Descubra se existe faculdade de perito criminal

Será que é preciso uma faculdade de perito criminal para exercer essa profissão? Descubra quais são as opções disponíveis e encontre a que melhor encaixa com você!

A profissão de perito criminal se popularizou muito nas últimas décadas. Produções cinematográficas como filmes, documentários e seriados com temática policial colocam essa carreira em evidência e atraem o interesse e curiosidade de muitos jovens.

Afinal, as produções de TV e cinema sobre crimes e suspense estão sempre nas listas das mais assistidas, tanto nas bilheterias dos cinemas como nos programas de streaming na internet.

Assim, os peritos criminais exercem um papel muito interessante e chamativo para os espectadores e muito importante para a resolução dos casos mais misteriosos de crimes relatados nas obras. Por isso as buscas e o interesse pela carreira aumentam com o lançamento de cada série e filme que tratam de assuntos policiais.

Depois de descobrir que quem deseja se tornar um perito criminal precisa, obrigatoriamente, ter um diploma de nível superior, outra dúvida frequente dessas pessoas é o que estudar para se tornar um profissional na área de investigação forense.

Entenda se há a faculdade na área e conheça as opções que mais colocam peritos no mercado.

E então, tem faculdade de perito criminal?

Este é um caso curioso, porque há, sim, uma faculdade sobre perícia criminal: o curso de nível superior tecnológico em Investigação e Perícia Criminal.

No entanto, em geral, os concursos públicos abertos para o cargo de perito criminal oficial, como em polícias como Civil e Federal e institutos de criminalística, não possuem vagas disponíveis para graduados em nível tecnólogo com diploma no curso de Investigação e Perícia Criminal.

Esta graduação tecnológica, que em sua grade possui diversas disciplinas da área das ciências forenses, forma profissionais que podem atuar em empresas privadas com assuntos que demandem alguma perícia, mas não forma peritos oficiais.

Para trabalhar com o cargo oficial, que é sempre retratado em filmes e séries, normalmente é necessário ter uma graduação de nível bacharelado, que prepara os profissionais na teoria e na prática para atuar na área em que o curso é focado.

Depois de formado, é preciso esperar a disponibilidade de vagas para a carreira em editais de concursos públicos, umas vez que esse profissional é um servidor público. Por esse motivo, o primeiro passo para se tornar um perito criminal é fazer uma faculdade.

Qual faculdade devo fazer para ser perito criminal?

Mas para fazer uma faculdade antes de se tornar um perito criminal, é preciso saber mais sobre as vagas disponíveis para o cargo em concursos públicos e quais são os cursos que mais formam esse profissional.

Como os editais dos concursos não costumam abrir vagas para profissionais de nível tecnólogo, é importante focar nos cursos de bacharelado que mais aparecem nesses documentos.

Como o perito criminal é um profissional multidisciplinar e o cargo está presente em diversas áreas da investigação (desde assassinatos até crimes cibernéticos), existe um número considerável de cursos de graduação de bacharéis que podem vir a atuar com investigação no futuro.

Veja algumas das principais graduações que podem preparar futuros peritos criminais:

Biomedicina

O curso de Biomedicina tem duração média de quatro anos. Ele prepara profissionais para trabalhar com genética, biologia e medicina. Com a alta carga horária prática dentro de laboratórios, a experiência adquirida pode ser aproveitada por um perito.

Veja algumas disciplinas da grade:

  • Anatomia Humana;
  • Biossegurança;
  • Imagenologia;
  • Técnicas Laboratoriais de Biologia Molecular;
  • Toxicologia.

Direito

O curso de Direito forma profissionais em cinco anos. Com muitas disciplinas que tratam sobre legislação e criminalística, é um caminho comum na área de investigação e perícia criminal.

Algumas disciplinas são:

  • Direito Civil
  • Direito Penal;
  • Ética do Profissional Jurídico;
  • Prática Jurídica Penal;
  • Psicologia Jurídica.

Engenharia Química

Com média de duração de cinco anos, o curso de Engenharia Química é outro que prepara profissionais para atuar dentro de laboratórios de análises. Como áreas de engenharia são interdisciplinares, é uma forma muito comum de formar peritos criminais.

Parte da grade curricular é:

  • Bioquímica;
  • Ciência dos Materiais;
  • Equações Diferenciais Lineares;
  • Síntese e Análise Orgânica;
  • Probabilidade e Estatística.

Farmácia

O curso de Farmácia tem duração média de cinco anos. A toxicologia forense é uma das mais de 70 áreas de atuação do farmacêutico, sendo muito popular entre esses profissionais.

Veja parte das disciplinas do curso:

  • Anatomia Humana;
  • Bioética;
  • Biologia Celular e Tecidual;
  • Fisiologia Humana;
  • Toxicologia.

Outros cursos que formam peritos criminais:

  • Biotecnologia
  • Enfermagem
  • Física
  • Medicina
  • Química

Onde estudar para ser um perito criminal?

Como são diversas as possibilidades de cursos que formam profissionais aptos a concorrer nos concursos públicos com vagas para perito criminal, os estudantes podem escolher qual das áreas possuem mais afinidade para estudar.

Afinal, um bacharelado dura entre quatro e cinco anos e exige um investimento financeiro e dedicação de tempo e estudos para se formar. Por isso, a melhor opção é a que você se interesse mais e mais tenha a ver com o seu perfil.

Depois de escolher o curso, o passo seguinte é decidir onde estudar. E para te ajudar, selecionamos cinco faculdades que são reconhecidas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC).

Veja a lista:

Essas faculdades oferecem cursos presenciais e a distância (EaD), sem que os diplomas tenham qualquer diferença para o mercado de trabalho e para os concursos públicos.

Veja também: Descubra quanto ganha um perito criminal

Qual das áreas que formam peritos criminais você prefere? Conte nos comentários abaixo!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin