O que é empreendedorismo e como praticar

Um dos temas mais abordados no mundo dos negócios atualmente, o empreendedorismo é essencial para quem deseja se dar bem no mercado de trabalho, ainda mais para quem pensa em abrir o próprio negócio.

Contudo, ser um empreendedor não é o mesmo que ser empresário, e nem está relacionado apenas ao fato de se criar uma empresa. Mas então, o que é empreendedorismo?

Dica de leitura: Saiba tudo sobre o curso de Empreendedorismo

Qual é o conceito de empreendedorismo?

O termo empreendedorismo é utilizado para definir profissionais capazes de identificar problemas, aproveitar oportunidades e desenvolver soluções inovadoras e positivas para a sociedade.

empreendedorsimoOu seja, empreendedorismo tem tudo a ver com inovação. Seja para criar algo totalmente novo ou aprimorar algo que já existe de um modo que ninguém havia feito antes.

O empreendedor é capaz de criar um novo produto ou serviço ou desenvolver diferente método de produção ou comercialização, o que muitas vezes pode resultar em um novo negócio ou empresa. A essência do empreendedorismo está na percepção e aproveitamento das oportunidades.

Quais são as características do empreendedor?

Espera-se de um empreendedor de sucesso as seguintes características, como curiosidade, pensamento estratégico e iniciativa. Conheça todas em detalhes:

  • Criatividade: usar a imaginação para criar novas soluções é essencial no empreendedorismo. O empreendedor pensa fora da caixa e soluciona problemas de forma inovadora.
  • Pensamento estratégico: não adianta apenas imaginar. É necessário ter visão estratégica e saber muito bem onde quer chegar e como chegar até lá.
  • Iniciativa: o empreendedor não espera alguém lhe falar o que deve ser feito. Ele toma a iniciativa e se antecipa aos problemas, sempre procurando melhorias e novas formas de fazer as coisas. Ele não fica apenas no mundo das ideias, pois as coloca em prática.
  • Autoconfiança e otimismo: pessimismo não combina com empreendedorismo, afinal, se você não acredita no potencial de sua ideia, não há por que colocá-la em prática. 
  • Resiliência: quem tem medo de errar dificilmente coloca a mão na massa, e é com os erros que se aprende. Encarar os erros como oportunidades de aprendizado, resistir durante as dificuldades e se adaptar às mudanças são características de um bom empreendedor.
  • Controle emocional: saber controlar a ansiedade e não agir de forma impulsiva, evitando riscos, é importante para o empreendedor sair da zona de conforto e inovar, assim como colocar paixão naquilo que se faz. O equilíbrio é essencial.

Como está o empreendedorismo no Brasil?

Segundo a Global Entrepreneurship Monitor (GEM), o Brasil possui um grande potencial quando o assunto é empreendedorismo. A Taxa de Empreendedorismo Total no país é de 38%, com dados de 2018. Isso significa que são aproximadamente 52 milhões de brasileiros que se dedicam a um negócio próprio. 

E entre os BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), países que se destacam no cenário global pelo seu rápido desenvolvimento econômico, o Brasil possui a maior taxa de empreendedorismo, sendo seguido pela China, com 26,7%.

Nos últimos anos, reforçado pelas instabilidades econômicas e aumento do desemprego, o número de novas empresas aumentou no Brasil. Esse cenário também foi fortalecido por programas do governo voltados para tirar os profissionais da informalidade, como a criação do MEI (Microempreendedor Individual).

Segundo o Sebrae, anualmente são criados, no Brasil, mais de 1,2 milhão de novos empreendimentos formais. Destes, mais de 99% são micro e pequenas empresas ou empreendedores individuais, que correspondem a dois terços do total de ocupações existentes no setor privado.

As micro e pequenas empresas são responsáveis por mais da metade dos empregos com carteira assinada no país.

Contudo, de acordo com estudo do IBGE, de cada 100 novos empreendimentos abertos no ano de 2015, 71 sobreviveram após 1 ano de funcionamento, e apenas 36 após 5 anos.

Por que as empresas fecham?

Para o Sebrae, existem três principais causas de fechamento de empresas no Brasil:

  • Falta de planejamento prévio
  • Falha na gestão empresarial
  • Comportamento empreendedor

Ao abrir uma empresa, parte dos empreendedores não levantou informações importantes sobre o mercado, sendo que mais da metade não realizou um planejamento básico do negócio.

Ou seja, existe vontade e criatividade para desenvolvimento de novos negócios, mas a falta de experiência e conhecimento sobre gestão de negócios prejudicam o sucesso desses empreendimentos.

Quais são as oportunidades no Empreendedorismo?

O empreendedorismo é latente na sociedade brasileira, mas precisa ser estimulado e desenvolvido para que se aumentem as chances de sucesso.

Afinal, estimular o empreendedorismo é investir na criação de novos negócios, no desenvolvimento de diferentes soluções para os problemas que o país enfrenta, na geração de empregos, no giro da economia, no desenvolvimento social e econômico da população.

Com tanto potencial assim, não é à toa que a oferta de cursos de Empreendedorismo tem aumentado no país, tanto em nível superior quanto em cursos livres.

Os cursos livres são oferecidos por diversas instituições, e contam com diferentes temas e focos.

Já no nível superior, o curso de Empreendedorismo é oferecido na modalidade dos Tecnólogos, com duração de dois anos, e possuem basicamente a seguinte grade curricular:

  • Marketing
  • Gestão de Pessoas
  • Planejamento Estratégico
  • Plano de Negócios
  • Gestão da Inovação
  • Gestão do Conhecimento
  • Liderança
  • Administração Financeira e Orçamentária
  • Logística
  • Fontes de financiamentos
  • Economia
  • Princípios da Administração
  • Probabilidade e Estatística
  • Tecnologia da Informação

Saiba mais: Conheça o curso de Empreendedorismo e veja onde estudar

Onde estudar Empreendedorismo?

Quer saber onde fazer um curso de empreendedorismo de qualidade? Confira algumas instituições reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso superior em Empreendedorismo:

Leia também: Quer fazer faculdade de empreendedorismo? Veja opções

E então, agora já sabe qual é o primeiro passo para se tornar empreendedor? Conte para a gente o que achou nos comentários abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin
Descubra a faculdade certa para você!