dcsimg

Descubra como está o mercado de trabalho para Biomedicina

Será que a situação está boa para os biomédicos? Nós temos a resposta!

A Biomedicina é considerada uma das profissões do século, por um motivo muito simples: é fundamental para a identificação, controle e cura de doenças que afetam os seres humanos.

É uma área de grande relevância no Brasil, também no que diz respeito a análises clínicas e pesquisa de medicamentos.

Mas não pense que a Biomedicina para por aí. Quem quer seguir por essa área tem chances de expandir bastante suas opções de atuação.

A seguir, descubra como está o mercado para Biomedicina, as diferentes formas de fazer o curso e as faculdades onde você pode estudar!

O mercado de trabalho para Biomedicina

Boa notícia para quem quer seguir pela área da Biomedicina: a carreira está muito bem no mercado e tem perspectivas de crescer ainda mais!

Especialistas apostam que os ramos da Biomedicina ligados à busca pela cura das principais doenças e às questões de reprodução humana estarão em alta nos próximos anos.

Os biomédicos que fizerem especialização em biotecnologia também têm chances reais de se darem muito bem no mercado de trabalho.

O campo clássico de atuação dos biomédicos, os laboratórios de análises clínicas e indústrias de medicamentos, dão sinais de que irão continuar a demandar a mão de obra desses profissionais por bastante tempo ainda.

Outras áreas interessantes da Biomedicina que estão em alta:

  • Pesquisa com células-tronco
  • Biologia molecular
  • Nanotecnologia
  • Diagnóstico por imagem
  • Genética forense
  • Bioquímica
  • Epidemiologia
  • Saúde Pública

Os biomédicos encontram trabalho em hospitais, clínicas, laboratórios, indústria, bancos de sangue, centros de diagnóstico por imagem, no serviço público em geral e institutos de pesquisa.

Como fazer parte do mercado de trabalho de Biomedicina

A única maneira de fazer parte desse fervilhante mercado de trabalho é entrando em uma graduação em Biomedicina.

O bacharelado tem quatro anos de duração e pode ser encontrado em mais de 300 instituições de ensino pelo Brasil – sendo que cerca de 92% estão na rede privada de ensino.

O curso tem uma pegada bastante inovadora, mesclando conhecimentos da Biologia às Ciências da Saúde em geral, como Medicina, Farmácia e Anatomia.

Por sorte, algumas faculdades já oferecem a possibilidade de estudar a distância, com mais tranquilidade e flexibilidade.

Nesse caso, os interessados vão estudar um pouco de casa, por meio da internet, e um pouco nos laboratórios fornecidos pelas próprias faculdades, nos polos de apoio presenciais espalhados por todo o Brasil.

O formato é reconhecido formalmente pelo MEC e rende um diploma de biomédico válido no mercado de trabalho.

Por ser uma profissão em ascensão e com um futuro cada vez mais competitivo (temos quase 70 mil futuros biomédicos nas salas de aula atualmente), a recomendação é investir em formação extra: cursos de especialização, mestrados e doutorados.

Quanto ganha um biomédico

Um biomédico em início de carreira pode ganhar cerca de R$ 2.500. Essa é a média nacional do piso salarial da categoria.

De acordo com o levantamento do site Trabalha Brasil, que organiza as faixas salariais de acordo com a experiência do profissional e o porte da empresa contratante, temos uma variação de R$ 1.393 (para trainee em empresa de pequeno porte) até R$ 5.749 (profissional com mais de 8 anos de experiência em empresa de grande porte.

O que se estuda em Biomedicina

A seguir você vai ver algumas das matérias que você vai encontrar no curso de Biologia.

A grade curricular abaixo foi retirada da Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS) – em Minas Gerais: http://o1.qnsr.com/cgi/r?;n=203;c=1624319;s=13637;x=7936;f=201610061252040;u=j;z=TIMESTAMP;

  • Bacteriologia clínica
  • Biologia molecular e biotecnologia
  • Biomedicina estética
  • Bromatologia
  • Ciências moleculares e celulares
  • Ciências morfofuncionais dos sistemas digestório, endócrino e renal
  • Ciências morfofuncionais dos sistemas imune e hematológico
  • Ciências morfofuncionais dos sistemas nervoso e cardiorrespiratório
  • Ciências morfofuncionais dos sistemas tegumentar, locomotor e reprodutor
  • Citopatologia
  • Formação integral em saúde
  • Genética
  • Hematologia
  • Imaginologia
  • Imunologia clínica
  • Instrumentação e deontologia biomédica
  • Líquidos biológicos
  • Micologia e virologia
  • Microbiologia
  • Microbiologia de alimentos
  • Patologia geral
  • Práticas em saúde
  • Princípios físico-químicos laboratoriais
  • Relações parasitas e hospedeiros
  • Toxicologia

O curso tem uma extensa carga de atividades em laboratório, onde os alunos vão aprofundar conhecimentos sobre bioquímica, imunologia clínica, hematologia, microbiologia clínica, parasitologia clínica e líquidos biológicos.

Os estágios também são parte importante do curso, seja no formato presencial ou a distância.

Nesse período os alunos vão aprender sobre preparação para análises clínicas e rotinas laboratoriais.

Quanto custa estudar Biomedicina

Se você está pensando em estudar Biomedicina no modelo presencial, programe-se para desembolsar, em média, cerca de R$ 1.200 por mês.

Claro que há faculdades mais baratas, que cobram cerca de R$ 800, e outras bem mais caras, que têm mensalidades acima dos R$ 2.000.

O ensino a distância é mais em conta, com mensalidades na casa dos R$ 700 por mês.

Em faculdades de grande porte, como a Cruzeiro do Sul Virtual (a distância), você pode fazer Biomedicina EAD por menos de R$ 600 mensais.

Se os valores forem pesados para você, saiba que dá para correr atrás de bolsas de estudos que abatem até 100% do valor das mensalidades.

O caminho mais curto é buscá-las na própria faculdade. Muitas oferecem o benefício a alunos que se deram bem no Enem ou no vestibular local.

Outras tantas têm parceria com sites especializados em bolsas e oferecem, instantaneamente, um desconto de até 75%. Basta procurar a mais perto de você, se inscrever, pagar uma pequena taxa e aproveitar o benefício até o último dia de aulas.

As melhores faculdades também participam do ProUni, o programa de bolsas do Governo Federal. Para concorrer ao benefício é preciso ter feito o Enem mais recente, se encaixar em determinados requisitos socioeconômicos e se inscrever para uma seleção com candidatos de todo o Brasil.

Onde estudar Biomedicina

Com opções em mais de 300 instituições pelo país que oferecem o curso de Biomedicina, pode parecer complicado encontrar a faculdade ideal.

Mas não é tão difícil quanto parece. Se você se assegurar de que a faculdade é reconhecida e bem avaliada pelo MEC, está tudo certo.

Quer algumas sugestões para começar? Dê uma olhada:

Veja também:

Quanto ganha um Biomédico?

O que achou do mercado de Biomedicina? É o que você esperava? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin