Conheça as diferenças entre Biomedicina e Bioquímica

Saiba quais são as diferenças entre os cursos de Biomedicina e Bioquímica e veja detalhes sobre as duas formações!

O nome, a área do conhecimento e algumas disciplinas em comum nos cursos de Biomedicina e Bioquímica, podem causar muitas dúvidas no momento de escolha de profissão. 

Porém, há diferenças fundamentais entre as duas graduações e compreendê-las pode tornar todo o processo de decisão mais fácil. 

Diferenças entre Biomedicina e Bioquímica

A principal diferença entre os cursos de Biomedicina e Bioquímica, está no enfoque dado em cada graduação. A primeira capacita profissionais para identificar doenças e pesquisar medicamentos e vacinas para tratá-las. Por esse motivo, há um direcionamento para práticas laboratoriais, de coletas de exames, diagnóstico e de medicamentos.

Já a segunda, forma profissionais para estudar os processos químicos que acontecem em todos os seres vivos, assim como seus componentes. Dentre eles, proteínas, enzimas, carboidratos, lipídios e ácidos nucleicos. Para isso, ao longo do curso os conteúdos se voltam para esses componentes químicos específicos.

O mercado de trabalho para ambos também se distingue. Enquanto o biomédico pode trabalhar em laboratórios de coleta de exames e diagnósticos, clínicas, hospitais ou até mesmo em clínicas de estética, as principais oportunidades para o bioquímico se concentram em indústrias alimentares, químicas, biotecnológicas ou de agronegócio.

O curso de Biomedicina

Com duração média de quatro anos, o curso pode ser encontrado no grau bacharelado. A maior parte do conteúdo estudado está relacionado à ciências biológicas, mas eles são distribuídos em aulas teóricas e práticas.

Veja a seguir as principais disciplinas da grade curricular do curso de Biomedicina:

  • Anatomia humana
  • Fisiologia
  • Genética
  • Biologia Celular
  • Histologia
  • Química
  • Bioquímica
  • Parasitologia
  • Microbiologia
  • Análises epidemiológicas
  • Biossegurança
  • Farmacologia
  • Patologia geral
  • Biofísica
  • Imunologia
  • Procedimentos e coletas de materiais
  • Hematologia e hemoterapia
  • Imaginologia
  • Toxicologia
  • Citopatologia

Além das disciplinas acima, é necessário realizar o estágio obrigatório e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), sujeito à aprovação, para se formar.

Áreas de atuação do Biomédico

Após a formação no curso de Biomedicina, para exercer a profissão é necessário obter registro no Conselho Regional de Biomedicina mais próximo.

Aos biomédicos registrados, o Conselho Federal de Biomedicina (CFBio) lista dez possibilidades de atuação. Confira:

  • Análises clínicas: realização de exames, emissão de laudos, execução do processamento de sangue e sorologia, assessoria dessas atividades
  • Análises ambientais: realização de análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente
  • Indústrias: desenvolvimento de soros e vacinas
  • Análises bromatológicas: aferição da qualidade e contaminação de alimentos
  • Biologia molecular: coleta de materiais, análise, interpretação e emissão de laudos
  • Genética: desenvolvimento de pesquisas em todas as áreas da genética, realização de exames de Citogenética Humana e Genética Humana Molecular (DNA)
  • Reprodução humana: manipulação de gametas e pré-embriões, classificação oocitária, espermograma e classificação embrionária
  • Citologia oncótica: interpretação de exames como o Papanicolaou, coleta de material e emissão de laudos
  • Banco de sangue: realização de exames pré e pós transfusionais, execução do processamento de sangue e sorologia
  • Imagenologia: manuseio de equipamentos de tomografia computadorizada, ressonância magnética e radioterapia.

Embora não tenha sido mencionado pelo CFBio, o biomédico também pode atuar na área de estética. Nesse setor, sua função é realizar procedimentos estéticos invasivos, com uso de agulhas, por exemplo.

Há, ainda, a possibilidade de esse profissional trabalhar na área de perícia criminal, na qual ele auxilia outros profissionais a identificar vestígios e elucidar crimes.

O curso de Bioquímica

A formação em Bioquímica dura aproximadamente quatro anos e, assim como Biomedicina, conta com aulas práticas e teóricas ao longo do curso, as quais normalmente acontecem em laboratórios.

Confira abaixo quais são as principais matérias que compõem a grade curricular da graduação:

  • Química orgânica
  • Química fundamental
  • Biologia celular
  • Anatomia humana
  • Bioquímica de proteínas
  • Físico-química
  • Genética
  • Bioquímica de carboidratos
  • Bioquímica de lipídios
  • Enzimologia
  • Bioestatística
  • Bioquímica metabólica
  • Bioquímica celular
  • Microbiologia
  • Química medicinal
  • Prática em bioquímica analítica
  • Química fisiológica
  • Fundamentos de modelagem molecular e quimiometria
  • Processos bioquímicos e microbiológicos industriais
  • Tecnologia em vacinas e terapia gênica
  • Química de alimentos

O estágio e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) são necessários para a aprovação na graduação e retirada do diploma.

Áreas de atuação do Bioquímico

O bioquímico pode trabalhar como pesquisador em laboratórios, institutos públicos e privados, assim como em empresas de Biociências, ou até mesmo em instituições do Ensino Superior. No setor público, há espaço para esse profissional em agências regulatórias.

Para começar a atuar em uma das áreas possíveis para o bioquímico, é necessário obter um registro no Conselho Regional de Química, que regulamente o exercício da profissão no país.

Onde encontrar os cursos de Biomedicina e Bioquímica?

O diploma é fundamental para exercer as profissões de biomédico e bioquímico. Porém, para que ele seja válido em todo o território nacional, o curso deve ser autorizado e reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).

Essa informação é de extrema importância e deve ser verificada antes de efetuar a matrícula. A seguir, você pode encontrar algumas opções de instituições de ensino que oferecem ambos os cursos nas modalidades presencial, semipresencial e EaD, de acordo com as diretrizes do MEC:

Pronto para ingressar em um dos cursos? Responda nos comentários abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin