dcsimg

Descubra como está o mercado de trabalho para Fisioterapia

O mercado de Fisioterapia é concorrido, o que aumenta ainda mais a importância de uma formação sólida e contínua. Conheça os detalhes aqui!

A partir dos anos 90, com o aumento do interesse das pessoas pelos temas de saúde e qualidade de vida, a Fisioterapia ganhou mais visibilidade e importância.

O mercado de trabalho se revolucionou: houve um boom na oferta de emprego, com grande aumento na procura por profissionais. O número de cursos e vagas nas universidades acompanhou esse ritmo de crescimento.

Com o tempo, surgiram tantos profissionais formados que o mercado já não podia absorver todos eles. Hoje em dia, a concorrência é grande, mas quem tem uma boa formação continua com grandes chances de conquistar seu lugar ao sol.

Confira agora mesmo como anda o mercado atual, veja dicas para melhorar seu currículo e opções de onde fazer uma boa faculdade de Fisioterapia!

Como anda o mercado de trabalho para o fisioterapeuta?

Boa parte das oportunidades de trabalho para fisioterapeutas se encontra nas capitais e grandes cidades, onde a concentração de hospitais e clínicas é maior.

A maioria das faculdades também está nas grandes zonas metropolitanas.

São centenas de cursos em universidades públicas e privadas, que colocam a cada ano no mercado uma enorme quantidade de novos profissionais em busca de emprego.

Nesse mercado competitivo, o fisioterapeuta bem formado e constantemente atualizado pode construir uma carreira de êxito seja onde for. Como em toda profissão da área da Saúde, a demanda da população é constante em todas as regiões do país.

Além disso, o fisioterapeuta tem boa amplitude de áreas de trabalho, o que aumenta as possibilidades em empresas, hospitais, clínicas, consultórios e academias.

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) reconhece atualmente quinze diferentes áreas:

  • Fisioterapia em Acupuntura
  • Fisioterapia Aquática
  • Fisioterapia Cardiovascular
  • Fisioterapia Dermatofuncional
  • Fisioterapia Esportiva
  • Fisioterapia em Gerontologia
  • Fisioterapia do Trabalho
  • Fisioterapia Neurofuncional
  • Fisioterapia em Oncologia
  • Fisioterapia Respiratória
  • Fisioterapia Traumato-Ortopédica
  • Fisioterapia em Osteopatia
  • Fisioterapia em Quiropraxia
  • Fisioterapia em Saúde da Mulher
  • Fisioterapia em Terapia Intensiva

Como aumentar as chances no mercado de trabalho de Fisioterapia?

A primeira medida para aumentar suas chances de uma boa colocação no mercado de trabalho de Fisioterapia é escolher uma boa faculdade, reconhecida e bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC). É preciso verificar a estrutura da instituição, tanto na parte humana (nível dos professores), quanto na parte física, principalmente os laboratórios e os equipamentos de fisioterapia disponíveis.

O Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) é um exemplo de faculdade que cumpre todos esses requisitos e oferece a graduação em Fisioterapia em vários estados do país.

Mas, em um mercado tão concorrido, é recomendável continuar os estudos com cursos de especialização e pós-graduação – que podem ser feitos no Brasil ou no exterior – para o aprendizado de novas técnicas e tratamentos.

Além disso, a participação em congressos e palestras também é um bom caminho para se manter sempre atualizado na profissão.

Tudo isso deixa o seu currículo mais interessante e aumenta os seus conhecimentos, o que facilita na hora de conseguir um emprego e de se destacar no mercado. Sem falar que um profissional qualificado atrai mais clientes e tem mais possibilidades de assumir cargos de coordenação e chefia ao longo da carreira.

Quanto posso ganhar como fisioterapeuta?

Para uma jornada de 30 horas semanais, a média nacional de salário do fisioterapeuta é de R$ 2.200, segundo pesquisa da Catho, empresa especializada em mercado de trabalho e salários.

Mas esse número pode ter muitas variações, que vão desde o porte da empresa onde o fisioterapeuta trabalha e o tempo de experiência do profissional até a região do país e a especialidade exercida.

O piso salarial estabelecido por muitos sindicatos supera a cifra divulgada pela Catho, sendo que está em tramitação um projeto de lei que propõe estabelecer o piso em R$ 4.650.

Vale lembrar que cada profissional faz seu próprio caminho, e há fisioterapeutas de sucesso em suas áreas que chegam a ganhar muitas vezes mais que os salários mínimos estabelecidos para a profissão.

Onde fazer uma boa faculdade de Fisioterapia?

Selecionamos para você algumas opções de faculdades que têm o curso de Fisioterapia reconhecido pelo MEC. Algumas dessas instituições também oferecem a graduação a distância, no sistema semipresencial.

Na Fisioterapia semipresencial, o aluno estuda boa parte do tempo em casa, pela internet, por meio de uma plataforma virtual.

A parte prática do curso – principalmente as aulas de laboratório – é feita em um polo de apoio presencial, que o estudante terá que frequentar algumas vezes por semana.

O diploma do curso semipresencial é igual e vale tanto quanto o presencial. Confira a seguir algumas faculdades de Fisioterapia reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

Todas elas trabalham com programas de financiamento facilitado, bolsas de estudos, convênios e descontos.

Veja também:

Entenda o que faz um fisioterapeuta

Está preparado para estudar Fisioterapia e buscar sua vaga no mercado de trabalho? Já escolheu a faculdade? Conte seus planos para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin