiram aproveitar a facilidade novamente.

A organização só vai conceder a isenção mais uma vez em casos de força maior, como problemas médicos (com apresentação de atestados e laudos), questões de trabalho (com declarações da empresa), problemas com a justiça e por aí vai.

Resultados da isenção do Enem 2020

Os resultados são divulgados dois ou três dias após o encerramento do processo de solicitação de isenção do Enem 2020.

Para saber se foi um dos contemplados, o candidato deve acessar o site oficial do Enem com seus dados pessoais e conferir o resultado.

Se for escolhido, terá de aguardar a abertura das inscrições do Enem 2020, que deve ocorrer em maio, e fazer o cadastro normalmente. A diferença para os demais candidatos será apenas a isenção da taxa.

Caso não esteja entre os aprovados para receber isenção, o candidato ainda terá outra chance de conseguir o benefício. O MEC oferece alguns dias a mais para que os participantes contestem a decisão e enviem novos documentos, se for o caso.

Se o MEC não aceitar o argumento, o candidato só vai conseguir fazer o Enem 2020 se pagar a taxa de inscrição.

Quando acontece o Enem 2020

Nos dias 1 e 8 de novembro – dois domingos seguidos – milhões de candidatos, isentos ou não, irão encarar o maior exame do país.

Além de medir o grau de conhecimento dos candidatos, o Enem também irá permitir que milhares de pessoas consigam uma tão sonhada vaga no ensino superior.

Em 2021 elas poderão participar de pelo menos quatro grandes programas de acesso à faculdade, cada um com duas edições anuais, no primeiro e no segundo semestre.

Conheça:

Sisu – Para quem tirar uma boa nota no Enem 2020 e quiser investir em uma universidade pública ou instituto federal de educação por todo o país. É o mais concorrido de todos os que listamos aqui.

ProUni – Programa de bolsas de estudos do governo federal que permite fazer uma faculdade privada de qualidade sem ter de pagar as mensalidades. Está disponível para estudantes de escola pública que tenham renda familiar de até três salários mínimos por pessoa. A pontuação mínima exigida para participação é de 450 pontos na média das provas do Enem 2020 e nota acima de zero na redação.

FIES – Uma boa alternativa para quem pensa em financiar um curso superior. A vantagem do programa é oferecer juros baixos e um prazo generoso para quitação da dívida. Podem tentar vaga no financiamento os candidatos que têm renda familiar mensal de até cinco salários mínimos por pessoa e cumprirem as exigências de desempenho no Enem.

Ingresso automático – É um sistema de admissão cada vez mais utilizado por faculdades particulares de todo o país. Com ele, candidatos que fizeram o Enem conseguem entrar em cursos superiores presenciais ou a distância sem precisar fazer vestibular. Simples assim.

Com o Enem, o universo de faculdades onde você pode estudar é imenso. Por isso a gente recomenda sempre buscar instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

A gente tem algumas sugestões bem interessantes para você conhecer desde já:

Veja também:

Veja o edital do Enem 2020 e conheça as matérias da prova 

Vai tentar a isenção do Enem 2020? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin