dcsimg

Entenda se o ProUni é de graça e conheça as faculdades

É preciso pagar alguma taxa para usar a bolsa do ProUni? Descubra aqui!

O maior programa de bolsas de estudos do Brasil permite que, todo os anos, milhares de estudantes consigam fazer uma faculdade privada.

O tipo de bolsa concedida pelo ProUni varia de acordo com o perfil de renda do candidato. Dependendo da condição socioeconômica, o estudante pode concorrer a uma bolsa parcial ou integral.

Por isso sempre fica aquela dúvida: o ProUni é ou não é de graça?

A gente resolve essa questão e ainda dá dicas de algumas faculdades bem interessantes onde estudar.

Veja a seguir.

O ProUni é de graça?

A resposta a essa pergunta é: depende!

Se estivermos falando da inscrição, sim. Para concorrer a uma bolsa do ProUni o candidato não paga nada.

Já para os selecionados, a questão é um pouco mais complexa.

O ProUni distribui todos os semestres milhares de bolsas parciais e integrais em cursos de todas as áreas do conhecimento.

Atualmente, cerca de 70% dos bolsistas do ProUni recebem o benefício integral, que cobre 100% das mensalidades.

Assim, aos que para os que ganharem a bolsa integral, as mensalidades saem totalmente de graça. O estudante não precisa desembolsar um centavo sequer.

Para quem ganha a bolsa parcial, o ProUni cobre metade do valor das mensalidades. O aluno deve arcar com a outra metade. Ou seja: não é totalmente de graça.

No entanto, há situações em que o ProUni não é de graça.

Material didático, equipamentos, computadores, livros, transporte, hospedagem para quem mudar de cidade, alimentação, etc., não são custos cobertos pelo programa. O bolsista deve buscar meios de bancar tudo isso.

A bolsa também não cobre disciplinas que não constam no currículo regular do curso, taxas de documentação e afins.

Mas fique ligado, porque certas cobranças são proibidas!

Por exemplo:

  • É proibido cobrar inscrição no processo seletivo do ProUni.
  • É proibido cobrar taxas para análise de comprovação de documentação.
  • É proibido cobrar taxas para inscrição em lista de espera ou na seleção de vagas remanescentes.
  • É proibido cobrar taxa de matrícula.
  • Os bolsistas integrais não podem ser cobrados pelas matérias cursadas novamente em caso de reprovação ou dependências. Os bolsistas parciais podem ter de pagar uma cobrança proporcional ao percentual não coberto pela bolsa.

A bolsa do ProUni é renovada todos os semestres. Para não colocar o benefício em risco, o aluno deve estar atento a todos os procedimentos determinados pelo programa e pelas faculdades.

Pode haver cancelamento da bolsa nos seguintes casos:

  • Não realização de matrícula no período letivo correspondente.
  • Encerramento da matrícula do bolsista.
  • Caso consiga vaga em instituição pública de ensino superior.
  • Não aprovação em pelo menos 75% do total das disciplinas cursadas em cada período letivo.
  • Apresentação de documentação falsa.
  • Extrapolar o prazo máximo para conclusão do curso.
  • Trancamento do curso.

Quem pode participar do ProUni

Para participar do ProUni o candidato precisa se encaixar em certos perfis determinados pelo MEC.

O programa é direcionado a quem tem renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa e fez todo o ensino médio em escola da rede pública ou na particular como bolsista integral.

As únicas exceções são feitas a pessoas com deficiência e a professores da rede pública de ensino.

Quem quiser tentar uma bolsa de estudos parcial ou integral precisa ter feito o Enem mais recente e obtido pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação.

A seleção é feita a partir da nota do Enem. Dá para entrar na disputa por cotas ou pela concorrência geral. São duas edições por ano, sempre no início dos semestres letivos. É preciso estar atento às datas, já que o processo todo dura menos de uma semana.

O programa é o único do governo federal que também distribui vagas em cursos a distância.

A cada edição do ProUni, os candidatos têm quatro chances de entrar:

  • Primeira chamada
  • Segunda chamada
  • Lista de espera
  • Vagas remanescentes

Na primeira chamada são selecionados todos os bolsistas que ocuparão as vagas disponíveis. Só que no decorrer do processo de comprovação de documentos e matrícula, muitas vagas vão ficando novamente livres novamente. Alguns dias depois vem a segunda chamada. Depois dela, uma lista de espera e, por fim, uma seleção extra pelas vagas remanescentes.

Conheça as faculdades que aceitam o ProUni

Por todo o Brasil há um bom número de faculdades que aceitam o ProUni.

Todas elas, por lei, devem ser reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC – o que rende um diploma conceituado no mercado de trabalho.

Pelo ProUni dá inclusive para tentar bolsa em cursos presenciais de alto custo, como Medicina, Odontologia e Engenharia.

Também dá para disputar vaga em graduações a distância.

Abaixo, a gente separou algumas excelentes faculdades onde você pode tentar sua bolsa em cursos presenciais e EAD por todo o Brasil. Elas também contam com programas próprios de descontos, convênios, financiamento e bolsas sem burocracia.

Clique e conheça:

Veja também:

Descubra como fazer a transferência de curso pelo ProUni

E aí, ficou clara para você a questão da gratuidade do ProUni? Se tiver mais alguma dúvida, compartilhe com a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin