Mapa Mental: o que é e como fazer um para a carreira

Uma ferramenta que tem sido bastante utilizada no mundo corporativo é o mapa mental. Mas o que é esse recurso que tem ganhado o coração de gestores e profissionais das mais diferentes áreas?

Continue a leitura deste artigo e entenda o que é mapa mental e como construí-lo para alavancar a sua carreira.

Encontre bolsas de estudo de até 80%

O que é mapa mental?

Mapa mental é um tipo de diagrama que tem o objetivo de auxiliar no estudo, compreensão e memorização de um determinado assunto.

A construção desse diagrama utiliza reforços visuais, como símbolos, setas, cores e frases de efeitos, com o objetivo de organizar o conteúdo e as ideias sobre um tema, facilitando as associações entre as informações destacadas.

A técnica do mapa mental foi criada no fim da década de 1960, pelo psicólogo e consultor inglês Tony Buzan. Atualmente é bastante utilizada em instituições de todo o mundo a fim de facilitar aprendizagens, seja na área educacional ou corporativa.

Para que serve um mapa mental?

Muitas vezes, as ideias acerca de um tema ficam difusas e desorganizadas na mente humana. Por mais que se estude, leia ou ouça sobre um determinado assunto, os conhecimentos tendem a tornar-se pontos desconexos do todo.

O mapa mental tem o objetivo de reunir essas informações e conhecimentos e associá-los. As cores, ilustrações, setas e demais recursos visuais estimulam o cérebro – e a mente humana – a relacionar esses dados, compreendendo-os como partes de um todo.

Todos os recursos visuais utilizados no mapa mental partem de um único centro, que é o tema principal a ser estudado. É a este tema que as demais informações do diagrama se conectam, facilitando a compreensão.

Onde um mapa mental pode ser aplicado?

Um mapa mental pode ser aplicado a qualquer tarefa ou atividade, seja ela profissional, educacional ou de lazer. Além disso, pode ser usado de forma individual ou em grupo para ajudar no planejamento e organização de qualquer tipo de evento.

A técnica do mapa mental é um método de planejamento e organização através do registro gráfico. Cada vez mais é utilizado no ensino-aprendizagem de qualquer área do conhecimento.

No vídeo a seguir, uma especialista em mapas mentais explica o que é um mapa mental e para que ele serve.

Diferença entre mapa mental profissional e um de estudo

Um mapa mental pode ser usado tanto na área acadêmica, como na organização do estudo de uma determinada disciplina, quanto na área profissional, além de outras.

Confira, a seguir, as principais diferenças entre mapa mental de estudo e profissional.

Mapa mental de estudo

Resumindo, um mapa mental utilizado para estudo é como uma ficha de informações que concederá uma visão geral do tema estudado.

Ele ajudará a fixar e relembrar os pontos mais importantes do assunto, permitindo que o estudante faça todas as associações possíveis ao tema, o que facilita o entendimento completo da matéria.

O mapa mental é útil não apenas para ajudar na memorização do conteúdo, mas para registrar as informações de forma inteligente.

Ele ainda permite revisões rápidas, uma vez que as associações feitas durante sua construção são sintetizadas pelos elementos visuais.

Mapa mental profissional

No meio profissional, os mapas mentais são uma técnica para agrupar informações muitas vezes fragmentadas e difusas no meio operacional ou corporativo.

O diagrama criado irá representar e relacionar conceitualmente essas informações com o máximo de detalhes possíveis, a fim de facilitar a compreensão de todos os envolvidos.

Essa ferramenta capta as ideias, conceitos, práticas, normas, ações e demais atividades e as une, dando-lhes forma e contexto. Traça, assim, relacionamentos de causa e efeito, simetria e similaridade entre esses dados.

O conjunto de informações torna-se, então, mais palpável e mensurável, facilitando o planejamento de ações e estratégias e a tomada de decisões.

Ou seja, o mapa mental, no ambiente corporativo, é utilizado para a gestão da informação. Sua técnica ajuda na capacitação profissional, na solução de problemas, na gestão estratégica de lideranças, na criação de manuais, entre outras possibilidades. É muito comum também ser usado como ferramenta de brainstorming.

Já para uso individual para ajudar na carreira, o mapa mental pode ser criado para traçar planos, caminhos, metas e objetivos para se alcançar o sucesso na vida profissional.

Leia também: Entenda a importância do Marketing Pessoal para a sua carreira

Como construir um mapa mental?

Para se construir um mapa mental realmente eficaz, algumas dicas do próprio criador da técnica devem ser levadas em consideração:

  • O mapa deve ser iniciado pelo tema principal, que deve estar no centro do mapa. Pode ser representado por uma imagem colorida do assunto.
  • Utilize, em todo o mapa, reforços visuais como imagens, símbolos, setas e cores. As cores são importantes para codificar e agrupar.
  • Em vez de frases completas, dê preferência a palavras-chave. Utilize o recurso das letras maiúsculas e minúsculas para destaques.
  • Dê a cada imagem ou palavra o seu próprio espaço e sua própria linha, para que o mapa fique organizado e entendível.
  • O mapa precisa ser claro e objetivo. Use agrupamentos, hierarquia radial, ordem numérica, contornos, cores.
  • As linhas, que relacionam as diversas informações, devem estar conectadas a partir da imagem central. As linhas centrais são mais grossas, e afinam-se conforme se afastam do centro.
  • Usar o seu próprio estilo pessoal é importante para ajudar na compreensão dos assuntos e suas conexões.

Passo a passo para construir um mapa mental

Depois de entender o que é um mapa mental e quais dicas são essenciais para construí-lo, siga nosso passo a passo abaixo que irá te guiar nessa aventura de desenvolver seu próprio mapa mental.

mapa mentalPorém, antes de seguir com o roteiro, é importante mencionar que você pode construir seu mapa mental à mão, utilizando papel, lápis, canetinhas coloridas e colagens, ou, então, por meio de ferramenta digital. São vários os programas disponíveis no mercado para criar mapas mentais usando computador ou celular.

Agora, vamos ao passo a passo para construir o seu mapa mental:

1. Defina o tema central

Antes de mais nada, você precisa ter claro qual o assunto principal do seu mapa mental. É ele que irá direcionar a construção do diagrama, desmembrando-se nos tópicos secundários e assuntos correlacionados. 

Para ajudar a definir o tema central do seu mapa mental, anote qual o objetivo a ser atingido. É ele que irá guiar você por todo o processo.

Pense nas seguintes situações:

  • Um problema que precisa ser resolvido
  • Um projeto a ser planejado e executado
  • Um conceito que você quer estudar e entender melhor

Caso seu objetivo seja uma dessas opções, facilmente você irá identificar o tema central. Ele é o objeto da situação apontada. Pode ser uma palavra, um tópico mais geral ou algo bem mais específico.

Definido o tema do mapa astral, represente-o no centro do papel ou tela onde será construído o diagrama. Ele deve ser o ponto inicial, ou seja, a primeira coisa que constará no seu mapa mental. Você pode inserir uma imagem que o represente ou simplesmente escrever esse tema.

2. Insira as ramificações mais básicas

Após definir o tema central, você começará a construir as ramificações que descrevem os principais subtópicos. Essas ramificações irão ajudar você a organizar e agrupar as informações.

Nesse momento, não se preocupe com muitos detalhes. Palavras-chave são suficientes para as primeiras ramificações. A partir delas que você irá desmembrar melhor as informações, com mais detalhes. 

3. Explore as ramificações

A partir das ramificações mais básicas, você irá desmembrá-las em outras ramificações, adicionando tópicos e informações mais específicas. Desse modo, você começa a criar hierarquias de informações.

Continue organizando o mapa colocando as informações importantes posicionadas mais próximas do conceito principal, enquanto os detalhes mais específicos ficam mais distantes. Faça isso até não ter mais dados importantes que devam ser inseridos.

4. Utilize reforços visuais

Não se esqueça de utilizar cores, setas e outros recursos visuais. Eles são importantes para agrupar informações e ajudar a mente a criar relações.

Você pode usar, por exemplo, cores diferentes para identificar níveis ou assuntos do mapa mental. As setas podem indicar relações, símbolos para sintetizar e imagens para ajudar na memorização

As linhas que ligam as informações e os tópicos devem ir se tornando mais finas conforme se afastam do centro. São como raízes de uma árvore, que perdem diâmetro enquanto se afastam do tronco.

Todos esses elementos são recursos que ajudam a mente a compreender melhor os conceitos, associando-os ao tema principal.

Exemplos de mapa mental

A seguir, você confere alguns exemplos, em vídeo, da construção de mapas mentais para diferentes temas.

  • Para estudar química:

  • Para entender a história de um livro:

  • Para compreender genética:

  • Para aprender gramática:

Como aprimorar sua carreira?

Agora que você já sabe como criar um mapa mental, uma boa sugestão é desenvolver um diagrama que ajude você a ter sucesso na carreira.

Você pode inserir, por exemplo, metas a serem cumpridas que guiarão você para a realização profissional.

Claro que não pode faltar a formação acadêmica e aquisição de novos conhecimentos. Você pode se propor a ingressar na faculdade ou pós-graduação, aprender um idioma diferente, fazer um novo curso, especializar-se na área desejada.

São muitas as opções e, para ajudar, separamos uma lista com faculdades que, além de aprovadas pelo MEC, oferecem descontos e facilidades:

Veja também: O que é plano de carreira e como montar?

Você acha que mapas mentais podem realmente ajudar a organizar ideias a respeito de um tema? Já chegou a criar um mapa mental? Conte pra gente aqui nos comentários.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin